Notícias

Futebol Internacional

Boca Juniors recebe Santos na Bombonera

Boca Juniors e Santos se enfrentam pelas semifinais da Libertadores

Boca Juniors e Santos se enfrentam nesta quarta-feira (06), às 19h15, pelo jogo de ida da semifinal da Copa Libertadores, na Bombonera. Os Bosteros tiveram dificuldade, mas eliminaram o Racing com uma derrota e uma vitória. Por outro lado o Santos teve facilidade, empatou na ida contra o Grêmio e goleou na volta. Quem avançar na próxima quarta (13) enfrenta River ou Palmeiras na final da Libertadores, no dia 30 de janeiro, no Maracanã.

Boca e Santos: História

Ambos os times tiveram um dos dois maiores jogadores da história. Enquanto o peixe teve o Rei Pelé, considerado o maior jogador da história do futebol, os bosteros tiveram Diego Armando Maradona. Os dois craques não chegaram a se enfrentar, mas marcaram a história dos dois clubes.

Dentro de campo foram dois enfrentamentos decisivos entre Xeneizes e santistas. Em 1963, o Santos de Pelé foi campeão da Libertadores vencendo o Boca Juniors por 2-1, em La Bombonera.

Mas os Bosteros conseguiram uma revanche 40 anos depois. Em 2003, Carlitos Tevez, hoje ainda atuando e titular do time, foi o principal jogador da decisão. Com uma vitória na Bombonera por 2-0 e outra no Pacaembu por 3-1, o time argentino foi campeão.

Boca Juniors
Apesar de não viver seu melhor momento, o Boca Juniors assusta os brasileiros

 

Boca Juniors

O Boca Juniors não vive seus melhores momentos, mas mesmo assim chega a sua terceira semifinal consecutiva. A equipe vive um momento irregular, com duas vitórias e duas derrotas no mata-mata. O Bom retrospecto contra os brasileiros foi mantido, eliminando o Internacional na oitava de final.

A equipe vem de um empate por 2-2 contra o River Plate pela Copa Diego Armando Maradona, mas atuou com o time misto se preservando para o grande objetivo que é passar pelo Santos. Tevez foi reserva, mas quando entrou deu uma bela assistência para o gol de empate.

Miguel Russo tem somente uma dúvida: Cardona e Soldano. Os dois não vêm convencendo o treinador, mas a atualização de Cardona faz com que Tevez mude de posição. No mais, o time deverá ser o mesmo que venceu o Racing.

Boca Juniors: Andrada; Jara, López, Izquierdoz, Fabra; Campuzzano, González, Salvio, Villa; Tevez e Soldano (Cardona).

 

Santos
Santos de Marinho tenta ser o primeiro clube brasileiro tetra da Libertadores

Santos

O peixe é dado como o menos favorito pelo investimento e problemas por políticos, porém isso não é problema dentro de campo já que o time vem fazendo um bom desempenho. Nas quartas, por exemplo, o Grêmio era dado como o grande favorito, mas o Santos empatou em Porto Alegre por 1-1 e venceu na Vila por 4-1.

Cuca teve uma boas notícias para esse confronto. Soteldo, que ficou fora das partidas das quartas de finais por complicações decorrente do covid-19, viajou e está disponível para partida. Além disso, o técnico Santista poderá contar com Pará e Madson que se recuperaram de lesões musculares.

O peixe não chegava em uma semifinal há oito anos. Naquela oportunidade, o time contava com Neymar e um ano antes tinha conquistado a Libertadores. Com Marinho comandando, a equipe paulista busca ser o primeiro brasileiro tetracampeão da Copa Libertadores.

Santos: John; Pará, Lucas Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonatan; Alison, Sandry (Lucas Braga) e Diego Pituca; Marinho, Kaio Jorge e Soteldo. Técnico: Cuca.

Arbitragem

Para o primeiro jogo das semifinais da competição, o chileno Roberto Tobar será o responsável por apitar o duelo, auxiliado por Claudio Urrutia e Alejandro Molina. O paraguaio Juan Benítez, por sua vez, ficará encarregado pelo VAR.

 

 

Deixe uma resposta