Notícias

Sem categoria

Jogo da Rodada: Grêmio 0 x 0 Internacional – 32ª rodada

grexint

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Análises do Grenal que terminou em um empate sem gols na Arena

Na tarde deste domingo (23), Grêmio e Internacional se enfrentaram em mais um clássico “Grenal” na Arena do Grêmio em Porto Alegre – RS, a partida foi válida pela 32ª rodada do Brasileirão 2016 e terminou no empate sem gols.

Um jogo quente, digno de um dos maiores clássicos do Brasil, e com cenas lamentáveis dentro de campo, infelizmente, mas também houve mais um espetáculo das torcidas gaúchas dentro do estádio.

Logo aos cinco minutos do primeiro tempo, o jogo se mostrou muito quente quando Bolaños dominou pela esquerda e acertou William, que chegava para pressionar o equatoriano, na barriga, o que gerou muita reclamação por parte dos jogadores do Internacional em campo e no banco de reservas. Após a situação ser controlada o jogo retomou seu rumo, fraco e sem objetividade, os dois times pareciam estar contentes com o empate. Foram apenas 5 finalizações enquanto foram cometidas 20 faltas no primeiro tempo, 61% a 39% de posse para o Grêmio e a saudade de times querendo ganhar vindo à tona.

No início do segundo tempo o Internacional parecia querer ir pra cima, foram duas chances de Vitinho, uma salva por Geromel e outra desperdiçada indo para fora. Como eu disse, parecia, o Internacional começou a demonstrar a satisfação com o empate enquanto o time de Renato Gaúcho foi para cima em busca da vitória.

Aos 14 minutos Kannemann comete falta em cima de Valdívia e ao segurar a bola, irritou Vitinho que tentou tirar a bola do zagueiro gremista, com isso a confusão foi criada e Edílson e Dourado foram expulsos após uma “troca de socos” (que apenas o árbitro viu), já que Edílson acertou três socos em Dourado e o volante colorado sequer tocou no lateral do Grêmio, mas não podemos culpar o árbitro, no meio de uma confusão dessas é difícil de estar 100% ligado no que está acontecendo.

O jogo terminou nisso, duas confusões, duas expulsões, os dois lados com suas opiniões sobre a partida e um Grêmio que claramente buscou mais a vitória que o Internacional. Com o empate o Grêmio caiu para a nona colocação enquanto o Internacional sobe para a 15ª posição na tabela.

  • GRÊMIO

– Se mostrou mais objetivo no segundo tempo indo atrás do gol

– Manteve a posse, 58% a 42% para o tricolor

– Uma grande atuação defensiva, conseguindo evitar as jogadas do adversário com sucesso

DESTAQUES:

Geromel – Foi fundamental estragando as jogadas do colorado que foram, em grande parte, iniciadas em um lateral. Além de ter mantido a calma quando necessário, ajudou muito o Grêmio a não sofrer com as jogadas coloradas.

Kannemann – Assim como Geromel, foi fundamental evitando o Internacional de chegar perto da área, além de também ter criado um lance de muito perigo cabeceando ao gol de Danilo.

DEIXOU A DESEJAR:

Pedro Rocha – Muito apagado em campo, faltou aparecer para o jogo, vontade para levar o time ao gol.

Miller Bolaños – Tentou pouco, quando apareceu foi mal. Faltou objetividade, criatividade e vontade do equatoriano.

  • INTERNACIONAL

– Jogou pouco, parece ter ficado muito satisfeito com o empate além de ter demonstrado muito respeito ao rival dentro de campo na hora de dar iniciativa

– Poucas finalizações, uma posse de bola envergonhante, passes sem nenhuma objetividade, enfim, não foi muito bem no clássico

DESTAQUES:

Danilo Fernandes – Salvou o time, foi fundamental para manter o empate no placar.

Rodrigo Dourado – Embora tenha sido expulso, estava fazendo uma boa partida defensivamente e tentava dar passes mais criativos em busca de algo

Ceará – Sua liderança dentro de campo foi algo extremamente necessário para manter o empate, visto que o time estava jogando mal

DEIXOU A DESEJAR:

Valdívia – Faltou criatividade e objetividade, parecia estar perdido em campo, mas pelo menos demonstrou um pouco de vontade

Vitinho – Apareceu duas ou três vezes no jogo, desperdiçou as chances que teve e não fez mais nada, mais um perdido no gramado

(Fonte: Globo Esporte)

Analise Resumida de Daniel Charles:

“No futebol vence quem desequilibra! Faltou futebol para a dupla Grenal. O resultado foi frustrante para ambas as equipes, além de impactar diretamente na chegada do Grêmio ao G6 quanto à saída definitiva do Inter do perigo do rebaixamento no Campeonato Brasileiro.”

Analise tática: “Nada de surpresas! Inter e Grêmio vieram nos seus conservadores modelos de jogo utilizando mais uma vez o 4-4-2 bem simplificado. A estratégia era nítida, o Grêmio tomando as ações da partida, já o Inter apostando nos contra-ataques, porém duas estratégias muito mal executadas. Faltou senso criativo e ambição para ambas as equipes! O que se viu foram equipes completamente estáticas e previsíveis! Porém tem um ponto que preciso destacar no clássico, que foi a consistência defensiva que as equipes apresentaram por alguns momentos dentro do jogo. Das poucas vezes exigidas, as equipes conseguiram diminuir os espaços, compactar a marcação, acertar a cobertura e a recomposição.”

Comentários finais: “Não gosto da filosofia nem de Celso Roth, nem de Renato Gaúcho! Pois acho dois técnicos extremamente conservadores e pragmáticos. Tanto Grêmio como Inter estão muito longe de apresentar um bom futebol, principalmente a nível de série A . Porém analisando de uma forma contextualizada, preciso deixar aqui meus elogios a ambos os treinadores que conseguiram minimizar alguns problemas de ambas as equipes, e hoje Grêmio e Inter são equipes que, se não brilhantes, estão conseguindo apresentar uma alta competitividade dentro das partidas.

Participação especial de Eduardo Ventura – Super Santa 1210 AM de Tubarão – SC:

“Em um clássico como o Grenal sempre se espera uma partida aguerrida, sinônimo de muitos cartões, lances polêmicos, divididas, ao melhor estilo do futebol gaúcho. A partida deste domingo era muito mais importante para o clube colorado do que para o tricolor, sem chances de conquistar o título, focado na Copa do Brasil e ainda com boas chances de conquistar a vaga na pré-libertadores, o tricolor entrou em campo de sangue doce, mas dominou as ações da partida de um colorado fragilizado e desesperado em pontuar para escapar da segunda divisão.”

“No geral pra mim não teve um jogador em destaque, mas gostei da postura e da atuação do zagueiro Kannemann. Eu esperava um pouco mais do Vitinho, artilheiro do colorado nas ultimas partidas, foi bem marcado e conseguiu pouco finalizar. No tricolor o jovem atacante Luan que, após voltar da seleção pré-olimpica, não tem sido mais aquele jogador agudo que busca o jogo, tem participado bem dos jogos, mas neste Grenal poderia ter ido melhor a ajudar o seu clube a conseguir a vitoria.”

“Faltam seis rodadas para o termino do campeonato brasileiro e todo o ponto conquistado pelo Internacional vai ser de suma importância para não cair pra segunda divisão, embora acho que ele não cai , pois tem melhorado o seu rendimento dentro de campo e teve uma sequencia boa de jogos em casa, incluindo a Copa do Brasil, na próxima rodada enfrentará um abatido Santa Cruz e com estádio cheio , pode botar na conta mais três pontos e a meta de se distanciar da zona vai sendo alcançada. No Grêmio, a missão é de pontuar para chegar novamente ao G-6, no sábado vem a Florianópolis enfrentar o Figueirense, que busca de forma desesperada e pra mim desordenada (por conta do seu presidente falastrão) sair da zona de rebaixamento, o efeito Avaí tomou conta do Scarpelli, ao Grêmio a melhor forma é tirar proveito desta situação, somar três pontos e seguir em seu objetivo de buscar a Libertadores, e pelo visto conseguirá.

Marco Aurelio (98 Posts)

Nascido dia 15/02/2000 em Blumenau. Sou repórter e comentarista da Rádio Web Esportiva e fotógrafo freelancer. Torcedor fanático do Figueirense e do Liverpool, mas com simpatia por vários outros clubes.


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta