Notícias

+ Esportes

MVP e lesões, a carreira de Derrick Rose

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Rose, um jogador com um talento incrível, que teve sua carreira prejudicada por várias lesões

Na tarde dessa última sexta-feira(24), uma notícia causou impacto nos fãs da NBA. O prestigiado jornalista americano Adrian Wojnarowski, anunciou que o armador Derrick Rose pediria dispensa do Cleveland Cavaliers. Segundo o jornalista, fontes ligadas ao Rose falaram que o jogador está mal psicologicamente após sofrer mais uma lesão. Ele estaria sentindo que no momento não está ajudando o time da forma que ele gostaria.
Mas o que leva um jogador que há algumas temporadas era eleito MVP, a querer abandonar a carreira prematuramente?
Vamos relembrar a carreira do atleta.

Veja tambémUm mês de NBA, relembre o que já rolou

O auge

RoseDerrick Rose com o troféu de MVP. Foto:Divulgação-TBN

Rose teve um começo dos sonhos na NBA. Natural de Illinois, cresceu torcendo pelo Chicago Bulls. Ele foi então a primeira escolha do draft de 2008, exatamente pelo seu time de coração.

Logo na sua temporada de estréia, foi o primeiro calouro dos Bulls a marcar dez ou mais pontos em seus primeiros dez jogos desde Michael Jordan. Ele terminou a temporada com médias de 16,8 pontos, 6,3 assistências e 3,9 rebotes por jogo. Foi escolhido então o calouro do ano na NBA.

Veja tambémDe veteranos a calouro, a corrida pelo MVP da NBA

Em sua segunda temporada, D-Rose teve uma leve lesão na pré-temporada, mas nada que o impedisse de jogar em alto nível. O armador acabou sendo selecionado para o seu primeiro All-Star game.

Mas a temporada de 2010-11, foi de longe a melhor da carreira do armador. Com atuações espetaculares e um estilo de jogo único, Rose destruía as defesas adversárias. O jogador tinha uma explosão incrível, ninguém conseguia pará-lo sem falta quando ele partia para a infiltração. Derrick só não atuou em uma partida das 82 possíveis, e terminou a temporada com médias de 25 pontos, 7,7 assistências e 4,1 rebotes. O Chicago Bulls fez a melhor campanha geral da NBA, e Derrick Rose foi eleito merecidamente o MVP da temporada. Aliás, o jogador mais jovem da história a receber o prêmio.

Nos playoffs daquele ano, Rose ainda liderou os Bulls a final de conferência. Eliminando Pacers e Hawks, e só perdendo para o poderoso Miami Heat de LeBron, Wade e Bosh.

As lesões

RoseRose teve várias lesões em Chicago. Foto: Divulgação-Gazeta Esportiva

A temporada 2011-12 até que começou bem para o D-Rose. Ele fez bons jogos, e teve seu contrato renovado por mais cinco anos e um valor de quase 95 milhões de dólares. Rose novamente foi ao All-Star game e os Bulls mais uma vez chegaram aos playoffs com a melhor campanha do leste.

Mas logo no jogo um da série de primeira rodada, o armador teve sua primeira grave lesão. Na parte final do jogo contra o 76ers, o atleta teve uma ruptura no ligamento cruzado do joelho esquerdo. O tempo estimado de retorno, foi de oito meses a um ano. Os Bulls acabaram perdendo aquela série e Rose perdeu toda temporada seguinte.
Na temporada 2013-14 ele retornou, tendo atuações e números bem mais discretos. Mas o pior ainda estaria por vir. O camisa 1 dos Bulls rompeu o menisco do joelho direito, e uma nova cirurgia foi necessária. Ele perdeu todo restante da temporada.

Desde então Rose nunca mais conseguiu jogar em alto nível no Chicago Bulls.

Veja tambémO Curioso Caso de Kawhi Leonard

Em 2016, ele foi adquirido pelo New York Knicks. Teve uma nova lesão no menisco do joelho, mas no esquerdo dessa vez. Ele até que fez uma temporada razoável com os Knicks, tendo uma média de dezoito pontos por jogo.
Nesta temporada, o armador acabou sendo adquirido pelo Cleveland Cavaliers.

Com a saída do Kyrie Irving e a lesão do Isaiah Thomas, criou-se uma expectativa de que ao lado do Lebron James, poderia ser ano da volta por cima dele. Mas com apenas sete jogos disputados, de dezenove possíveis, e duas novas lesões, Rose decidiu dar um tempo em sua carreira.

Veja tambémBrad Stevens: o homem por trás da boa campanha dos Celtics

O futuro

RoseRose em atuação pelos Cavs. Foto: Rob Carr/Getty Images

Lembrando que não há um anúncio de aposentadoria. Por enquanto, o assunto é dado como uma parada reflexiva na carreira do jogador. Não se sabe ao certo se ele voltará a jogar, já que o atleta fala que no momento não tem motivação para atuar.

O fato é que é triste ver um jogador com tanto talento, ter sua carreira prejudicada e não conseguir encontrar motivação para entrar em quadra, devido a tantas lesões.

Quem viu o Derrick Rose no auge da carreira e hoje vê ele se retirar com apenas 29 anos, não tem como não se lamentar. Um jogador que um dia foi o melhor da liga, hoje se retira prematuramente.

 


 

Clique na imagem para acessar o site
Pedro Luz (72 Posts)


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta