Notícias

Sem categoria

“Hoje não deu nada certo”, diz Gustavo Henrique após derrota do Santos para o Palmeiras

Palmeiras

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Palmeiras aplica goleada no Santos, segue invicto no campeonato e se isola na liderança

(Foto: Reprodução / Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

Neste sábado (18/05), o Palmeiras venceu o Santos por 4 a 0 no Pacaembu. A vitória alviverde foi conquistada com grande domínio do alviverde na partida.

O Santos de Jorge Sampaoli não conseguiu encaixar o seu jogo ofensivo tão elogiado e sofreu com a marcação alta da defesa do Palmeiras. Destaque para Gustavo Gómez, que além de defender, ainda fez um gol; foi dele o primeiro tento no Pacaembu.

Com o jogo na mão, o Palmeiras administrou a vantagem com bons toques de bola pelos lados do campo. Pelo lado direito, Dudu fez grande jogada e tocou para Deyverson marcar o segundo do Palestra.

Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press

(Foto: Reprodução / Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

No segundo tempo, o Santos voltou com Jean Mota no time titular. O meia até tentou, mas não conseguiu passar pela melhor defesa do país. No contra ataque, Raphael Veiga recebeu na entrada da área e chutou; a bola desviou e matou o goleiro Vanderlei.

Com a vantagem de 3 gols, Felipão colocou Moisés no lugar de Veiga. O volante deu a cadência defensiva ao Palmeiras, segurando os contra ataques do Peixe. No fim do jogo, Dudu ainda deu o passe para Hyoran fechar o placar no Pacaembu: 4 a 0 para o líder do campeonato.

Foto:Sergio Barzaghi/Gazeta Press

(Foto: Reprodução / Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

Na saída do gramado, o zagueiro santista Gustavo Henrique falou sobre a derrota do time:

“É pedir desculpa para a torcida. Hoje não deu nada certo. Não tivemos tempo de treinar. Não tivemos uma boa saída de bola como temos de costume. Tomamos gol muito cedo, o que não poderia acontecer pela grandeza do jogo”, comentou.

Gustavo ainda falou sobre o desgaste do time e das opções do técnico Sampaoli:

“Tivemos um pequeno treino no CT do Corinthians, mais de conversa e papo. Teve desgaste de alguns jogadores, Sampaoli optou por poupar alguns jogadores. Infelizmente não fizemos uma boa partida e é pensar na próxima”, completou.

Pelo lado do Palmeiras, o meia Raphael Veiga falou sobre a vitória do time e de sua sequencia pessoal:

“Sempre falei, desde o começo, que todo jogador quando começa a ter sequência, as coisas tendem mais fáceis, se acostumando mais com o jogo e os companheiros. É o que está acontecendo comigo. Ano passado tive essa sequência, fui bem, mas sem comparações”, comentou o meia.

A PALAVRA DOS PROFESSORES

Sampaoli falou sobre a sequencia de jogos do time e do desgaste físico do time:

“Jogamos três jogos na semana. Rodrygo e Sasha terminaram o jogo com dores musculares no adutor contra o Atlético-MG. Sasha não pude estar, Rodrygo avisou no aquecimento que não poderia jogar. A gente jogou há 48 horas. Colocamos os que melhor estavam. Responsabilidade minha é saber que essa equipe jogará só quem estiver 100%”, comentou.

O Palmeiras não jogou durante a semana, e veio descansado para o clássico. Sampaoli comentou sobre a parte física do adversário:

“Sou responsável, mas sabia que tínhamos que jogar com os de melhor condição. Não tivemos dúvidas porque jogaríamos contra uma equipe fresca, descansada”.

Para finalizar, Sampaoli falou sobre o confronto contra Felipão:

“Não tenho ego ou motivação especial contra Felipão. Tenho muito apreço, não é duelo pessoal. 27 jogos de invencibilidade no Brasileirão, time respeitado na América. Tentamos de todas as formas, mas os gols cedo custaram muito. Não há nada especial contra Palmeiras ou Felipão, o respeito, valorizo, colocou Palmeiras em lugar alto na América. Temos que pensar no próximo jogo e contar com todos”, completou.

Foto:Sergio Barzaghi/Gazeta Press

(Foto: Reprodução / Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

Luiz Felipe Scolari também falou aos jornalistas após o jogo. Scolari destacou a regularidade do time, que segue invicto a 28 jogos no Campeonato Brasileiro.

“Estamos mantendo um nível muito bom desde a parada do Paulista. Essa semana foi muito bem trabalhada pelo Paulo e Carlão. Uma série de situações novas foram criadas e eles fizeram um bom jogo. A gente tem trabalhado pra criar dificuldade do início ao fim ao adversário. Não é só no início ou no fim. Estamos trabalhando pra ganhar os jogos”, comentou.

Felipão ainda falou sobre os meio campistas do Palmeiras, e elogiou Hyoran, autor do quarto gol do alviverde no Pacaembu:

“Hyoran sempre que entra cria uma ou duas oportunidades. Hoje teve a chance e foi feliz. Time todo de parabéns. Se eu fechasse os olhos e visse Veiga, Scarpa e Lucas, eles têm a mesma característica. Uma coisa ou outra faz a gente escolher. Entendemos que pudemos manter a mesma escalação do jogo passado”, acrescentou.

Para finalizar, Felipão ainda elogiou a atuação de Dudu:

“Dudu vem crescendo muito nos últimos 7 ou 8 jogos. As vezes joga por dentro, pela direita ou esquerda. Se não foi o melhor, foi um dos melhores nesses jogos. Em Março ou abril ele vai aprimorando o rendimento. A gente sabe disso. Estamos muito felizes com ele”, completou.

(Foto: Reprodução / Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

O Palmeiras é o líder do campeonato com 13 pontos (4V-1E). Já o Santos é o terceiro colocado, com 10 pontos (3V-1E-1D).

 

Esportes Mais

Gabriel Santos (53 Posts)

Apaixonado por esportes desde pequeno. Falo sobre futebol e o que der vontade.


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta