Notícias

Futebol Brasileiro

Confira todos os detalhes da saída de Adilson Batista do Cruzeiro

Adilson

Além de Adilson, Ocimar Bolicenho também deixou o cargo de diretor de futebol do clube no último domingo (15)

No último domingo (15), o Cruzeiro anunciou que Adilson Batista não seria mais o treinador da equipe celeste. A decisão foi tomada pelo clube logo após a derrota  por 1 à 0 para o Coimbra nesse domingo, em partida válida pela 9ª rodada do campeonato estadual.

Adilson realizou um pronunciamento ainda no Independência e disse que o clube precisa, urgentemente, de um comando, pois atualmente é administrado por oito pessoas, em que todas, segundo ele, querem mandar no futebol.

“Fui demitido pelo Carlos (Ferreira, gestor do futebol do Cruzeiro). Estarei na torcida, deixo claro que estou chateado pelos resultados recentes, que também temos culpa. Mas a gente precisa entender o processo. Tive a coragem de pedir pra que determinados jogadores saíssem, enfrentei.Ajudei nesse processo, com o clube numa bagunça, uma desordem. Atletas tomaram conta do clube, derrubaram o Mano, meu amigo, Abel, Rogério Ceni, tomaram conta do clube. Então, você chega e tem que limpar. Dei treino, durante alguns dias, com jogadores que eu não teria, até resolver esta situação, porque não tínhamos comando. Rezo pra que o clube tenha logo um presidente. Tá precisando urgentemente. Hoje tem 8 gestores. E os oito querem tomar conta do futebol!”, declarou.

Confira os números de Adilson no clube celeste

Adilson Batista chegou ao Cruzeiro pela sua segunda vez na reta final do Campeonato Brasileiro do ano passado. O então treinador foi contratado pela atual diretoria com o objetivo de livrar o time do rebaixamento à série B do Campeonato Brasileiro. E também pelo ótimo trabalho frente ao time celeste entre os anos de 2007 a 2010, onde conquistou o bicampeonato Mineiro (2008 e 2009), além de ter sido vice-campeão da Libertadores em 2009. Perdendo a grande final em casa por 2 a 1 para o Estudiantes, da Argentina.

Imagem
Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Ao contrário de sua primeira passagem pelo clube mineiro que, de certa forma, foi bastante produtiva, o segundo trabalho frente ao time celeste nem tanto. Já que além de ter encerrado a temporada 2019 com três jogos e acumulando três derrotas, a atual temporada não foi muito diferente. O treinador conseguiu encerrar suas atividades no Cruzeiro em 2020, com o incrível número de quatro vitórias, quatro empates e sete derrotas – totalizando um aproveitamento de 38,1% de acordo com o globoesporte.com.

Além de Adilson, Ocimar Bolicenho também deixou o comando de Diretor de futebol do clube celeste

Ocimar Bolicenho é demitido do cargo de diretor de futebol do Cruzeiro
Foto: Guilherme Macedo

Logo após o pronunciamento de Adilson, foi a vez do então diretor de futebol do clube, Sr. Ocimar Bolicenho, anunciar a sua saída do cargo. Durante o anúncio da demissão, Bolicenho falou sobre qual foi o seu intuito frente ao time azul: “Saio com a cabeça erguida, com a certeza que fiz trabalho mais honesto possível, dentro do que era o objetivo, de se concentrar pro acesso à Série A!”, disse.

Ocimar foi contratado pelo Cruzeiro em janeiro deste ano e trabalhou, inicialmente, ao lado de Alexandre Mattos – hoje no Atlético-MG. O diretor de futebol chegou ao clube mineiro após ter passado pelo Londrina, que acabou rebaixado à Série C, encerrando um ciclo de quatro anos no clube paranaense.

Guto Ferreira pode ser o provável substituto

Guto Ferreira é o favorito para assumir o comando técnico do Cruzeiro — Foto: Marlon Costa / Pernambuco Press
Foto: Marlon Costa / Pernambuco Press

O Cruzeiro já começa a trabalhar nos bastidores com possíveis nomes para substituir Adilson. Rogério Ceni, que passou pelo clube em 2019, era o nome “dos sonhos” de parte do conselho gestor, mas o retorno do ex-goleiro é visto como impossível neste momento. O cenário atual indica Guto Ferreira como o substituto mais provável. Guto está livre no mercado, tem experiência na Série B e já participou de campanhas de acessos à primeira divisão com equipe como: Ponte Preta, Bahia, Internacional e Sport.

Outros nomes como o de Enderson Moreira chegou até a ser especulado nos bastidores do clube, já que o treinador já teve passagem pelo Cruzeiro nas categorias de base em 2007, conquistando a Copa São Paulo daquele ano. Além disso Enderson teve uma bela passagem pelo América-MG em 2017 conquistando a série B do Brasileiro.

Foto principal: Bruno Haddad/Cruzeiro

Esportes Mais

Nos acompanhe pelo Facebook

Deixe uma resposta