Notícias

UFC

Em busca de desafios, Jon Jones enfrenta Dominick Reyes no UFC 247

UFC 247  Press Conference

O peso meio pesado, Jon Jones, volta a defender seu cinturão contra um adversário que poderá oferecer riscos já conhecidos

Jon Jones é um dos maiores lutadores de MMA da história. Em seu cartel de vitórias constam nomes como: Vitor Belfort, Daniel Cormier, Shogun e Alexander Gustafsson, ou seja, enfrentou lendas do esporte. Porém, uma de suas lutas mais complicadas, senão a mais, foi justamente contra o último nome citado, Alexander Gustafsson, o gigante sueco de 1,95 de altura com 2,01 de envergadura, que imprimiu um forte ritmo durante a luta e inclusive venceu os dois primeiros rounds, fazendo com que Jones precisasse correr atrás do prejuízo, vencer os 3 rounds finais para seguir como campeão.

Ele o fez, porém, com enorme dificuldade causada pelo oponente que defendia tentativas de queda e se movimentava constantemente pelo octógono. Dessa forma podemos crer que Dominick também pode oferecer uma luta duríssima, além da altura e boa envergadura o americano conta com uma excelente defesa de quedas e uma mão esquerda potente que pode balançar o campeão em alguma brecha, aparentemente Jones tem demonstrado querer manter suas lutas em pé, na trocação, um exemplo claro disso foi a luta contra Marreta, em que Jones poderia ter derrubado o adversário que estava mancando, com problemas no joelho, mas preferiu manter-se de pé durante toda a luta. Se as coisas desandarem e Jones precisar quedar Reyes, não será uma tarefa fácil, o americano possui 84% de sucesso nas defesas de queda em sua carreira, um número espetacular.

cropped_GettyImages-1193795843
Jon Jones (FOTO: Divulgação UFC)

Após olharmos as possibilidades de Dominick e constatar a existência de um norte. precisamos ser francos: Jones segue sendo muito favorito. Com um arsenal muito maior de golpes e atributos distribuídos nas modalidades do MMA, Jones é um lutador extremamente dominante, além disso, está acostumado com lutas de 5 rounds e com toda pressão que envolve uma luta desse nível, são 15 defesas de cinturão, isso diz muito.

Claro que não podemos tratar Reyes como presa fácil, ainda mais se considerarmos a desmotivação que atinge Jon Jones após devastar toda a categoria e se ver sem grandes desafios nessa divisão. Inclusive muito tem se falado sobre uma mudança de ares, subir para os pesados, enfrentar Miotic, mas isso é assunto para um outro dia.

Jones e Reyes se enfrentam no Toyota Center pelo cinturão dos meio pesados, na madrugada de sábado (8) para domingo (9), com card principal iniciando às 00:00 (horário de Brasília).

Deixe uma resposta