Notícias

Sem categoria

Resumo da Semana 11 da NFL

NFL

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

O Esportes Mais analisou os jogos de mais uma semana da temporada regular da NFL

Chegamos ao fim da semana 11 da temporada regular, com um dado peculiar: 12 extra points foram errados. Em toda a temporada de 2014 – anterior à mudança na regra – os times tinham errado 8. Em algumas divisões temos claros favoritos e em outras parece que nenhum time deseja ser o campeão. Vamos ao que de melhor aconteceu na Semana:

New Orleans Saints 20 @ Carolina Panthers 23

Thursday Night Football opôs rivais da AFC South: um desesperado Saints no Bank of America Stadium, com ambos precisando da vitória, sobretudo o mandante. Talvez por isso as defesas se sobressaíram no primeiro quarto, com um morno 3×3. Mas com a necessidade de seguir melhorando, o Panthers atropelou no segundo quarto: 17 pontos sem resposta alguma dos Saints, indo para o intervalo com 20×3. Cam Newton comandou bons drivers que terminaram em um TD corrido de Jonathan Stewart, um FG e um TD de passe para TGJ. Parecia que a fatura estava liquidada.

No terceiro quarto a defesa dos Panthers seguiram doutrinando o ataque rival e o ataque conseguiu marcar outro FG e todos acharam que a partida estava resolvida, afinal os Saints precisavam sair do buraco marcando vários pontos sem sofrer outros, o que a frágil defesa de New Orleans não parecia ser capaz de fazer. Ledo engano, pois no último quarto Drew Brees tomou as rédeas da partida e quase conseguia virar também colocando 17 pontos sem resposta. Contudo, a defesa voltou para salvar o Panthers de uma derrota que seria dolorida e ainda enterraria de vez as chances de post-season. Para os Saints fica o gostinho amargo de que poderia ter vencido. Ambos agora estão com 4-6, mas o lado bom é que o líder é o Falcons com 6-4. E, acreditem, para os dois ainda é possível pensar em post-season.

Destaque: Drew Brees (QB, Saints).

Ravens 17 @ New Orleans Saints 27

No AT&T Stadium, os olhos estavam todos voltados para a sideline, onde estava Tony Romo. O ex-titular deu entrevista coletiva aceitando a reserva e dizendo que Dak Prescott fizera por merecer o posto de titular. Mas quando no começo as coisas não deram muito certo, as câmeras buscaram o astro. Por pouco tempo, pois Prescott teve uma atuação sólida, sobretudo a partir do segundo tempo. Os Ravens sabiam que precisavam para tanto o passe quanto as corridas de Dallas e o plano deu certo no começo, ainda mais quando Terrance West abriu o placar correndo. Contudo quando Ezekiel Elliot começou a quebrar os tackles e acumular jardas, o Cowboys empatou o placar no segundo quarto.

Depois do intervalo o Cowboys conseguiu um Touchdown com Dez Bryant, algo que se repetiria no quarto final, deixando o placar 24×10, duas posses de bolas. Joe Flacco não contou com efetividade do jogo corrido e teve que buscar no passe buscar o empate, e com 8 jogadas conseguiu um Touchdown para Steve Smith, que se tornou o 14º jogador a chegar à marca de 1000 passes recebidos. Era preciso a defesa aparecer, mas Prescott e Elliot conseguiram converter 3ª descidas seguidamente e só foram parados perto da End Zone. Nada mal para quem já vencia a partida e com o Field Goal certo de Dan Bayley, o time da casa voltou o placar para duas posses, que terminaria mesmo em 27×17.

Destaque: Dak Prescott (QB, Cowboys)

Tampa Bay Buccanneers 19 @ Kansa City Chiefs 17

Vencer no Arrowhead é coisa para bem poucos times. E vencer nos domínios do Chiefs então, não acontece todo dia: placar baixo e muitos Field Goals. Roberto Aguayo acertou 4 FGs no domingo e foi determinante na partida, onde quem costuma brilhar é o chutador do mandante, o nosso Cairo Santos só tentou um chute e acertou. Os Chiefs vinham sobrevivendo partida após partidas em viradas no quarto final e até mesmo nos minutos finais, mas é claro que isso não vai dar certo sempre. Ainda mais quando Alex Smith é interceptado dentro da End Zone quando o time liderava o placar e tinha tudo para assegurar mais uma vitória, que valeria a liderança da divisão.

O Buccs vai somando suas vitórias, com uma defesa forte e um ataque que vai melhorando a cada semana. Winston tem ficado longe dos turnovers e tem dado passes longos, seu calcanhar. Além disso, o jogo corrido tem aparecido em campo, o que sempre dá bons resultados. E como a NFS South é terra de ninguém e o time está em segundo (5-5), pode perfeitamente sonhar com a pós-temporada.

Destaque: Roberto Aguayo (K, Buccs)

Philadelphia Eagles 15 @ Seattle Seahawks 26

Uma partida interessante no Century Link Field, onde o dono da casa sempre esteve no comando da partida, mas o visitante lutou com honra e perdendo ao final. Carson Wents oscilou, algo natural em um local tão inóspito, e isso custou à vitória ao Eagles e possivelmente uma vaga na post-season. Já o Seattle assume – com folga – a liderança da divisão e deverá conquistá-la nas próximas rodadas.

Russell Wilson foi o destaque da partida com direito a passe recebido para Touchdown do Wide Receiver Doug Baldwin, na melhor trick play da temporada, em minha opinião. A jogada também sacramentou a partida, deixando o placar em 23×7. Além disso, o jogo terrestre ajudou bastante O Eagles ainda esboçou uma reação, mas a Legion of Boom tratou de terminar tudo para o time da Philadelphia.

Destaque: Doug Baldwin (WR, Seahawks)

Green Bay Packers 24 @ Washington Redskins 42

O Sunday Night Football foi o que costumamos chamar de massacre. Poucas eu vi um time dos Packers ser amassado como neste domingo. Dois dos dados bastam para ilustrar: Kirk Cousins passou para 375 jardas e 3 Touchdowns (21/30) e Rob Kelly correu 135 jardas e marcou, também, 3 Touchdowns (tudo isso em 24 corridas). Dessa maneira nem mesmo uma boa/ótima atuação de Aaron Rodgers (26/41, 351 jardas e 3 TDs) foi suficiente. A defesa de Green Bay ressente-se demais das ausências de Clay Mathews e de Sam Shields e foi uma peneira, sobretudo no quarto final da partida, que terminou em surreais 20×14. Alguns podem apontar que após o segundo TD dos Packers a partida esteve ao alcance para uma virada (24×28), mas no lance seguinte Kelly conseguiu uma corrida potente quase marcando o TD. Que viria com ele mesmo correndo.

Os Redskins mostram força dentro da NFC e que podem conseguir vaga na Post-Season. Já o Packers precisa corrigir muita coisa ainda e só ainda pode sonhar com playoffs porque a divisão está nivelada por baixo no momento. Sem defesa, todos sabem, time algum chega longe. E com o queijo suíço que se viu em campo ontem, o futuro dos Packers não será jogar em janeiro.

Destaque: Kirk Cousins (QB, Redskins)

Houston Texans 20 @ Oakland Raiders 27

Pela primeira o principal jogo da TV foi realizado fora dos EUA, na Cidade do México num templo do futebol da bola redonda, o estádio Azteca. E o confronto foi mais parelho do que poderiam pensar as pessoas que foram até o estádio e puderam ver um jogo bem jogado e com algumas trocas da liderança. O contestado Brock Osweiller fez uma boa partida, distribuindo bem os snaps e usando o RB Lamar Miller, que passar das 100 jardas, além de um TD. Pelo lado dos Raiders Derek Carr esteve melhor, mas não contou com ajuda do jogo terrestre, tendo que resolver no braço. E conseguiu…

Perdendo por 7 pontos e com a bola na linha de 25 jardas e faltando pouco mais de 10 minutos, Derek Carr precisaria conduzir um drive para touchdown caso quisesse vencer a partida. O que ninguém esperava – nem ele – era conseguir isso com um passe para o FB Jamise Olawale. Com uma falha grotesca na marcação dos Texans ele recebeu o passe livre e fintou apenas o Safety para correr até a End Zone e empatar a partida. Depois contou com a defesa parando uma quarta para polegadas e comandou outro drive curto, com apenas 5 jogadas quando um passe que parecia que renderia mais do que cinco jardas para Amari Cooper virou uma jogada explosiva, graças a uma trombada bizarra de dois jogadores do Texans. Cooper só teve que correr para o paraíso e dar a vitória aos Raiders. Que lideram sua divisão com inacreditáveis vitórias e que hoje lhe renderiam folga na primeira semana da post-season.

Claro que Chiefs e Broncos estão na cola, mas o que vale é degustar o momento. Já para o Texans a situação não se complica, porque ainda lidera a divisão, mas perde uma chance de ouro para solidificar-se no topo da AFC South.

Destaque: Jamise Olawale (FB, Raiders)

Demais resultados:

Bills 16 x 12 Bengals

Steelers 24 x 9 Browns

Jaguars 19 x 26 Lions

Titans 17 x 24 Colts

Cardinals 24 x 30 Vikings

Bears 16 x 22 Giants

Dolphins 14 x 10 Rams

Patriots 30 x 17 Niners

Curta a NFL ESPORTES MAIS no Facebook

Clique na imagem para acessar o site
Clique na imagem para acessar o site
Flávio Vieira (28 Posts)


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta