Notícias

Futebol Internacional

Especial ‘La Copa’ Capítulo 2

a

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

A glória de San Martin e o reconhecimento 68 anos depois.

No primeiro capitulo da série, acompanhamos a campanha do Ciclón, primeiro campeão da Pedro Pablo Gimenez, La Copa da República, passando por cima de gigantes e finalizando com uma goleada.

Primeiramente entenda como funcionava a fase classificatória. Além dos times grandes já filiados à Associação Argentina de Futebol (AFA), existiam as equipes do interior não filiadas. Os times disputavam em grupos divididos por regiões uma vaga para fase mata-a-mata da competição.

No grupo da província de Buenos Aires, o vencedor foi o Villa Mitre, mais um clube de Bahía Blanca. Na disputa da região costeira (Chaco, Corrientes, Entre Ríos, Formosa, Misiones e Santa Fé) o vencedor foi o Sarmiento, que não é o popular Sarmiento verde e branco que conhecemos, esse é vermelho e amarelo e leva o nome da cidade, Sarmiento Resistencia, cidade que fica na província de Chaco.

Na disputa da região central do país (Córdoba, Mendoza, San Juan e San Luis), a vaga ficou com o Talleres, de Córdoba, time mediano, enquanto na região norte, (Catamarca, Jujuy, La Rioja, Salta, Santiago del Estero e Tucumán) passou o San Martín de Tucumán, mais uma vez na fase mata-a-mata.

Os quatro classificados do interior esperariam os vencedores da Copa Britânica, que era o torneio classificatório disputado pelas equipes da primeira divisão. Os confrontos foram: Boca Juniors 3-2 Racing; Banfield 2-1 Lanús; Chicarita Juniors 1-0 Atlanta; Platense 4-3 Rosário Central; Ferro Carril Oeste 2-1 Estudiantes La Plata; Newell’s Old Boys 3-2 River Plate; Huracám 2-1 Vélez Sarsfield; San Lorenzo 4-1 Independiente.

Pelas quartas de final, o Boca recebeu o Banfield e venceu por 4 a 2. O Chicarita foi goleado pelo Platense dentro de casa, 4 a 1. O NOB também venceu pelo mesmo placar o Ferro Carril fora de casa e mais uma vez, San Lorenzo e Huracán se encontraram pelas quartas de final da competição. A revanche veio apertada como no ano anterior, 4 a 3 e o Huracán se classificou.

Como os times que avançassem para semi-finais do torneio já estariam classificados para disputar a Copa da República, os jogos finais foram amistosos. O Boca venceu o Platense por 1 a 0 e o Huracán goleou o Newell’s por 4 a 1. Na final, novamente quatro gols do Huracán e o título da Copa Britânica da Primeira Divisão.

A excelente campanha do Huracán no torneio classificatório os tornou favorito para disputa da copa, mas assim como foi na primeira edição, surpresa do interior. O Talleres goleou o Platense por 5 a 3, o NOB foi o único da primeira divisão à conseguir classificação com uma goleada sobre o Villa Mitre, 5 a 0. Boca e San Martin fizeram uma partida apertada, no tempo normal com 2 a 2 e disputa por pênaltis, San Martin acertou 11 penalidades, enquanto o Boca de Mario Boyé, só converteu nove. E o então favorito time de capital federal, perdeu para o Sarmiento Resistencia por 2 a 1 e deu adeus a Copa. Até hoje a classificação do time de Chaco é a melhor da província em competições nacionais.

Na semifinal, o Talleres perdeu para o NOB por 3 a 1, enquanto na outra semifinal o San Martin foi para outra decisão de penalidades máximas. Após todos os jogadores de ambos os times acertarem as penalidades, os atletas repetiram-se nas cobranças. Sarmiento perdeu e o San Martin converteu sua cobrança colocando seu nome na final da Copa da República de 1944.

La Copa

O que já era festa para os torcedores em San Miguel de Tucumã, virou carnaval após a belíssima vitória do el Santos na finalíssima diante o Newell’s Old Boys em Tucumã, 3 a 1 com gols de Juárez, Díaz e Brandán, Raúl Micci diminuiu para o NOB.

A trajetória da equipe nortina foi assim: duas goleadas nas primeiras fases, 5 a 0 no Ñuñorco e 4 a 0 no Atlético Concepción na disputa regional antes de chegar à fase de oitavas de final que narramos acima. Em 6 de agosto de 2013, o site La Gaceta noticiou que a AFA havia anunciado a lista de 87 campeões nacionais e incluiu os santos de Tucumã como os primeiros campões nacionais não filiados. Desde então o time usa essa alcunha em sua camisa, além da estrela no peito.

Aos torcedores do Cijuras, esse foi o esquadrão campeão e reconhecido de 1944:
Eduardo Larrosa, Martín Blasco ,Carlos Enrique Lacroix, Ernesto Figueroa, Mario Acosta, Marian Coman, Ángel Aguilar, Ricardo Manuel Juárez, Víctor Manuel Brandan, Lily Jose Diaz, Emilio Gramajo, o treinador era Roberto Santillán.

No próximo capítulo da série, o último campeão e despedida.

suporte (2043 Posts)


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta