Notícias

Futebol Internacional

A união e letalidade do trio de ataque do Liverpool

Trio de ataque do Liverpool

Salah, Mané e Firmino formam o trio de ataque mais letal da Europa

É praticamente uma unanimidade afirmar que o Liverpool foi o grande time do futebol europeu em 2019. Embora a equipe não tenha conquistado nenhum título nacional, voltou a vencer a principal competição de clubes do mundo e ainda ganhou mais outros dois títulos no ano. O trabalho do competente treinador alemão Jurgen Klopp foi merecidamente recompensado, e os Reds voltaram a ser protagonistas, após algumas temporadas de dissabores e frustrações. Atuações sólidas somadas a uma impressionante regularidade fizeram do Liverpool uma equipe a ser batida, atingindo uma sequência de 44 jogos de invencibilidade na Premier League entre janeiro de 2019 e fevereiro de 2020, o que equivaleu a mais de um campeonato inteiro.

A força do coletivo se faz presente até no ataque, onde os homens de frente são cruciais para o sucesso da equipe. Os números comprovam que Salah, Mané e Firmino formam o trio de ataque mais eficiente da Europa. Na temporada 2018/2019, cerca de 60% dos gols do Liverpool saíram dos pés de um dos seus principais atacantes. Isso significa que, juntos, eles marcaram mais do que equipes tradicionais, como Everton e Leicester. Na temporada atual, o percentual corresponde a 50%.

Os africanos Mohammed Salah e Sadio Mané terminaram empatados na artilharia da Premier League da temporada passada (22 gols para cada). O egípcio também teve destaque na quantidade de passes para gol, sendo um dos líderes em assistências. O brasileiro Roberto Firmino passou por alguns momentos de seca, mas também teve momentos decisivos e nunca chegou a ter sua titularidade questionada.

Firmino sees Salah spark at perfect time for trophy-chasing Liverpool
Figura 1 – A união e o entendimento em campo entre três fizeram o Liverpool mais forte; Trio empolga torcida dos Reds (Foto: Getty Images)

MO SALAH: O REI EGÍPCIO

Já adorado em sua terra natal, Salah finalmente se firmou no futebol inglês. Depois de uma passagem apagada pelo Chelsea, ganhou rodagem no futebol italiano antes de alcançar a melhor fase da sua carreira. Foi contratado pelo Liverpool em junho de 2017 por 42 milhões de euros. A partir daquele momento, só evoluiu com o passar do tempo e se tornou ídolo de uma das torcidas mais apaixonadas da Inglaterra. Na temporada de estreia, Salah foi autor de 32 gols na Premier League e teve atuações fundamentais para que o Liverpool voltasse a uma final de Liga dos Campeões da UEFA após 13 anos, deixando a sua marca em todas as fases que antecederam a final.

Na Seleção Egípcia também não foi diferente. Chamou a responsabilidade para si nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018 e foi o principal responsável por colocar a seleção de seu país de volta a um Mundial depois de 28 anos.

Mohamed Salah, Liverpool, trio
Figura 2 – Salah deixou o dele em recente vitória diante do Newcastle (Foto: Getty Images)

 

Na sua segunda temporada pelo Liverpool, continuou participativo. Mo Salah voltou a ser artilheiro da principal competição nacional e marcou um dos gols do título da Champions League contra o Tottenham.

Na atual temporada, novamente está entre os principais goleadores da equipe. Sua contribuição tem sido notável para uma avassaladora campanha do Liverpool no Campeonato Inglês, que foi suficiente até para construir uma ampla e praticamente insuperável vantagem na liderança, antes mesmo da paralisação do torneio por conta da pandemia do novo coronavírus.

 

O HERÓI SENEGALÊS

Também muito querido em sua nação, Mané chegou ao futebol inglês em 2014, quando foi contratado pelo Southampton. Não demorou muito para que o senegalês despertasse a atenção de outros clubes com maior poderio financeiro. E assim como outros jogadores que tiveram destaque nos Saints, o atleta acabou tendo o Liverpool como destino.

Mané estreou no Liverpool em junho de 2016 e rapidamente ganhou seu espaço. Foi eleito o melhor jogador da equipe logo em sua primeira temporada. Com a chegada de Salah para reforçar o ataque em 2017, a produtividade do Liverpool naturalmente cresceu, o que só ajudou no rendimento do senegalês. Na temporada 2018/2019, foi um dos máximos goleadores da Premier League, além de ter mostrado sua capacidade de decisão na Champions League, como no caso do duelo contra o Bayern de Munique na Allianz Arena, válido pelas oitavas de final do torneio.

Figura 1 - A união e o entendimento em campo entre três fizeram o Liverpool mais forte (Foto: Getty Images)
Figura 3 – Mané vibra após gol contra rival Everton (Foto: Andrew Powell / Liverpool FC)

DE ROBERTO A BOBBY

Roberto Firmino é peça insubstituível no esquema de Klopp. O brasileiro possui as características que todo centroavante de alto nível deve apresentar no futebol atual. Além de ser um ótimo finalizador, ele participa da criação, acompanha a dinamicidade do jogo, tem mobilidade e ajuda na recomposição quando a equipe está sem a bola. Em comparação aos seus companheiros, tem feito menos gols, mas é sempre um perigo para as defesas adversárias.

O potencial de Firmino ainda não foi bem explorado na Seleção Brasileira, já que o atacante não se adaptou aos esquemas táticos utilizados por Tite, e portando, não pôde produzir o que se espera dele. Porém, as Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022 serão uma ótima oportunidade para que ele deslanche com a camisa da Amarelinha.

Roberto Firmino comemorando um dos três gols contra o Arsenal na rodada da Premier League
Figura 4 – Firmino comemora para a torcida (Foto: Getty Images)

A HISTÓRIA SENDO ESCRITA PELO TRIO

Salah, Mané e Firmino certamente ficarão eternizados na história dos Reds, independentemente do fato de que a temporada 2019/2020 necessite ter um encerramento tão dramática, sem a festa que os torcedores estavam ansiosos de ver: a da inédita consagração do Liverpool na Premier League. Mesmo com um eventual título sendo reconhecido – e com óbvias razões – pela organização da liga, não há como negar que o caos gerado pela COVID-19 é o anticlímax para o desfecho de um sonho antigo.

Esportes Mais

Facebook

Trio

Deixe uma resposta