Notícias

Sem categoria

Opinião: Moralmente, o São Paulo já está rebaixado

hor6030

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Clube do Morumbi pode permanecer na elite, mas…

… já não é mais o mesmo.

Neste último sábado(9), o São Paulo novamente tropeçou na dolorosa campanha deste Campeonato Brasileiro, o time já citado conseguiu abrir 2-0 diante da Ponte Preta. Mas de forma inimaginável conseguiu desperdiçar os três pontos com uma série de trapalhadas e patacoadas de sua ridícula defesa.

São Paulo
O comandante do barco são paulino que juntamente aos demais, está perdido. (Foto: Mauro Horita)

Este texto não envolve tanto a péssima conjunção que o São Paulo reproduz dentro de campo, mas principalmente como hoje, é um clube completamente desmoralizado. E muito por sua própria culpa.

A verdade é: ninguém respeita mais o São Paulo Futebol Clube, atualmente falando. Nem rivais, nem clubes grandes, médios ou até mesmo pequenos sentem o mínimo medo ao enfrentar um clube tão glorioso e vencedor de outrora.

E esse apequenamento moral, muito se reproduz pelo que é feito fora de campo, por sua diretoria e presidência mesquinha e arrogante, por sua oposição aproveitadora e que nada se difere da situação.Por blogueiros, páginas e conselheiros que tem seus respectivos apoios facilmente comprados.

O São Paulo é o clube onde não existe mudança, nem visualização da mesma. Temos o mesmo grupo político o comandando desde a época do falecido (e nada santo) Juvenal Juvêncio. Mesmo com divergências entre eles em alguns casos, eles seguem por lá. Brigando cada dia mais e mais por um poder a mais, uma influencia maior. E matam o clube.

O clube que antes era destaque por administrações competentes e até mesmo pouco chamativas, sem confusões, escândalos e problemas internos. Hoje, é o campeão em quase todos os quesitos. É normal saber que dirigentes saíram no soco ou até mesmo indiretas são soltadas em entrevistas entre pessoas que representem o clube, dentro de campo ou não.

É normal, ser eliminado por um clube pequeno dentro de casa, sofrer uma goleada acachapante por um rival. Hoje, somos o rei do morre-morre. O clube que ressuscita defuntos – como a Ponte Preta que estava em crise ou o Coritiba completamente desfalcado. É normal um clube que bateu recorde de tempo sem sofrer gols há dez anos, ter a segunda pior defesa do campeonato.

Léo Gamalho festeja o empate da Ponte no Morumbi (Foto: Mauro Horita)
Onde Léo Gamalho faz o que quer, não existe respeito. (Foto: Mauro Horita)

Filosofia? Plano de jogo? Coisas completamente ignoradas por todos. O São Paulo não consegue ficar com o mesmo técnico por um ano inteiro, e a diferença de como eles pensam o futebol e tem suas convicções é gigantesco – afinal, mudamos de Bauza, para Ricardo Gomes e em seguida Rogério Ceni, e pouco depois Dorival Júnior. Me responda: O que um tem em comum com o outro? Absolutamente nada.

Todos os caminhos nos levam ao fracasso e humilhações, e todos tem culpa. Do presidente ao zagueiro desgraçado que mais se destaca por seu fair play do que por conseguir vencer uma disputa aérea. Do técnico pardal ao jogador que usa o time como preparação para a sua seleção.

Infelizmente, ninguém nos respeita.

Existe uma palavra, que se chama “personificação“, que significa: indivíduo que representa, simboliza ou faz lembrar alguma coisa abstrata. Nós, somos a “clubeficação” da bagunça, do fracasso, da imoralidade, do desrespeito que os rivais tem conosco. E como já se dizia em seu hino: Salve o Tricolor Paulista.

Clique na imagem para acessar o site
João Carneiro (144 Posts)


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta