Notícias

NFL

O caminho do Kansas City Chiefs até o Super Bowl LIV

Kansas City Chiefs

Confira a trajetória completa dos Chiefs até enfrentar os 49ers na final

O dia mais especial do futebol americano está muito perto de acontecer. No próximo dia 02 de fevereiro, com kickoff previsto para às 20h30, no horário de Brasília, Kansas City Chiefs e San Francisco 49ers disputam em Miami quem será o mais novo campeão da NFL que terá a honra de levantar o troféu Vince Lombardi.

Depois de destacarmos o que foi a temporada até aqui do San Francisco 49ers, vamos falar sobre o Kansas City Chiefs.

Os Chiefs em temporadas recentes vinha sempre batendo na trave e ficavam no quase na tentativa chegar e vencer o Super Bowl. Na última temporada, o time chegou até a final de conferência AFC e enfrentou o New England Patriots. Mesmo tendo o apoio da torcida, os Chiefs não conseguiram ter uma defesa consistente e acabaram por ter uma partida de tiroteio contra os Patriots, decidida na prorrogação durante a primeira campanha de New England, com um touchdown da vitória por 37×31.

Para essa temporada, os Chiefs chegam ao Super Bowl (terceira aparição em mais de 50 anos) com uma campanha de 12 vitórias e quatro derrotas. O time começou bem a temporada encaixando quatro vitórias seguidas, sendo a mais importante sobre o Baltimore Ravens pelo placar de 33×28. Vale lembrar que ambas equipes foram seed 1 e 2, sendo que os Chiefs souberam muito bem aproveitar a semana de bye para se recuperar e treinar para as duas partidas mais importantes da temporada que o levaram ao Super Bowl, uma vez que os Ravens foram surpreendidos pelo Tennessee Titans em casa.

Temporada regular

O último e possível futuro MVP da temporada da NFL, Mahomes se saiu melhor sobre Lamar Jackson e levou o Chiefs a vitória por 33×28 diante do Baltimore Ravens

(Foto: Reprodução / The Baltimore Sun)

Depois de quatro vitórias seguidas, Kansas teve duas derrotas seguidas. A primeira foi para o Indianapolis Colts, por 19×13. Nessa partida, a defesa dos Colts foi eficiente, anulou Patrick Mahomes e seu ataque foi consistente para vencer o jogo. O segundo foi contra o Houston Texans, naquela oportunidade o time de Deshaun Watson venceu os Chiefs por 31×24, com uma atuação incrível de Watson e o jogo terrestre liderados pelos running backs Carlos Hyde e Duke Jonhson.

Mas, as duas derrotas não abalaram a equipe de Kansas City, porém um susto na partida seguinte quase custou toda a temporada. Apesar de terem vencido o jogo contra seu rival de divisão, o Denver Broncos, por 30×6, os Chiefs tiveram que lidar com algo que poderia ter mudado o destino da equipe no certame. Após uma boa campanha, chegando até que facilmente na redzone e com touchdown eminente, Patrick Mahomes em uma jogada infeliz foi fazer um QB sneack e após um contato no joelho, teve um deslocamento em sua rótula e ficou fora por três semanas.

Mahomes - Kansas City Chiefs

Momento em que os torcedores dos Chiefs ficaram com o coração na boca com a lesão de Mahomes no joelho contra o Denver Broncos

(Foto: Reprodução / Matthew Stockman)

A partir daí, o quarterback reserva Matt Moore assumiu a posição, isso já no jogo contra o Denver Broncos. No jogo seguinte, disputado em casa, os Chiefs perderam para o Green Bay Packers por 31×24, tendo Moore uma partida consistente, porém a defesa dos mandantes não foi tão bem assim. Eles tiveram que amargar um revés com direito atuação excelente de Aaron Rodgers.

Na última partida de Moore, uma antes do retorno de Patrick Mahomes, o quarterback reserva conseguiu uma vitória importante, desta vez sobre o Minnesota Vikings por 26×23. Moore teve ao todo 275 jardas aéreas e um passe para touchdown. A campanha mais importante do jogo foi a da vitória, em que Moore conseguiu fazer ataque dos Chiefs caminhar e numa ótima posição de campo coube ao kicker Harrison Butker selar a vitória de Kansas por apenas três pontos de diferença.

Na semana seguinte, os Chiefs contaram com o retorno de Patrick Mahomes, em duelo importante contra o Tennessee Titans. Mesmo ainda não estando 100%, Mahomes conseguiu um ótimo desempenho, tendo ao todo 446 jardas e três passes para touchdown. Entretanto, tal performance não foi suficiente para o time vencer os Titans, que na última posse de bola do ataque fez o touchdown da vitória por 35×32. Vale ressaltar que os Titans conseguiram vencer por mais uma falha do head coach Andy Reid em administrar o relógio.

Até aqui os Chiefs estavam com uma campanha positiva de seis vitórias e quatro derrotas. E uma vitória contra outro rival de divisão, o combalido Los Angeles Chargers, seria o ponto chave para Kansas seguir vivo atrás da bye e garantir a divisão da AFC West. E a partida não foi fácil para os Chiefs. O time de Mahomes venceu por apenas uma posse de bola, pelo placar de 24×17. Tanto que o QB fez uma partida abaixo do que se espera dele e só conquistou 182 jardas, um passe para touchdown e teve uma interceptação.

A semana de bye da temporada regular chegou e o time pode recuperar jogadores lesionados, além de ter treinamentos mais intensivos na busca de ir bem no restante da temporada. Não por acaso, a equipe do head coach Andy Reid venceu as todas as partidas restantes da temporada, cinco ao todo. Dessas cinco partidas, a vitória mais relevante foi sobre o New England Patriots, pelo placar de 23×16. Essa vitória foi preponderante para que os Chiefs ficassem com a segunda melhor campanha da AFC e assim terem a chance de folgar na primeira rodada de playoffs.

Chiefs Vs Patriots

A partida era decisiva para o Chiefs, vencer os Patriots na sua casa não era uma tarefa fácil, mas Mahomes com seu talento conseguiu conduzir Kansas a um triunfo por 23×16 sobre New England

(Foto: Reprodução / FourTheWin/USA Today Sports)

Mas, para garatir essa vaga ainda era necessário uma derrota dos Patriots e que os Chiefs vencessem todos os jogos. E o improvável aconteceu. Na semana 17, última da temporada regular, Kansas recebia os Chargers e os Patriots recebiam o Miami Dolphins. Enquanto os Chiefs fizeram sua parte e venceram os Chargers por 31×21, os Dolphins fizeram um favor e derrotaram os Patriots por 27×24. Com isso, os Chiefs conseguiram a tão esperada folga, o que possibilitou ao menos descansar e treinar por duas semanas e jogar pelo menos uma vez em casa antes do Super Bowl.

A trilha do Chiefs nos playoffs

Com duas semanas sagradas de preparação, os Chiefs vieram para o seu primeiro jogo de playoffs com o rótulo de favorito, ao encarar o Houston Texans. O time de Andy Reid entrou desligado em campo e, em questão de minutos, estavam tomando 24×0 no placar. Porém, nada melhor que uma jogada explosiva para recolocar o time no jogo.

No segundo quarto, em um retorno de kickoff, o wide receiver Mecole Hardman, correu 58 jardas, que o fez chegar na redzone do adversário e assim o primeiro touchdown dos Chiefs aconteceu. O time virou um placar improvável. Aí em diante só deu Kansas, com Mahomes tendo 321 jardas e cinco passes para touchown, sendo três para o tight end Travis Kelce, que fez 134 jardas de recepção e assim ajudou Kansas a vencer o jogo por 51×31.

Hardman - Chiefs

Mecole Hardman retornando chute de kickoff para 58 jardas e dando assim início a reação e virada dos Chiefs sobre os Texans por 51×31

E com a ajuda do imponderável na semana 17, os Chiefs tiveram mais uma forcinha para estar no Super Bowl LIV. O todo favorito Baltimore Ravens, que era seed 1, foi surpreendido e derrotado pelo Tennesse Titans. Com isso, os Chiefs puderam ter a chance de decidir em casa o título da AFC.

Entretanto, o cenário visto contra os Texans voltou a aparecer contra o Titans, mas não na mesma intensidade. O time liderado por Mahomes teve um apagão no primeiro período e chegou a estar perdendo por 17×7. A difícil missão era parar Derrick Henry que vinha de duas partidas beirando as 200 jardas terrestres. Não obstante, a reação dos Chiefs veio já no segundo período, anotando dois touchdowns consecutivos. Ao fim da partida, Kansas City garantiu mais uma vitória por 35×24 e assim avançou ao Super Bowl LIV.

 

Esportes Mais

Facebook E+

Deixe uma resposta