Notícias

+ Esportes

Federer vence batalha judicial e poderá voltar a utilizar a marca “RF”

0cb5e0e7-6778-481b-aa6d-26a0e49014f1

Após mudança de patrocinador, suíço ficou impossibilitado de usar o símbolo

Um dos atletas mais bem sucedidos do tênis mundial, o suíço Roger Federer obteve uma importante conquista, e desta vez, fora das quadras. Depois de vitória na justiça, ele poderá voltar a estampar o logotipo “RF”, que se popularizou por aparecer nos produtos oficiais do tenista.

Em junho de 2018, Federer trocou a norte-americana Nike pela japonesa Uniqlo, assinando um contrato válido por 10 anos com um rendimento de U$S 30 milhões anuais. A partir daquele momento, começou uma disputa judicial para uso da emblemática sigla, já que a antiga patrocinadora do atleta alegava ter registrado a logomarca, e que portanto, tinha direito autoral sobre ela.

0cb5e0e7-6778-481b-aa6d-26a0e49014f1
Federer já era patrocinado pela Nike quando conquistou o titulo da chave juvenil do Torneio de Wimbledon em 1998 (Foto: Getty Images)

Segundo o Instituto de Marcas e Patentes dos EUA (USPTO), o que pesou na decisão foi o fato de que a Tenro AG, empresa criada pelo suíço em 2007, constava como última proprietária do logotipo, mesmo que originalmente ele tenha sido registrado pela Nike.

No entanto, a relação entre Federer e Nike não se desgastou como um todo nesse período. O tenista da Basileia continua optando por usar os tênis da marca, pois o contrato com a Uniqlo contempla apenas o vestuário. Embora o suíço tenha se tornado investidor e embaixador global da On Running, empresa da sua terra natal especializada em tênis esportivos, ele ainda não atuou com os pisantes da marca devido ao fato da mesma não desenvolver calçados específicos para a prática da sua modalidade.

Equipe @EsportesMais

Nos acompanhe pelo Facebook

Deixe uma resposta