Notícias

Sem categoria

Formula 1 – Relembre a carreira de Felipe Massa

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Relembre um pouco sobre a carreira de Felipe Massa na Formula 1

Felipe Massa correu seu último GP do Brasil de Formula 1 e, não conseguiu terminar a prova. Mas, neste texto venho falar um pouco da trajetória dele na maior categoria de automobilismo do planeta.

Massa estreou na  no ano de 2002, na Sauber, tendo como seu companheiro de equipe o alemão Nick Heifeld. O brasileiro somou alguns pontos e terminou o ano de 2002 na décima terceira colocação no Mundial de Pilotos. No ano seguinte, em 2003, foi substituído na Sauber por Heinz-Harald Fretzen. Felipe, em 2003, sem vaga no grid, foi piloto de testes da Scuderia Ferrari.

Em 2004, volta ao grid da Formula 1, novamente na Sauber, agora companheiro de time do italiano Giancarlo Fisichella. Nesta temporada, o seu melhor resultado em corrida foi um quarto lugar, conquistado no GP da Bélgica. Nesse ano, Felipe terminou o campeonato em décimo segundo, uma posição atrás de seu então companheiro de equipe.

No ano de 2005, o brasileiro foi companheiro de time do Campeão Mundial de Formula 1 do ano de 1997 Jacques Villeneuve. Mas, nesse ano, conseguiu terminar o campeonato a frente de Jacques. Felipe terminou o campeonato em décimo terceiro e Jacques em décimo quarto.

Resultado de imagem para Felipe Massa campeão

Em 2006, Felipe na Scuderia Ferrari, conseguiu seu primeiro pódio, no GP da Europa e, sua primeira vitória na categoria, no GP da Turquia. Naquele ano, Felipe terminou o campeonato em terceiro no geral, atrás apenas de Fernando Alonso e Michael Schumacher, Campeão e vice daquele ano, respectivamente.

No ano de 2007, com a saída de Schumi, o finlandês Kimi Räikkönen, foi companheiro de equipe de Massa. Felipe venceu 3 GPs e obteve 6 pole-positions naquele ano e, terminou o campeonato na quarta colocação no geral, atrás do Campeão daquele ano Räikkönen, Hamilton e Alonso.

Em 2008, Massa foi vice-campeão, sendo Hamilton campeão mundial, tendo conquistado o título em uma corrida dramática no GP do Brasil, em Interlagos. Felipe estava sendo campeão, até que na última volta, Hamilton ultrapassou Timo Glock, obtendo os pontos que necessitara para ser campeão. Felipe, completou o campeonato com 97 pontos, um atrás de Lewis.

Em 2009, Felipe passou por um trágico momento em sua carreira. Na sessão classificatória do GP da Hungria, soltou-se uma mola da Brawn que estava sendo pilotada por Rubens Barrichello e, a mola se chocou com Felipe, provocando uma batida. Mas, Felipe conseguiu passar por esse acidente e voltar a pilotar.

Em 2010, Massa voltou ao pódio, mas não venceu nenhum GP, terminou o ano na sexta colocação. Alonso, seu então companheiro de equipe foi vice, e Vettel campeão.

Em 2011, Felipe novamente terminou o campeonato na sexta colocação no geral. Porém, nessa temporada não conquistou nenhum pódio. Vettel novamente foi campeão. Seu companheiro de equipe, Alonso, foi o terceiro no campeonato.

No ano de 2012, Felipe volta a subir no pódio, com o segundo lugar no GP do Japão e o terceiro lugar no GP do Brasil. Neste ano, Vettel novamente foi campeão, Alonso foi vice e, Felipe o sétimo.

Em seu último ano na Scuderia Ferrari, 2013, Felipe conquistou um pódio, no GP da Espanha, tendo completado a corrida em terceiro. Massa terminou em oitavo. Alonso novamente foi vice e, Vettel conquistou o Tri.

Em 2014, iniciou-se um novo ciclo na carreira de Felipe. Foi para a Williams e, juntamente com Bottas formou a dupla de pilotos da equipe. Nesse ano, Felipe conquistou uma pole-position e, chegou até a liderar voltas. Obteve três pódios e completou o campeonato em sétimo no geral.

Depois da Temporada de 2014, onde a Williams conseguiu voltar ao pódio, Felipe teve dois pódios em 2015. Terminou em sexto no campeonato, uma posição atrás de Bottas. Nessa mesma temporada, 2015, Hamilton conquistou o Tri da categoria. Massa conquistou seu quadragésimo pódio na Formula 1.

Em 2016, Massa não obteve grandes resultados, Bottas também não conquistou pódio*. Felipe anunciou sua saída da categoria no dia primeiro de setembro, em uma coletiva em Monza. Apesar de não ter pódios, poles, ou algum resultado expressivo para um piloto deste nível, Felipe protagonizou uma cena épica, no GP de Interlagos, onde mesmo tendo abandonado a corrida que foi sua ‘’despedida’’ de Interlagos na F1, foi aplaudido, saudado por uma multidão de torcedores e, aplaudido pela Mercedes, Ferrari e recebido pela Williams nos boxes.

Sua despedida da F1, está marcada para o dia 27 de novembro, data que está agendada o GP dos Emirados Árabes Unidos. Até a data da redação deste texto, Felipe conquistou Na F1:

11 Vitórias

41 Pódios

16 Poles

15 Voltas mais rápidas.

Parabéns, Felipe!

*Dados até ao momento da redação deste texto.

Clique na imagem para acessar o site
Clique na imagem para acessar o site

Por: João Victor S. Gonçalves

suporte (2042 Posts)


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta