Notícias

Futebol Brasileiro

Boca Juniors recebe o Internacional pela Copa Libertadores da América

boca-inter_khbzu7dcbuvc1eeqmuzcxgxb5

O Boca Juniors venceu o jogo de ida no Beira-Rio e terá vantagem contra o Internacional. Mas o colorado está confiante que pode ir á Bombonera e vencer os bosteros

Boca Juniors e Internacional fazem o segundo e decisivo jogo das oitavas de final da Libertadores nesta quarta-feira (09), ás 21:30 h, horário de Brasília, na Bombonera. Embora tenha vencido na ida por 1-0 e tenha uma pequena vantagem, os xeneizes não querem se apegar nela. Por outro lado, os colorados confiam que podem sim vencer o Boca dentro da Bombonera.

 

Bosteros
Inter foi o último time brasileiro eliminar os bosteros na Bombonera, porém já tinha vencido na ida

Boca nunca foi eliminado após vencer jogo de ida contra Brasileiros

Todos sabem que o Boca Juniors é se agiganta ainda mais contra brasileiros. A última eliminação do Boca para um brasileiro foi em 2008 para o Fluminense. De la pra cá perdeu uma final em 2012 para o Corinthians, mas já eliminou o próprio Corinthians em 2013, Cruzeiro e Palmeiras em 2018 e Athletico em 2019.

Poucos os times venceram os xeneizes dentro da Bombonera, e o Inter é um deles. O colorado venceu os dois jogos contra os bosteros na Sul-Americana de 2008 e fez história ao eliminar o Boca dentro do seu estádio.

O dilema agora é o seguinte: o Boca nunca foi eliminado após vencer o jogo de ida fora e decidir em casa, por outro lado o Inter nunca se classificou após perder o jogo de ida em casa. Ou seja, se pensarmos por esse fator, a classificação já é do Boca Juniors.

Mas jogar na Bombonera sem público é diferente. E se em 2008 o time azul e ouro tinha sua torcida e Riquelme e o colorado os eliminou, agora pode o raio pode cair no mesmo lugar de novo e o Internacional entrar para história.

 

Tevez
Vivendo seu melhor momento após sua volta. Tevez fez o gol do Boca no Beira-Rio

Boca Juniors

Com quase todo seu elenco á disposição, Russo deverá manter o time que venceu em Porto Alegre. A única dúvida fica se ele entrará com um novo fixo, ai Soldano seria o titular. Na lista de relacionados, o único desfalque é Ábila que saiu sentindo dores da última partida do campeonato argentino.

Os números do Boca são excelentes na Libertadores, embora as atuações sejam questionáveis pela imprensa Argentina. Em sete jogos, foram seis vitórias e apenas um empate. Além disso, o time tem a melhor defesa da Copa com apenas um jogo sofrido.

A equipe vem de um empate pelo Campeonato Argentino contra o Talleres por 0 a 0, mas Russo preservou a maioria dos seus atletas pensando no jogo decisivo contra os gaúchos.

 

Patrick
Embora todos classifiquem os argentinos como favoritos, Patrick quer dá resposta em campo

Internacional

Apesar de os resultados pós-Coudet estejam sendo terríveis, enfim o Inter teve algo a comemorar nessa semana decisiva. Abel se recuperou de Covid e já pode comandar o time, além disso o empate fora de casa contra o galo foi importante para ganhar confiança e cinco jogadores voltam ao time após lesões.

Ábel Hernández e Moisés voltaram a treinar e podem pintar no time titular contra os bosteros. Os dois sofreram problemas musculares ainda na semana do jogo da Copa do Brasil contra o América, estão recuperados e disponíveis para o duelo na Bombonera. Caio Vidal e Matheus Jussa testaram negativo para Covid-19 e foram reintegrados aos trabalhos. Ambos ficam à disposição, assim como Edenílson.

Embora a vantagem dos argentinos seja clara, Patrick quer deixar o favoritismo do Boca de lado e focar apenas em fazer um bom jogo e avançar na Libertadores.

– Nós não deixaremos esse favoritismo do Boca entrar no nosso vestiário. A gente acredita que a gente fez um bom jogo, até poderia sair com a vitória na primeira partida. A gente vai acreditando, vai motivado, vai lutar para buscar a classificação até o último minuto – afirmou.

O volante sabe do momento difícil que o time passa, mas vê com bons olhos a partir desse jogo uma hora de virar a chave.

– Estamos buscando a vitória em todos os jogos. Infelizmente, estamos passando por um momento difícil. Mas é importante não deixarmos de nos dedicar. Que amanhã esta fase mude. O remédio é acreditar no nosso trabalho porque assim estaremos mais perto da vitória que do resultado negativo.

FICHA TÉCNICA – BOCA JUNIORS X INTERNACIONAL

Local: Estádio La Bombonera, Buenos Aires-Argentina.

Horário: 21:30 (Brasília).

Árbitro e VAR: Roberto Tobar (Chile); Julio Bascuñán (Chile).

Boca: Andrada; Buffarini, López, Izquierdoz, Fabra; Campuzzano, Capaldo; Salvio, Cardona e Villa; Tévez. Técnico: Miguel Russo.

Inter: Lomba; Heitor, Moledo, Cuesta, Uendel (Moisés); Rodrigo Lindoso, Dourado, Edenílson, Patríck; Ábel Hernandez e Thiago Galhardo. Técnico: Abel Braga.

Deixe uma resposta