Notícias

NFL

Green Bay Packers e Minessota Vikings fazem duelo divisional no último MNF

Packers e Vikings é importante partida divisional que vai acontecer nessa segunda (23)

A reta final da temporada regular da NFL tem seu encerramento nessa segunda feira, 22, com mais um duelo de divisão, dessa vez da NFC North, com um confronto que promete, entre Green Bay Packers e Minessota Vikings. O triunfo para cada um dos lados pode configurar vários cenários para os playoffs de cada equipe e a derrota outros cenários.

A partida acontece no U.S. Bank Stadium, casa do Vikings, e tem seu kickoff marcado para as 22h15 no horário de Brasília e com transmissão exclusiva da ESPN e quem quiser e tiver a disposição do Game Pass poderá acompanhar esse jogão que irá definir os rumos da NFC North. Com vitória do Packers, o mesmo garante a divisão e sonha com seed 2, folga na primeira rodada de playoffs, caso tenha a vitória do Vikings e mais uma derrota do Packers, o Vikings garante a divisão e empurra o rival para o wildcard.

Mesmo com campanha 11-3, o Green Bay Packers ainda precisa se provar

A campanha do Green Bay Packers está muito além das expectativas. O time teve uma troca considerável em seu staff técnico, sendo que o principal cargo o de head coach, ocupado pelo calouro Matt LaFleur, então coordenador ofensivo do Tennessee Titans.

As mudanças no ataque que eram tão esperadas no Packers, aconteceram, todavia, não da forma esperada. O setor ainda não tem uma identidade definida, sendo focada em uma estrategia de jogo. Mesmo assim, o Packers consegue vencer, mesmo sem convencer e LaFleur com a marca de 11-3 entra para a história do Packers como o primeiro head coach da franquia a conquistar esse feito no primeiro ano de trabalho.

O time vem de três vitórias seguidas, contra New York Giants, Washington Redskins e no último domingo contra o maior rival de divisão o Chicago Bears, por 21 a 13. Nessa partida, o quarterback Aaron Rodgers teve uma atuação apenas regular, sendo o suficiente para fazer o ataque do Packers andar e pontuar. Já o destaque maior fica por conta de mais uma excelente atuação do running back Aaron Jones, que teve 13 toques na bola, produziu 51 jardas e anotou dois touchdowns.

GREEN BAY PACKERS
Aaron Jones quebrando tackles e correndo algumas jardas, completando 51 terrestres e dois touchowns marcados Foto: Wisconsin State Journal

E para o confronto complicado contra o Vikings, o ataque do Packers tem que ser mais efetivo e menos travado. Apesar de ter um dos ataques mais prolíficos na redzone, sendo o segundo melhor, com conversão de 68.8% em touchdown. Contudo, os problemas do ataque estão em outros lugares do campo, principalmente quando equipe sai do campo de defesa, chega no meio e dai em diante muitas das vezes não consegue avançar, principalmente no segundo tempo dos jogos.

Ou seja, o ataque terá que fluir melhor, tendo Aaron Jones e o wide receiver Davante Adams como os focos desse ataque e sempre que puder aparecer, os wide receivers Jake Kumerow e Allen Lazard poderão ser usados em jogadas chaves da partida. Fazendo isso, a facilidade de chegar na redzone será maior e o Packers poderá pontuar e vencer o jogo, sendo esse o primeiro no novo estádio do Vikings.

Com boas atuações de Kirk Cousins, Minessota Vikings ainda sonha com a conquista da NFC North

O Minessota Vikings também vem embalado para o confronto contra Green Bay. Mesmo com um ínicio de temporada complicado, o Vikings conseguiu resolver seus problemas, em especial no ataque e assim conseguiu vitórias importantes, e o mais engraçado disso é que foi justamente numa derrota para o adversário dessa segunda feira, que as coisas começaram efetivamente a mudar.

Com a melhor utilização do running back Dalvin Cook, o ataque do Vikings conseguiu se acertar e o questionado quarterback Kirk Cousins teve atuações importantes em jogos com pressão altissíma. Assim, o time chegou a 10-4, sendo que no último domingo atropelou o combalido Los Angeles Chargers fora de casa por 39 a 10, com boa atuação do ataque, mas o destaque maior ficou por conta da defesa. Nesse jogo a defesa do Vikings teve três interceptações, três sacks, cinco fumbles, sendo quatro recuperados e seis tackles para perda de jardas, atrás da linha de scrimmage.

Defesa do Vikings recuperando um dos cinco fumbles forçados pela equipe no confronto contra o Los Angeles Chargers, com direito a um vitória de 39×10 de Minessota. Foto: Jayne Kamin-Oncea

 

E para tentar melar as pretensões do rival de divisão, o Vikings terá que se sobrepor há alguns problemas, em especial as lesões. Davin Cook já está descartado e o cornerback Xavien Rodhes é dúvida e pode também estar fora do jogo. Para vencer o Packers, o jogo terrestre terá que ter uma atuação significativa, mesmo sabendo que não terá uma produção absurda de Cook, porém que seja suficiente para ajudar Cousins em jogadas importantes da partida.

Contudo, o que pode fazer ainda mais a diferença para o Vikings é uma atuação excelente da defesa. Se conseguir gerar pressão e fazer uma boa marcação nas principais peças do Packers, Minessota pode deixar o ataque o Packers em apuros. Com isso, Rodgers terá um trabalho dobrado e terá que analisar melhor as jogadas que irá fazer e assim a defesa do Vikings pode se aproveitar, forçando turnovers importantes para sua vitória.

Meu palpite é de um jogo com placar apertado e decidido nos últimos segundos da partida. Se Cook jogasse eu colocaria um certo favoritismo do Vikings, porém sem ele, o Vikings poderá ter uma partida mais igual com o Packers e assim não descarto que Aaron Rodgers e companhia consiga a primeira vitória no novo estádio do Minessota, coloco aqui um placar de 27×24 a favor do Packers.

Esportes Mais

Facebook

Deixe uma resposta