Notícias

Entrevistas

Ginasta da Seleção, Petrix Barbosa concede entrevista ao Esportes Mais

Kane

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Atleta da Seleção brasileira e do Vasco da Gama, Petrix Barbosa concede entrevista exclusiva ao Esportes Mais

Natural de São Paulo, Petrix Barbosa atualmente tem 24 anos e é atleta da Seleção Brasileira de Ginastica e do Vasco da Gama. Sua carreira começou aos sete anos, em São Bernardo do Campo, no clube MESC. Lá, vieram suas primeiras conquistas.

Petrix é um prodígio na ginastica. Desde pequeno, o paulista compete e vence em categorias superiores as suas. Com apenas 13 anos, mudou de clube, e foi para São Caetano do Sul, defender o clube SERC.

Com apenas 17 anos, virou integrante da SOP – Seleção Olimpica Permanente adulta. Desde então, venceu o campeonato sul-americano de ginástica artística, o troféu Brasil de ginástica artística, Copa Porto Rico, Jogos Pan-americanos de ginásticas artísticas, meeting de ginástica artística, campeonato brasileiro e tantos outros.

Com 1.78m, Petrix é um enorme para os ginastas, e mesmo assim, usa isso em seu beneficio. Seu principal aparelho é a barra-fixa, com ela conquistou diversas medalhas. Em 2016, foi um dos muitos que levou a tocha olímpica até o Maracanã – ainda deu um salto mortal com ela.

Confira a entrevista exclusiva que Petrix Barbosa concedeu ao Esportes Mais.

Clique na foto para acessar o site
Clique na foto para acessar o site

Iaco Lopes: Você nasceu em São Paulo, mas começou sua carreira pelo clube MESC, em São Bernardo do Campo, e com apenas sete anos. Quem te incentivou a entrar na ginástica?

Petrix: Comecei na ginástica porque minha irmã fazia. Fui assistir um treino dela e fui convidado a começar. Minha família inteira incentivou.

Iaco Lopes: Sua carreira começou muito cedo, e muitas vezes acabava competindo e vencendo em categorias acima das suas, como conseguia digerir tudo que acontecia com tão pouca idade?

Petrix: Boa pergunta! Pois isso era algo muito novo pra mim e fui me acostumando com isso. Achava que nunca ia perder, mas com o tempo, o corpo mudando, lesões, as coisas foram mudando e fui aprendendo que tinha que trabalhar cada vez mais para manter os resultados. Mas isso era muito motivante, pois sabia que poderia ter um bom futuro no esporte.

Iaco Lopes: Em 2010, quando se transferiu para o Flamengo, acabou encontrando o técnico Renato Araújo, o quanto ele é importante na sua trajetória?

Petrix: Todos são e foram muito importantes na minha construção. Acho que o Renato me deu mais liberdade para desenvolver o meu nível de dificuldade e com ele tive meus principais títulos.

Petrix Barbosa
Sergio Sasaki e Petrix Barbosa Vasco (Foto: Divulgação)

Iaco Lopes: É quase impossível falar em Petrix Barbosa e não lembrar de Sérgio Sasak, e vice-versa. Vocês são amigos desde a infância, qual a importância dessa amizade e como tratam ela profissionalmente?

Petrix: Verdade. Temos a mesma historia e percorremos o mesmo caminho… É muito bom crescer e treinar ao lado dele, sem dúvida isso nos fez crescer muito mais na ginástica.

 

Iaco Lopes: Petrix, sua altura é bastante elevada para o padrão da ginástica, quanto isso dificulta e como trata isso para não ser um obstáculo?

Petrix: Dificulta para manter o corpo firme e estável, pois tenho mais corpo e preciso fazer mais força para manter a postura e etc. Mas me ajuda muito na barra-fixa, que é o meu melhor aparelho. Penso só na parte boa!

Iaco Lopes: Seu nome é um tanto diferente, e em sua infância seus amigos lhe chamavam de Asterix e até mesmo de Tetris. Já passou alguma vez pela sua cabeça mudar de nome? Hoje, você gosta dele?

Petrix: Já! Várias vezes quando pequeno, porque sempre brincavam comigo! Mas eu gosto muito do meu nome. E tenho ciúme dele também. Já achei alguns na internet com o mesmo nome, mas acho que se algum dia conhecer alguém chamado Petrix, vou ficar feliz.

Petrix e Diego Hypolito com medalhas da Copa do Mundo de Cottbus, na Alemanha (Foto: Arquivo Pessoal)

Iaco Lopes: Você acabou não participando das Olimpíadas do Rio 2016, mas viu e comentou a competição. O que achou da atuação do Time Brasil na ginástica artística?

Petrix: Foi o melhor possível e imaginável. Algumas surpresas boas, inclusive! Eles estão de parabéns, e representaram o Brasil maravilhosamente.

Iaco Lopes: Quais suas expectativas e metas para 2017?

Petrix: Vou mudar muita coisa pra esse ciclo novo. Mas, pretendo ir já no próximo mundial, disputar finais e porque não uma medalha.

Iaco Lopes: Sua sala de troféus deve ser bastante grande, pois já foi 10 vezes campeão brasileiro no Individual geral, tanto no adulto, quanto nas categorias de base, já venceu o Jogos Pan-americanos em Guadalajara de 2011, conquistou o 2º lugar na barra fixa da Copa de mundo de ginástica em 2014 e entrou no top 10 no ranking mundial de 2014. Para você, qual sua conquista mais importante na carreira?

Petrix: O Pan-americanos em Guadalajara foi muito emocionante. Mesmo. Desbancamos os americanos pela 1ª vez e foi algo muito especial. Esses três titulos citados são os meus queridinhos, não consigo escolher um filho favorito. Quero mais “filhos”, isso sim! Hahaha.

Clique na imagem para acessar o site
Clique na imagem para acessar o site
Iaco Lopes (272 Posts)

Estudante de jornalismo na UFPB. Vascaíno nascido em João Pessoa-PB. 18 anos.


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta