Notícias

Futebol Brasileiro

Em entrevista, Brant dispara contra Campello: “Eu sou a tradição. Ele, a traição. Vai ter que dormir com isso”

Brant

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Em entrevista ao portal UOL, o candidato à presidência do Vasco ‘não poupou a língua’ falando sobre as eleições do clube

Em entrevista ao UOL, o candidato derrotado nas eleições do Vasco, Júlio Brant, falou pela primeira vez após a eleição a sua visão sobre o que aconteceu na sede náutica da Lagoa.

Brant chamou Alexandre Campello, atual presidente do Vasco, de traidor, desabafou e deixou claro que não vai desistir de se tornar presidente do clube. Além disso, falou sobre suas ideias que iria implantar caso tivesse ganhado a eleição.

Confira trechos da entrevista de Brant ao portal UOL.

“É impossível conviver com traidor. É uma falha de caráter inaceitável de um homem. Eu sou a tradição. Ele (Alexandre Campello), a traição. Vai ter que dormir com isso. E ficar por aí tentando explicar o que não consegue”, declarou Brant.

“Primeiro um processo que não é legítimo do ponto de vista do desejo do vascaíno. Isso está claro e retratado nas ruas. Estavam claramente entristecidos com o processo eleitoral do clube. Isso por si só já é suficiente para mostrar que a nossa torcida foi desrespeitada, independentemente da política pequena que houve. O desejo do sócio, que representava milhões de vascaínos, foi desrespeitado. E o resultado disso foi retratado no Maracanã [clássico contra o Flamengo]. Uma torcida pequena, desanimada, humilhada com gritos de “Fica Eurico” pela torcida rival. O retrato que vimos ali foi de humilhação por um processo eleitoral e político que não deu o resultado esperado. O esporte esperava”, afirmou.

Sobre a parceira do Cruzmaltino com o empresário Carlos Leite, Brant foi cirúrgico ao falar que não tem nada contra Carlos, mas sim contra o monopólio que existe.

“A predominância que toma conta do Vasco [Carlos Leite] é a mais óbvia, né? Você vê pela reação ali que continua o modelo. Não sou contra o empresário nem tive nada contra o Carlos Leite. Nunca falei nada contrário a ele. Agora, o que acho errado é que o clube seja franqueado por apenas um deles. Devemos abrir o clube para que outros empresários também possam trazer bons negócios ao Vasco. O mercado está aí e não posso lutar contra ele. Por entender o mercado bem, entendo que é uma decisão errada franquear o clube a um empresário. A principal marca dessa união é a presença do empresário de forma predominante dentro do clube. Além disso, o Eurico está lá presente. As pegadas dele estão no conselho fiscal do Campello. Os responsáveis por fiscalizar as contas do clube são todas pessoas ligadas ao Eurico”, finalizou.

Resultado de imagem para samuel eto
Créditos: The Independent

Além disso, o candidato a presidência também revelou os bastidores da conversa que teve com o camaronês Samuel Eto’o.

“A reunião com o Eto’o foi tudo na base da amizade. Meu voo tinha uma escala em Paris de uma reunião profissional que tinha na Europa. Aproveitei para falar com pessoas que conhecia e calhou do Eto’o estar no mesmo lugar, no mesmo dia. Marcamos um jantar para trocar ideia. Apresentei o Vasco para ele, a situação e conversamos. Ele gostou da ideia. Ele é conhecido e tirou várias fotografias. Alguém viu e deu a nota. Nós não anunciamos e nem tínhamos o interesse naquele momento. A receptividade foi boa, diga-se de passagem. Ninguém estava sabendo disso e o Campello quer usar esse fato para justificar o injustificável [presidente questionou e disse não saber do projeto]. Deveria ter ficado feliz, se inserir. Essa é a postura que deveria ter, de que fazer parte. Mesmo que haja um ruído, ele é pequeno. Me chama, me xinga e seguimos em frente. Agora, tudo em prol do maior. Fiz tudo pensando em anunciar assim que assumíssemos a gestão. Isso nos traria coisas positivas em todos os lados. Criaria um positivismo muito forte”

A entrevista completa está no portal UOL, que produziu e divulgou todas as falas.

Clique na imagem para abrir o site

Iaco Lopes (275 Posts)

Estudante de jornalismo na UFPB. Vascaíno nascido em João Pessoa-PB. 18 anos.


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta