Notícias

Matérias Especiais

Copa do Mundo 2018: Nigéria

Argentina

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Representante do continente africano, a Nigéria tentará quebrar o tabu de nunca ter avançado além das oitavas de final em uma Copa do Mundo

A Seleção da Nigéria, os Águias Douradas (apelido dado por conta de seu escudo), foi a primeira seleção africana a se classificar para a Copa do Mundo da Rússia 2018. Liderou o grupo B das eliminatórias e garantiu a vaga faltando uma rodada para o fim do torneiro.

No sorteio dos grupos da Copa, foi a última seleção a integrar o grupo D, com Argentina como cabeça de chave, Croácia e Islândia.

Para tentar a classificação, a seleção da Nigéria conta com um elenco de jovens promessas e jogadores já experientes. Os destaques são os atacantes: Musa (CSKA Moscou, 25 anos), Iheanacho (Leicester City, 21 anos), Alex Iwobi (Arsenal, 22 anos). Os experientes Victor Moses (Chelsea, 28 anos) e Obi Mikel (Tianjin Teda, 31 anos).

História na Copa

A Nigéria tem um total de 6 participações em copas no mundo. A primeira vez que conseguiram a classificação, foi em 1994. Caiu no grupo D, com Bulgária, Grécia, e a própria Argentina. Ganhou de 3 a 0 da Bulgária, perdeu de 2 a 1 para a Argentina e ganhou da Grécia por 2 a 0. Classificou em primeiro do grupo para enfrentar a Itália nas oitavas de final. Acabou perdendo por dois a um.

Em 1998, a Nigéria também caiu no grupo D, e novamente com a Bulgária. Paraguai e Espanha completaram o grupo. A Nigéria classificou em primeiro novamente, ganhando da Espanha de 3 a 2, da Bulgária e 1 a 0 e perdendo para o Paraguai por 3 a 1. Nas oitavas, enfrentou a Dinamarca e perdeu de 4 a 1.

Em 2002, ficou na primeira fase. Foi a lanterna do grupo, com somente 1 ponto. Seus adversários foram a Suécia, a Inglaterra e a Argentina. Em 2010, a seleção também deixou a competição na primeira fase. Não superou a rival Argentina, a Grécia e a Coreia do Sul, e somou apenas um ponto.

Em 2014, a Nigéria novamente caiu no grupo da Argentina, mas desta vez conseguiu se classificar. Bósnia e Irã também fizeram parte do Grupo F. Perdeu para a Argentina por 3 a 2, Ganhou da Bósnia por 1 a 0 e empatou com o Irã, 0 a 0. Nas oitavas, caiu para a França, perdendo de 2 a 0.

As estrelas

Três jogadores dividem o protagonismo na Nigéria. Kelechi Iheanacho, Ahmed Musa e Alex Iwobi.

Iheanacho é um jogador da seleção há muito tempo, foi Campeão do Mundo sub-17 pela Nigéria, em 2013. Isso acarretou com sua ida ao Manchester City, da Inglaterra. Lá, não obteve números muito impressionantes por não ter muitas oportunidades, principalmente após a chegada de Pep Guardiola. Foram 64 jogos e 21 gols. Em 2017, Iheanacho cravou sua transferência para o Leicester City, também da Inglaterra, e é onde está atualmente. Pelo time, são 28 jogos e 8 gols.

(Foto: Catherine Ivill – AMA/Getty Images)

Musa disputou a copa de 2014, e surpreendeu o mundo ao marcar dois gols na Argentina. Já havia sendo destaque no CSKA de Moscou, com 168 jogos e 54 gols e após a copa se transferiu para o Leicester City. Não atendendo às expectativas (apenas 5 gols em 33 jogos), foi emprestado ao CSKA novamente nessa temporada.

Alex Iwobi jogou seu primeiro jogo pela Nigéria em 2015. Joga no Arsenal da Inglaterra desde pequeno, jogando pelo sub-21 antes de ingressar no time principal. O ponta acumula 9 gols em 97 jogos pelos Gunners.

O treinador

Salisu Yusuf, de 56 anos, é ex-jogador e só atuou na liga nigeriana de futebol. Começou sua carreira com técnico em 2002, no Nasarawa United. Depois de uma passagem como técnico assistente no Loni Stars, Yusuf foi campeão da primeira divisão nigeriana, com o Kano Pillars.

Em 2009, a Federação Nigeriana de Futebol contratou o técnico para ser técnico assistente de Samson Siasia, técnico da Seleção da Nigéria. Em 2012, voltou a liga nigeriana, no comando do Enyimba. Em outubro de 2016, foi chamado para comandar a Seleção da Nigéria e está no comando desde então.

Como se classificou

A Nigéria estava no grupo B das Eliminatórias Africanas, junto com Zâmbia, Camarões e Argélia. Somente o primeiro colocado conseguiria a tão sonhada vaga para a Copa do Mundo, e a Nigéria conseguiu com uma rodada de antecedência.

Em 6 jogos, foram quatro vitórias (2 a 1 na Zâmbia, 3 a 1 na Argélia, 4 a 0 em Camarões e 1 a 0 na Zâmbia), 1 empate (1 a 1 com Camarões) e uma derrota (3 a 0 para a Argélia).

Curiosidade

O time base da Nigéria é praticamente exclusivo de jogadores que nunca atuaram no país. No time que enfrentou a Argentina em amistoso no final de 2017, apenas um jogador já havia feito uma partida pelo futebol local, o goleiro Daniel Akpeyi.

Capital: Abuja
Número de habitantes: 186 milhões (dados de 2016)
Participações em copas: 6
Melhor participação: 12º lugar (1998)
Time base: Ikechukwu Ezenwa; Ola Aina, Kenneth Omeruo, Leon Balogun, Shehu Abdullahi; Wilfred Ndidi, Ogenyi Onazi, Ahmed Musa; Victor Moses, Alex Iwobi, Kelechi Iheanacho;
Posição última copa: 16º lugar
Ranking Fifa: 47º lugar

Matheus Koga (43 Posts)


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta