Notícias

Futebol Internacional

Eleições, demissão e rebaixamento. Entenda a situação do Vélez Sarsfield nesta temporada

a.espncdn.com

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Ás vésperas das eleições para o novo presidente Fortínero, técnico De Felippe não resiste à pressão e pede demissão

Na última segunda-feira (6), o El Fortín recebeu o Unión Santa Fé pela oitava rodada da Super Liga Argentina no estádio José Amalfitani. Naquele momento a equipe estava muito pressionada por uma série de resultados ruins. Omar De Felippe e seus comandados haviam sido eliminados da Copa Argentina em uma partida melancólica, com direito a pênalti perdido e diversas defesas do goleiro adversário, além de jogar metade de segundo tempo com um jogador a mais. Isso, somado a uma goleada por 4 a 0 contra o Gimnasia y Esgrima em La Plata e as eleições chegando esquentaram o clima nos bastidores da equipe de Liniers.

Eleições Velez Sarsfield
Foto: Reprodução

Contra o Unión, De Felippe tinha muitos desfalques, mas sabia da necessidade de vencer para manter a distância do grupo que está na zona do descenso. Perdeu e viu sua equipe ser facilmente dominada pelos visitantes. Diego Zabala, ex-Vélez comandava as ações ofensivas dos Tantengues e serviu seus companheiros de ataque Franco Soldado e Lucas Gamba para marcarem os gols da vitória da equipe Santafesina, que agora ocupa a segunda posição no campeonato.

Após a partida, De Felippe, como de costume concede uma entrevista coletiva. Mas dessa vez foi diferente, o atual presidente Raúl Gámez foi quem apareceu na sala de imprensa e anunciou que Omar De Felippe tinha pedido demissão e apesar dos seus esforços para mantê-lo, o treinador de 55 anos não fazia mais parte da comissão técnica do Vélez.

“ODF” esteve à frente do Vélez em 37 partidas. Venceu 14 vezes e perdeu outras 14, além de empatar nove vezes tendo um aproveitamento de pouco mais de 45%. De Felippe sucedeu Christian Bassedas, Miguel Ángel Russo e José Oscar Flores, que fizeram parte dos terríveis últimos anos no José Amalfitani.

Gámez, em sua última semana no cargo, se isentou de problemas e avisou que não iria escolher nenhum outro técnico na sua gestão. Reuniu-se com toda cúpula e optou por um profissional das categorias inferiores para comandar de forma interina a partida do próximo final de semana contra o Huracán. O escolhido foi Marcelo Gomés, treinador da quarta categoria de atletas juvenis do clube. ‘El Negro’, como é conhecido, também integrou o histórico time dos anos 90; até hoje é considerado um dos melhores volantes que passou por El Fortín e tem a confiança de todos do grupo. Guido Thompson será o preparador físico, Jorge Bartero, preparador de goleiros e Lucas Pagano auxiliar técnico, todos os membros da comissão técnica de base do Vélez.

Eleições

Neste sábado, 11 de novembro, os sócios do Vélez vão às urnas para escolher o próximo presidente do clube. Uma das questões levantadas pelos candidatos é o próximo técnico. Alguns candidatos, mesmo antes da demissão de Omar De Felippe apresentaram novos técnicos em caso de uma possível eleição.

Eduardo ‘Lalo’ Rado, da chapa La V Azulada, aposta em Omar Assad, personagem histórico do Vélez, como possível técnico. Sabástian Méndez, ex-técnico do Godoy Cruz, é o candidato a técnico da chapa Cruzada Renovadora, de Sério Rapisarda.

O jovem Bernardo Bertolloni, não apresentou possíveis técnicos e manteria Marcelo ‘El negro’ Goméz, mas não como interino, e sim como técnico principal do clube. A chapa de situação, Unidad Velezana de Rodolfo ‘Fito’ Perez, apoiada do Raúl Gámez, também apostaria em Assad.

Durante a semana, o programa Vélez 670 transmitido na rádio da republica Argentina, fez uma pesquisa através do seu Twitter perguntando aos seus ouvintes e seguidores quem venceria as eleições presidenciais do Vélez. 55% dos votantes disseram que Sério Rapisarda venceria, outros 27% votou em Eduardo Rado, 13% em Bernardo Bertolloni e apenas 5% em Rodolfo Perez. Em outra simulação, a chapa de Bertolloni apareceu com 70% de rejeição em pesquisa realizada “em quem você não votaria”.

A próxima rodada da Super Liga Argentina será somente no dia 18 de novembro. O novo presidente do Vélez sabe que tem pouco tempo para arrumar a casa e quem sabe efetivar um novo técnico. El Fortín ocupa a 23º posição, a sete pontos do Olimpo, o primeiro dentro da zona de rebaixamento. Tem pela frente um confronto direto na briga contra degola onde visitará o Huracán, 24ª colocado, com dois pontos a menos. Com uma vitória, os Queremos ultrapassam o Vélez na tábua de classificação dos promedios e deixam ainda mais ameaçada a situação Velezana.

Clique na imagem para acessar o site
Kauan de Paula (42 Posts)

Curitibano, jornalista e designer em formação. Entusiasta de Barra Bravas e apaixonado pela cultura que cerca o futebol


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta