Notícias

Futebol Brasileiro

Vivendo bom momento, Atlético-PR e Chapecoense duelam na série A

cap_chape_wev

Vindo de duas vitórias consecutivas na competição, ambas as equipes brigam por objetivos distintos na sequência do Brasileirão

Na noite desse sábado (28), a partir das 21h, Chapecoense e Atlético-PR se enfrentam na Arena da Baixada, em Curitiba, pela 31ª rodada da série A do Campeonato Brasileiro.

Após vitórias frente ao Vitória, na Bahia, e Sport, em seus domínios, o Atlético Paranaense busca engatar o terceiro triunfo consecutivo na competição nacional. Com 41 pontos e ocupando a 9ª colocação na tabela, o Furacão aposta na força da Arena para encostar no G6. Com 38 pontos no certame nacional, e ocupando atualmente a 11ª posição, a Chapecoense, que venceu o Atlético-MG, em Minas Gerais, e o Fluminense, na Arena Condá, nas últimas duas rodadas do campeonato, quer espantar de vez o risco de rebaixamento. Para isso, aposta na consistência defensiva para surpreender o Furacão, em Curitiba.

Subir na Tabela

Esse o objetivo do Furacão. E para conquistar mais uma vitória na competição nacional, o técnico Fabiano Soares aposta na repetição da equipe para enfrentar a Chapecoense, nesse sábado. A única alteração na equipe em relação ao jogo frente ao Sport é a volta do lateral direito Jonathan. Com isso, Zé Ivaldo volta para o banco de reservas.

Fabiano aposta na sequência da equipe (Foto: Miguel Locatelli/Site Oficial/Atlético PR)

 

Apesar do clamor da torcida do Furacão pela entrada do meia-atacante Felipe Gedoz entre os titulares, o comandante do rubro-negro de Curitiba confirmou a opção por Douglas Coutinho. Autor de dois gols nos últimos dois jogos, Coutinho ganhou moral com o treinador, e segundo o mesmo, é peça importante à equipe, pois além de participar no ataque, auxilia na recomposição e marcação da equipe. Segundo Soares, o equilíbrio do time em campo é fundamental para a busca da vitória frente à Chapecoense.

Felipe Gedoz deve começar como reserva no Atlético-PR (Foto: Gazeta do Povo/Albari Rosa)
Felipe Gedoz é opção no banco do Furacão (Foto: Gazeta do Povo/Albari Rosa)

 

Respirar aliviada

Essa é a missão da Chapecoense no duelo frente ao Atlético-PR. Distante 5 pontos da zona de rebaixamento, o Verdão do Oeste aposta no bom momento na competição para buscar pontos em Curitiba. Com a chegada de Gilson Kleina (que estreará a beira do campo frente ao Furacão), a equipe mudou o esquema tático nas duas últimas rodadas do Brasileirão.

O 4-4-2 implantado pelo interino Emerson Cris deu resultado. A equipe passou a jogar com mais equilíbrio nos setores, e a volta do volante Amaral foi fundamental para as duas vitórias. Fundamental também foi o fato do atacante Wellington Paulista voltar a marcar gols após 28 jogos de jejum. Paulista marcou duas vezes nas duas últimas rodadas da competição, e jogando centralizado na área adversária pode ser decisivo para uma possível surpresa da Chapecoense contra o Atlético-PR.

Wellington Paulista e João Pedro Chapecoense (Foto: Sirli Freitas/Chapecoense)
Wellington Paulista (direita) voltou a sorrir na Chape, assim como João Pedro (esquerda) relacionado após 5 meses no DM (Foto: Sirli Freitas/Chapecoense)

 

Para o jogo na Arena da Baixada, a Chape enfrentará também a adversidade do campo sintético: “parece até que a gente está correndo no cimento” destacou Wellington Paulista, em coletiva nessa sexta-feira (27). Mas o atacante alviverde não quer usar o fator como desculpa: “a gente não tem que reclamar do gramado, tivemos uma semana pra aprimorar a parte física, parte técnica, tática, com o Gilson (Kleina)”.

A equipe da Chape que entra em campo nesse sábado deve ser a mesma que enfrentou o Fluminense, no último domingo.

Ficha técnica – Atlético Paranaense x Chapecoense

Data: 28/10/2017

Hora: 21h, horário de Brasília

Local: Arena da Baixada, Curitiba – PR

Arbitragem: Jaílson Macedo Freitas (BA), auxiliado por Alessandro Alvaro Rocha de Matos (BA) e Elicarlos Franco de Oliveira (BA).

Atlético PR: Weverton; Jonathan, Wanderson, Thiago Heleno e Fabrício; Pavez, Lucho González e Guilherme; Nikão, Douglas Coutinho e Ribamar. Técnico: Fabiano Soares.

Chapecoense: Jandrei; Apodi, Douglas, Fabrício Bruno e Reinaldo; Amaral, Moisés Ribeiro, Luiz Antônio e Canteros; Arthur Caíke e Wellington Paulista. Técnico: Gilson Kleina.

FIFA

 

Deixe uma resposta