Notícias

Futebol Internacional

Opinião: Espanha classificada facilmente? Veja o que esperar do Grupo B da Copa

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Análise sobre o segundo Grupo da Copa do Mundo 2018, que terá Espanha, Portugal, Marrocos e Irã

A Copa do Mundo vem aí com expectativa de uma disputa forte pelo título e com muitas seleções surpresas ou pouco vistas em outras edições do mundial. O que esperar do Grupo B, formado por uma seleção africana, Marrocos, uma asiática, Irã e duas europeias, Portugal e Espanha, em tese as duas equipes mais fortes do grupo?

Espanha

Resultado de imagem para spain world cup

(Foto: Reprodução / FIFA.com)

Primeiramente, vamos falar da favorita do grupo, a Espanha. Uma seleção que nos últimos anos oscila em Copas. Com o seu primeiro título mundial em 2010 e uma eliminação vergonhosa na primeira fase em 2014, chega para a Copa do Mundo 2018 como uma das favoritas ao título.

Um plantel que mistura grandes jogadores consagrados e novas promessas que o futebol espanhol revela. A Espanha joga no mesmo jeito de sempre: muitos jogadores no ataque, recomposição ofensiva e muita posse de bola, com muita movimentação na troca de passes.

A Roja começa forte desde a defesa, com De Gea no gol, Piqué e Ramos na zaga e com muitas opções na lateral, Azpilicueta, Alba, Carvajal e Alonso. No meio-campo temos novos jogadores muito habilidosos, como Asensio, Rodri e Saúl Ñiguez, além dos veteranos David Silva e Iniesta. No ataque, o nível do time desce um pouco sem um grande atacante de renome: Diego Costa, Aspas e Rodrigo Moreno são as opções.

Rodrigo fez uma ótima temporada no Valencia e desbancou Morata, que não foi convocado, e pode ser uma grande surpresa na Copa à favor da Espanha. Um ponto fraco da seleção são os contra-ataques, deixam muito espaço quando sobe. É uma seleção que busca o título e que pode conseguir as três vitórias em seus jogos na fase de grupos.

Portugal

Resultado de imagem para portugal eurocup goal

(Foto: Reprodução / Mirror)

Portugal é a segunda equipe do grupo B. Com retrospecto ruim em mundiais, mas com um título recente de Eurocopa, a seleção das Quinas vem confiante e aposta todas as suas fichas no craque, que leva a camisa 7: Cristiano Ronaldo.

O maior artilheiro da Seleção Portuguesa não mostrou muito na última Copa, mas fez chover na Euro e nas eliminatórias e é a peça que pode decidir tudo na competição para os portugueses. Porém, deve dividir posição com André Silva na frente, que vem de temporada fraquíssima pelo Milan: desta maneira, CR7 poderia até vir buscar o jogo mais atrás, fugindo do que é acostumado a jogar.

Outras peças fortes são Bernardo Silva, meia dos Citizens e Bruno Fernandes, armador do Sporting, que podem surpreender nessa Copa. Os lusos devem passar de fase com certa tranquilidade, mas não podem se descuidar em nenhum minuto com Marrocos e Irã.

Marrocos

Depois de vinte anos sem jogar um mundial, Marrocos está de volta. A seleção africana vem para brigar muito por essa classificação que seria uma zebra bem grande, tanto pela falta de tradição marroquina quanto pela diferença gritante de elenco que Marrocos tem para os favoritos do grupo, Portugal e Espanha.

Os dois nomes principais são Mehdi Benatia, seu capitão e zagueiro da Juventus, e Hazim Ziyech, meio-campista habilidoso do Ajax, procurado por grandes clubes da Europa, como Benfica e Borussia Dortmund.

O time joga em um 4-2-3-1 com muita velocidade, o seu “cano de escape” é nas pontas, utilizado para contra-ataques. Os Leões do Atlas, além de Ziyech e Benatia, tem peças secundárias de grande qualidade, como Romain Saiss, zagueiro e volante do Wolverhampton que fecha a zaga com Benatia, e Amine Harit, meia destaque do Schalke 04 nessa temporada.

Irã

Resultado de imagem para jahanbakhsh azmoun

(Foto: Reprodução / Pinterest)

Quem fecha o grupo B é a Seleção Iraniana, que nunca passou da fase de grupos da Copa. Primeira colocada nas Eliminatórias Asiáticas, sofreu apenas cinco gols em dezoito partidas: é uma equipe que aposta tudo na defesa.

Fechada, aposta muito no contra-ataque e no chuveirinho na área, no cabeceio possui um vasto repertório de gols. Outra opção é o contra-ataque, e para isso o time tem duas peças jovens na frente, de muita qualidade: a primeira é Alireza Jahanbakhsh, atacante ambidestro do AZ Alkmaar e artilheiro da Eridivisie 2017-18 com 21 gols. A sua dupla é Serdar Azmoun, promessa de 23 anos do Rubin Kazan.

O Time do Povo, como são chamados, podem surpreender devido a seu esquema de jogo que pode segurar muitos ataques e quebrar barreiras, em busca por apenas uma bola.

Especial Copa do Mundo 2018

 

Esportes Mais

Facebook

 

Lucas Palhano (21 Posts)

Lucas 'Yoshi' Palhano é natural de Telêmaco Borba-PR, escreve para a EsportesMais desde 2016, torce para o Atlético Paranaense e tem como maior ídolo o volante Alan Bahia.


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta