Notícias

Sem categoria

Guia do Campeonato Brasileiro 2017 – Chapecoense

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Confira um pouco sobre a Chapecoense no Campeonato Brasileiro e como a equipe virá para a competição em 2017

Mais um ano entre as principais equipes do país. A Chapecoense encara 2017 como o ano mais difícil de sua existência. Após o desastre aéreo de novembro de 2016, muitos apostavam que o Verdão do Oeste se licenciaria das competições oficiais neste ano, visando a reorganização e a remontagem do clube. Com comissão técnica montada às pressas e grupo de jogadores totalmente novo, a Chape surpreendeu a todos levou o título estadual. Para o Brasileirão, a expectativa é manter-se na elite.

Ano após ano, a Chapecoense vem escrevendo sua história no futebol nacional. Com acessos consecutivos, o time alviverde chegou à série A em 2014. Com um trabalho sério e competente, liderado pelo saudoso presidente Sandro Pallaoro, a equipe galgou passos importantes nos anos que seguiram, e em 2016, conseguiu sua melhor campanha na história da competição, com a 11ª colocação e a inédita vaga à Libertadores da América, conquistada via Sul-americana.

Destaque

O grande destaque da Chape nesse ano tem sido o rápido entrosamento de seus jogadores. Com o grupo montado em 30 dias, a direção alviverde buscou atletas com identificação no “jeito de ser” chapecoense. Jogando com raça e determinação, a equipe surpreendeu no estadual, e pretende surpreender também na competição nacional. Como pontos fortes, destaca-se a boa fase dos laterais João Pedro e Reinaldo, as boas chegadas ao ataque dos volantes Luiz Antônio e Andrei Girotto, e a velocidade dos atacantes de lado de campo, Rossi e Arthur Caíke.

O treinador

O comandante alviverde é o experiente Vágner Mancini. Bastante rodado no futebol brasileiro, o técnico ficou famoso nacionalmente após ter vencido a Copa do Brasil com o Paulista, de Jundiaí, em 2005. Doze anos após a grande conquista de sua carreira, Mancini encara agora o grande desafio de sua vida; ajudar na reconstrução da equipe da Chapecoense, e fazer um time competitivo para a disputa do Brasileirão.

Chegadas

Vágner Mancini (T, Sem clube), Artur Moraes (G, Osmanlispor-TUR), Elias (G, Juventude), Jandrei (G, Tubarão), João Pedro (LD, Palmeiras), Apodi (LD, Sport), Zeballos (LD, Defensor-URU), Douglas Grolli (Z, Cruzeiro), Fabricio Bruno (Z, Cruzeiro), Nathan (Z, Palmeiras), Luiz Otávio (Z, Luverdense), Victor Ramos (Z, Vitória), Reinaldo (LE, São Paulo), Diego Renan (LE, Vitória), Amaral (M, Palmeiras), Moisés Wolschik (M, Grêmio), Andrei Girotto (M, Kyoto Sanga-JAP), Luiz Antônio (M, Flamengo) Dodô (M, Atlético MG), Nadson (M, Paraná), Osman (M, América MG), Rossi (A, Goiás), Arthur Caíke (A, Santa Cruz), Niltinho (A, Criciúma), Wellington Paulista (A, Fluminense), Túlio de Melo (A, Sport).

Saídas

Nivaldo (G, aposentado), Marcelo Boeck (G, Fortaleza), Rafael Lima (Z, América MG), Demerson (Z, Sarawak-MAL), Hyoran (M, Palmeiras).

Melhor Colocação: 11º lugar (2016)

Última Edição: 11º colocado

Time Base: (4-3-3): Artur Moraes; João Pedro, Douglas Grolli, Luiz Otávio e Reinaldo; Moisés Ribeiro, Andrei Girotto e Luiz Antônio; Rossi, Arthur Caíke e Wellington Paulista.

Craque do Time: Reinaldo.

Expectativa: Fugir do rebaixamento.

 

 

Derlei Alex Florianovitz (46 Posts)


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta