Notícias

Futebol Internacional

A trajetória de Pepe Reina no sul da Itália

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Pepe Reina, o arqueiro napolitano

No dia 28 de Maio de 2013, iniciava uma nova era de Pepe Reina, sendo esta no Società Sportiva Calcio Napoli. Rafael Benitez chegava ao clube para eleva-lo de patamar e colocá-lo entre os tops do continente. Com um currículo invejável, o espanhol foi escolhido para o lugar de Walter Mazzarri, que optou por não renovar contrato com o clube após três anos e deixando o time em 2º lugar na Serie A 12/13, assegurando a classificação para a fase de grupos da Champions League.

E claro, com o novo treinador a equipe se reforçou bem e ainda mais com dinheiro em caixa – com a saída de Cavani para o PSG por € 64M – Rafael (ex-goleiro do Santos), Callejon, Albiol e Higuain (ex-Real Madrid) e Mertens (ex-PSV) foram alguns nomes escolhidos por Benitez, mas uma saída importante, titular com Mazzarri, Morgan De Sanctis optou por deixar o clube e ir para a Roma. E neste post falarei sobre, seu substituto, o goleiro José Reina.

O arqueiro assinou com o Napoli julho/2013, chegou por empréstimo de uma temporada Liverpool, de graça, mas com a condição do Napoli pagar a metade do salário do goleiro, que com a chegada de Simon Mignolet aos Reds, com certeza, amargaria o banco de reservas e preferiu seguir seu ex-treinador e ir para o sul da Itália.

Pepe encararia uma briga pela posição com Rafael Cabral, mas Benitez optou pelo espanhol no começo da temporada, em um grande começo, a equipe venceu os cinco primeiros jogos, incluindo o Borussia Dortmund, na estreia da Champions League, seu primeiro grande momento com “la maglia azzurra” foi defender a penalidade cobrada por Balotelli, em pleno San Siro, o primeiro desperdiçado pelo atacante italiano em sua carreira e a primeira vitória do Napoli em território rossonero após 26 anos.

O Napoli vinha fazendo uma boa campanha na Serie A, até ser parado – no apito – pela Roma, onde o arqueiro, em seu twitter contestou a marcação da penalidade, inexistente, de Cannavaro em Borrielo, que ocasionou a expulsão de Paolo e a derrota do Napoli, no Olímpico por 2-0.

Mas, começaram os problemas físicos do goleiro, logo na partida mais decisiva na temporada, o goleiro não passou no teste físico e não enfrentou o Arsenal, na última rodada da fase de grupos da UCL, o time venceu, porém, foi eliminado de forma dolorosa, com 12pts e indo para a Europa League, dias depois, contra o Cagliari, Reina voltou a ser titular, mas, uma lesão muscular o tirou no intervalo da partida, Rafael novamente foi utilizado e ganhou a posição.

Uma grande virada contra a Roma, na semifinal da Coppa, levaram a equipe até a final da competição até um enorme 3-0, no San Paolo, sob olhar de Diego Maradona, que estava nas tribunas do estádio. Uma semana depois, Rafael recebeu oportunidade contra o Swansea pela UEL, mas durante a partida, uma lesão nos ligamentos do joelho o tirou do restante da temporada. O Napoli então, contratou o também espanhol, Toni Doblas, que estava sem clube. Reina, não saiu mais do time, que mais tarde, seria eliminada pelo FC Porto, com duas derrotas nos dois confrontos.

Uma campanha irregular na Serie A, com empates contra equipes consideradas “fracas” em casa, a diferença para a segunda colocada, Roma, era inalcançável, e a diferença sobre a Fiorentina era tranquila, e o Napoli terminou em terceiro colocado na classificação e se classificou para os Playoffs da UCL.

Mas vamos falar do momento mais importante do Napoli naquela temporada, o título na Coppa, vitória sobre a Fiorentina, 3-1 e com Reina “voaaaando” para comemorar o terceiro gol de Mertens, nos acréscimos da partida que deu o pentacampeonato da competição aos partenopei. Mas nem tudo foi comemoração, antes da partida, Ciro Esposito, torcedor do Napoli, foi vítima de uma embosca covarde de alguns torcedores da Roma, levou um tiro e faleceu dois meses depois.

Reina
Napoli campeão, mas nem tudo foi festa… (FOTO: SSC Napoli)

Assim se encerrou a primeira passagem de Pepe Reina pelo Napoli, que não chegou a um acordo nem com o goleiro, que tinha um salário muito alto para o clube, nem com o Liverpool, que o vendeu para o Bayern München por € 3M, assinou por 3 anos com o clube bávaro, para ser o reserva de luxo de Manuel Neuer.

Eis que começo de temporada 14/15 não foi nada bom, contra o Athletic de Bilbao nos playoffs da UCL, falha grotesca de Rafael em San Mamés e Napoli eliminado, o goleiro brasileiro não se abateu e terminou 2014 em alta, defendendo as cobranças de Chiellini e Padoin (o decisivo) na SuperCoppa em dezembro e o Napoli foi campeão.

Mas em 2015, um revés, Rafael não mostrava mais a mesma confiança, em alguns jogos foi infeliz, mas contra o Palermo foi a gota d’água, Lazaar arriscou de muito longe, a bola quicou, bateu em Rafael e entrou, pronto, o arqueiro brasileiro foi barrado logo na partida seguinte, Mariano Andujar foi o titular logo na partida seguinte. O ex-Santos só foi jogar novamente contra o Trabzonspor, dia 26/02 do mesmo ano, depois, só banco.

Durante sua estadia na Alemanha, Reina não esqueceu Napoli, o goleiro sofreu uma lesão no tornozelo esquerdo durante amistoso, quando se recuperava em outubro de 2014, ele foi até a cidade assistir um jogo no San Paolo, a vitória sobre a Roma, 2-0, com o goleiro acompanhando a partida nas tribunas. Além de ir no estádio, Pepe deu uma passada em uma pizzaria da cidade, e voltou até fora de forma ao Bayern.

Em sua passagem pela equipe alemã, Reina fez apenas três partidas oficiais, em uma delas, inclusive foi expulso contra o Augsburg. No total, ficou apenas 193 minutos em campo com a camisa do Bayern.

Claramente insatisfeito com as poucas oportunidades, Pepe resolveu voltar, rescindiu o contrato de forma amigável com o clube, e no dia 23/06/2015, o goleiro voltou ao clube e a cidade que tão bem lhe acolheu e que não deveria ter saído no verão anterior, com um salário de € 2,5M e assinou até 2018. “Honrado em vestir esta camisa novamente! Obrigado pelo carinho desde o primeiro momento na cidade! Sempre, Forza Napoli”. disse o goleiro.

Reina
Reina, junto com ADL, confirmando seu retorno ao Napoli. (FOTO: @ADeLaurentiis)

Um verdadeiro líder, esse é Reina, dentro e fora de campo. Após um começo ruim na temporada, o goleiro foi até seu Twitter, dizendo que iriam trabalhar mais e não iam desistir. Bem humorado, o goleiro não perdoa os companheiros em viagens do clube, é só um dormir, que o goleiro tira foto fazendo careta.

Passando segurança na meta, e contando com uma boa defesa com Hysaj, Koulibaly, Albiol e Ghoulam, sendo a segunda melhor da Serie A, com 22 gols sofridos e com o ponto alto com sete partidas sem sofrer gols e contra a Inter, a grade defesa de Reina, na cabeçada de Miranda, onde ele se esticou todo, desviou a bola, que ainda bateu na trave no último minuto e assegurou o 2-1. VÍDEO

Reina, com tão pouco tempo de clube e com suas atitudes já é ídolo da torcida e em algumas oportunidades, capitão do time e espero eu, que o espanhol, de 33 anos, termine sua carreira defendendo as cores do Napoli!!

 

“Quero continuar a minha experiência no Napoli e encerrar minha carreira aqui. Provavelmente vou ficar, e viver mesmo depois, porque eu amo esta cidade”.

Reina
(FOTO: Getty Images)

PEPE REINA, UNO DI NOI!! #ForzaNapoliSempre

Agradecimentos: Caio BitencourtBruno Nicolodi e Gonçalo Marques

suporte (2043 Posts)


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta