Notícias

Matérias Especiais

Cruzeiro: 99 anos e a busca da reconstrução para o seu centenário

CRUZEIRO (4)

Em 2021 Cruzeiro completará 100 anos, um dos gigantes brasileiros a chegar nesta idade com êxito e sucessos. Mas o ano de 2020 marca a luta da Raposa ao acesso pra Série A e a sobrevivência financeira

Se o ano de 2019 não foi bom para o Cruzeiro, 2020 continua sendo uma incógnita para o time Celeste, isso devido a uma série de fatores dentro e fora de campo. A começar pelo ano em que atletas entraram com processos judiciais contra a Raposa no tribunal de justiça, casos como o jovem volante da base Cruzeirense Enderson e o já consolidado goleiro Rafael que hoje com 30 anos, estava na Toca da Raposa desde os 13 anos.

Junto com eles vieram o meia Thiago Neves, o centroavante Fred, David, o treinador de goleiros Robertinho entre outros para resolverem as situações de cada um, deixando o clube em más lençóis, sem credibilidade no mercado, treinando com os garotos da base, além de outros jogadores como Dedé, Edilson, Ariel Cabral e Robinho em negociações, mais tarde chegaram em acordo comum entre eles e estão hoje no processo de reconstrução do clube.

Cruzeiro em 2020

Bom, o ano começou e com o ainda Adilson Batista no comando, a equipe não foi muito além do que imaginavam os torcedores, embora com um empate contra o América Mineiro, diante do seu maior rival que é o Atlético Mineiro foi derrotado por 2 a 1 com um gol no último minuto do tempo normal, fazendo até uma boa partida no clássico, mas não convenceu nos demais jogos e com a paralisação do Campeonato Mineiro ocupa o quinto lugar, ficando de fora do grupo que fará a semifinal, portanto o tricampeonato deixa de ser realidade e o pior fica fora da disputa de título do Estadual.

Já pela Copa do Brasil o Cruzeiro eliminou na primeira fase o São Raimundo-RR, um time modesto, para não ser pejorativo, ao empatar por 2 a 2 no Estádio Canarinho. Já na segunda fase enfrentou um velho conhecido, Boa Esporte e passou nas disputa de pênaltis, já que no tempo normal empatou por 1 a 1 e venceu por 5 a 4 no Estádio Municipal de Varginha.

Pela terceira fase o Cruzeiro pegou o CRB, agora já na fase do sorteio e jogos de ida e volta. Alguém sabe o resultado do primeiro jogo no Estádio Mineirão? Lógico que sim né? A Raposa perdeu em casa por 2 a 0. Tem chances? Sim, mas é quase uma guerra vencida na atual conjuntura do que vive o time Celeste, aquele esquadrão que normalmente entra em campo favorito e buscando a vitória com qualquer time que seja, a realidade é outra e o discurso no clube já tem mudado de tom e agora o importante é o retorno à Série A, elite do futebol.

Mas o nosso propósito aqui não é falar de campanha e sim de como o Cruzeiro caiu de time exemplar, bem gerido para um clube com corrupções, contratos especulativos, funcionários ganhando horrores, jogadores com salários astronômicos, crises financeiras, dívidas e processos judiciais. Quem irá falar a partir de agora é o seu presidente interino José Dalai Rocha em entrevista ao blogueiro Jorge Nicola do Yahoo Esportes, para maiores informações só clicar aqui no link.

Sem papas na língua

Assim foi o inicio de conversa com o mandatário Cruzeirense José Dalai Rocha que falou por horas com o blogueiro a respeito de como encontrou o Cruzeiro, suas dívidas, processos na FIFA, saídas de Thiago Neves, contrato do Fred, reforços para o clube, ele não poupou nada e meteu o dedo na ferida.

Folha salarial

“Era uma orgia que está sendo reajustada. Demos uma enxugada na folha do pessoal e tivemos que cortar mais de 100 funcionários. A folha era em torno de R$ 20 milhões por mês e hoje está em torno de R$ 3 milhões”

Contrato do Fred

“O contrato do Fred é um desses que você lê, lê, lê e não acredita que possa ter sido assinado. É um negócio impressionante. Nele, o Cruzeiro tem tanta chance quanto a Chapeuzinho Vermelho diante do Lobo Mau. Não vou especificar a cláusula, mas o jogador entra ganhando R$ 100 mil e tem uma cláusula que, se ele participar de cinco jogos, ganha um aumento de 50%. Se participar de 20 jogos, mais 50%. Então, um salário de R$ 80 mil passa para R$ 180 mil, depois R$ 360 mil e aí vai para R$ 500 mil. Estamos cheios de contratos assim”

Tamanho da dívida

”Em torno de R$ 600 milhões. Um pouco pra cima, um pouco pra baixo”

Processos na FIFA

”Hoje, por causa da variação cambial, essas dívidas devem estar na casa dos R$ 50 milhões, R$ 60 milhões”

Série B

“Temos obrigação de subir. É o ano do nosso centenário e vamos deixar marca memorável. Tenho tranquilidade em dizer que, pela tradição do clube, temos que subir para a Série A”

E aqui eu dou o meu pitaco: Cruzeiro tem se esforçado neste quesito, depois de demitir o treinador Adilson Batista, trouxe um nome bastante conhecido e experiente na Série B, o atual treinador Enderson Moreira, que já obteve dois acessos para a Série A, além de reforços importantes chegando ao clube e breve deve ser anunciando o meia Régis, atualmente jogando no Bahia e preferido do comandante Celeste, além de ser uma antiga tentativa de contratação da Raposa.

Outra demissão importante foi do diretor de futebol Ocimar Bolicenho, assumindo em seu lugar o novo promovido Ricardo Drubscky, que já trabalharam juntos.

Como encontrou o Cruzeiro

“Terra arrasada. Terra queimada. Tudo que não precisava ser feito, nem podia ser feito, foi feito. Parece que o propósito era realmente deixar o Cruzeiro numa situação que ele não pudesse se reerguer. Os contratos feitos de uma maneira que você não admite que um contratante faça. A verdade é que o Cruzeiro não é contratante, é vítima. E é esse reconhecimento que a gente está procurando levar para as autoridades, sobretudo as autoridades esportivas, como a Fifa, mostrando que o Cruzeiro foi vítima”

Farra dos ingressos

“Foi feito um levantamento e deixamos de conseguir R$ 8 milhões de renda só com ingressos de cortesia. Isso mostra um pouco do que era o Cruzeiro. Chama-se farra. Chama-se orgia. Distribuir esses ingressos para os jogos, inclusive para tribuna e camarote, como se distribui folhetim de propaganda na rua. Era um absurdo. E tudo para preservar certos conselheiros que apoiavam determinadas correntes”

Conselheiros remunerados

”Não vou falar o cargo, mas tinha um que ganhava R$ 180 mil por mês. E deveríamos ter uns 30 conselheiros trabalhando no Cruzeiro, algo que o estatuto proíbe. Agora, estamos trabalhando para que eles sejam expulsos”

Show de aumentos

“Tem histórias que você não acredita que possa ser realidade. Por exemplo, eu não vou falar a profissão, mas determinado funcionário ganhando R$ 5 mil e passa pra R$ 15 mil, R$ 20 mil. Teve salários foram aumentados, por exemplo, de R$ 7 mil para R$ 20 mil. De R$ 30 mil para R$ 80 mil. De R$ 80 mil para R$ 130 mil, como se nós tivéssemos uma filial da Casa da Moeda”

Assim como a política, o Cruzeiro virou a própria

“Bem amigos da Rede Globo” um jargão conhecido por muitos e aqui faço dele aos meus colegas de trabalho, amigos pessoais, aqueles que irão ler esta matéria e a todos os amantes do futebol.

O Cruzeiro não caiu, ele foi derrubado por esse pessoal que assim queriam intitular Cruzeirenses, gestores, jogadores e certos funcionários, mas o que eles mais queriam eram o dinheiro, a fama, o status e que o clube fundado no Barro Preto que se dane. Houve uma comunhão pelo que o presidente interino José Dalai Rocha nos conta, a cúpula fez o que bem entendeu em prol de suas vantagens e quando o resultado financeiro não deu retorno, eles viraram as costas para o CRUZEIRO ESPORTE CLUBE, daí pra lá todos sabem o resto da história.

Ah, faltou o respeito com aqueles jogadores/funcionários/gestores comprometidos e o torcedor: este sim, o cara que faz e ama o clube a todo custo, mas não é o fim, a vida continua e estamos torcendo para que o Cruzeiro retorne em grande estilo como sempre foi, assim como diz em seu hino.

“Existe um grande clube na cidade

Que mora dentro do meu coração

E eu vivo cheio de vaidade

Pois na realidade é um grande campeão

Nos gramados de Minas Gerais

Temos páginas heroicas e imortais

CRUZEIRO, CRUZEIRO QUERIDO

TÃO COMBATIDO JAMAIS VENCIDO”

(Jadir Ambrosio)

 

Deixe uma resposta