Notícias

+ Esportes

Em duelo cheio de emoção, Bauru Basket vence o Minas e força o jogo 3

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Foto: Victor Lira/Bauru Basket

Bauru Basket vence Minas e decisão fica para o jogo de número 3

Na tarde deste sábado (06), Bauru Basket e Minas se enfrentaram no Ginásio Panela de Pressão, em duelo válido pelo jogo 2 das oitavas de finais do NBB.

Como venceu o primeiro duelo, os visitantes jogavam por uma vitória para se garantir nas quartas de finais, diante do Franca.

Com parciais de 16 a 16, 19 a 17, 12 a 8 e 19 a 18, o Dragão venceu por 66 a 59, empatando a série melhor de três em 1 a 1.

Os destaques da partida ficaram por conta de Lucas Mariano com 15 pontos e 7 rebotes por Bauru, e Leandrinho com 15 pontos e 8 rebotes por Minas.

O decisivo jogo 3, que decidirá quem avança para as quartas de finais será na próxima segunda-feira (08), às 21h, novamente no Panela de Pressão.

O jogo

O duelo começou com uma verdadeira aula de defesa de ambos os lados, com bloqueios, rebotes, e muita marcação. Porém, quem inaugurou o placar foi o time visitantes, e duas vezes com Leandrinho, 0 a 4.

Os donos da casa chegaram aos primeiros pontos apenas com quatro minutos jogados, em uma boa jogada de Fúlvio que foi finalizada por Lucas Mariano, 3 a 4. Minas respondeu na sequência e na mesma moeda, com uma bola de três de Coleman. Mas a dupla Fúlvio e Lucão voltou a funcionar, 6 a 7.

A partida também contava com ex-NBA, e no primeiro duelo entre Alex Garcia e Leandrinho vencido pelo bauruense, o Dragão passou pela primeira vez na frente do marcador, 8 a 7. Com o equilíbrio nítido na partida, o primeiro período terminou com o empate em 16 a 16, após Jefferson anotou três pontos nos segundos finais.

Assim como no primeiro período, o segundo começou equilibrado, com Jefferson e Leandrinho convertendo bolas de três logo no minuto inicial, 19 a 19.

Com cerca de cinco minutos jogados no quarto, o Dragão pela primeira vez conseguiu abrir uma vantagem considerável para um jogo tão disputado, de seis pontos. Para isso, Alex Garcia e Larry Taylor chamaram a responsabilidade, tanto em ações ofensivas como na defensiva, 30 a 24.

Porém, o time de Minas não se entregou, e restando 2:52 no cronometro empatou o jogo em 32 a 32 com uma boa jogada de Leozão. O duelo seguiu acirrado, com boas defesas e um ótimo trabalho dos dois treinadores. Os donos da casa foram para os vestiários em vantagem, 35 a 33.

WhatsApp Image 2019-04-06 at 15.28.26
Foto: Victor Lira/Bauru Basket

Na volta do intervalo o time bauruense já retornou com uma baixa grande. O argentino Enzo Ruiz, um dos principais jogadores da equipe, sentiu e retornou ao banco chorando. Com a bola em jogo, os visitantes que não tinham nada a ver com isso se aproveitaram e passaram a frente, 35 a 37.

Mas o Dragão estava focado, sabia que precisava da vitória para seguir vivo no NBB, e mais uma vez com boas jogadas de Alex Garcia e Larry Taylor, retomou a frente do placar, 42 a 39.

Com ótimo trabalho defensivo e movimentação no ataque, os comandados de Demétrius conseguiram abrir a melhor vantagem até então, 47 a 39.

Restando 1:43 no marcador, mais uma baixa bauruense. Alex Garcia, astro da equipe, fraturou um dos dedos da mão e teve que deixar o jogo. O período terminou em 12 a 8, sendo 47 a 41 no geral.

Minas voltou para o último período com tudo, e guiados por Leandrinho fizeram 8 a 3 em dois minutos, reduzindo a vantagem bauruense para apenas um ponto, 50 a 49.

Restando 4:20 para jogar e com 57 a 53 no placar, o torcedor bauruense foi à loucura quando Alex Garcia retornou à quadra.  Coleman, em tarde inspirada, freou a empolgação da torcida, mas Gustavo Basílio tratou de anotar uma linda cesta de três, 62 a 57.

Os últimos minutos foram mais táticos, com boa atuação dos donos da casa que souberam administrar a vantagem conquistada. Final, 66 a 59 para Bauru.

 

Wesley Contiero (1044 Posts)

Jornalista, 25 anos, natural de Lins, interior de São Paulo.


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta