Esportes Mais

Exclusivo: Wilson, do Coritiba, fala tudo sobre a sua carreira e sobre as expectativas para 2017

Wilson fala exclusivo com o site Esportes Mais, conta sobre sua carreira e fala sobre as expectativas com o Coritiba

Wilson Rodrigues de Moura Júnior, possui 32 anos e é natural de Santo André (SP). O goleiro é conhecido por ótimas passagens pelo Figueirense, Vitória e atualmente pelo Coritiba. O jogador concedeu uma entrevista exclusiva para o site Esportes Mais e  contou um pouco sobre a sua carreira e sobre planejamento para a próxima temporada.

O início

A carreira de Wilson começou nas divisões de base do Flamengo, onde o goleiro atuava pelo futsal do time carioca. Logo em seguida, o jogador foi para o campo, onde após nove anos defendendo a camisa do Rubro-Negro, subiu para o profissional do clube. Mas o começo não foi do jeito que Wilson planejou.

“Comecei no futsal e na sequência fui para as categorias de base no Flamengo. Quando cheguei no profissional, o goleiro titular era o Júlio César. Além dele, tínhamos o Diego e o Getúlio Vargas. Após Júlio sair, contrataram o Bruno. Por esse motivo acabei pedindo para ser emprestado e ter uma sequência de jogos” – disse Wilson em entrevista ao site Esportes Mais.

Após pedido de empréstimo, Wilson foi para o Olaria e depois Portuguesa, onde também não teve uma sequência de jogos e acabou voltando para o Flamengo.

Oportunidade

Em 2007, após voltar de alguns empréstimos sem sucesso, o goleiro Wilson recebeu uma proposta do Figueirense. Depois de acertar com o clube catarinense, Wilson estreou no clássico contra o Avaí, onde a equipe alvinegra venceu pelo placar de 3 a 0. Após grandes atuações, o goleiro se tornou peça fundamental do Figueirense nos campeonatos. Wilson jogou 300 jogos pelo clube, se tornando o quinto jogador a atuar mais vezes pelo Figueirense em sua história.

“O Figueirense foi o clube que apostou em mim. Me deu a oportunidade de aparecer o cenário nacional, sou muito grato por isso. É um clube e uma torcida que tenho muito respeito e levarei para sempre na minha memória” – afirmou o jogador.

Além de salvar o Figueirense debaixo das traves, Wilson também tratava de ajudar a equipe com bola nas redes. O goleiro marcou três gols pelo Figueirense, sendo que dois deles de pênalti e um de falta.

“Eu sempre treino esse tipo de situação. Nos pênaltis, o treinador pediu que eu cobrasse, mas na falta, foi um pedido da torcida, autorizado pelo treinador” – contou Wilson, lembrando dos gols marcados.

Clique na imagem para acessar o site

Passagem pelo Vitória

Após cinco anos defendendo a camisa do Figueirense, o goleiro se transferiu para o Vitória, onde iria disputar a posição com Deola. A estréia de Wilson com a camisa da equipe baiana, aconteceu na segunda partida da final, entre Bahia e Vitória. Deola tinha sofrido uma lesão um dia antes da partida, onde foi substituído por Wilson. A partida terminou 1 a 1, assim dando o título para o Vitória.

Pelo Campeonato Brasileiro, Wilson surpreendeu ainda mais. O jogador foi um dos destaques do clube e da competição, sendo inclusive o jogador que mais vestiu a camisa do vitória pelo campeonato desde 2003, onde a competição começou a ser por pontos corridos. Wilson também foi o goleiro com mais defesas difíceis no Brasileirão, somando 81 defesas.

“Foi uma das melhores temporadas minha. Mas também tiveram outros anos importantes, como no Figueirense em 2011 e as últimas pelo Coritiba” – afirmou o goleiro.

Coritiba

Em 2015, Wilson foi contratado pelo Coritiba, para a disputa do Campeonato Brasileiro. Logo de cara, Wilson já foi protagonista da equipe em um jogo do Campeonato Paranaense, contra o Rio Branco. O Coritiba estava perdendo a partida até os 51 minutos do segundo tempo, até o goleiro sair da sua meta e ir para a área da equipe adversária. Após cruzamento na área, Wilson marcou de cabeça para o Coxa.

“Quando surge uma situação como essa, a gente vai para a área sempre em busca do gol, mesmo sabendo que não é fácil. Nesse dia, tive a felicidade de acertar uma cabeçada e ajudar a equipe em um empate em 3 a 3” – disse Wilson.

Após brigar para não cair no Campeonato Brasileiro 2016, o Coritiba já começa a trabalhar para fazer uma temporada diferente no próximo ano. O goleiro falou um pouco sobre as expectativas para 2017.

“A diretoria está trabalhando para reforçar a equipe para brigarmos por títulos e mudar o cenário dos últimos anos, onde o Coritiba vem passando dificuldades no Brasileirão” – Finalizou o goleiro Wilson.

 

Publique um Comentário

comentários

Você deve estar logado para postar um comentário Login