Notícias

Futebol Brasileiro

Com estilo diferente, Atlético Paranaense recebe o Grêmio na Arena da Baixada

images

Sem Fernando Diniz, Furacão e Tricolor se enfrentam pela primeira vez após o ‘duelo tático’ que as equipes protagonizaram no primeiro turno da competição

Atlético Paranaense e Grêmio se enfrentam neste sábado às 19h00 (horário de Brasília) na Arena da Baixada em Curitiba, partida válida pela 21ª rodada do returno do Brasileirão. O duelo marca o reencontro daquele que foi um dos melhores 0 a 0 dos últimos anos. Furacão teve a semana de descanso forçado e Grêmio vem com time reserva.

Na segunda rodada do Brasileirão, no início da temporada, Tricolores e Rubro-negros protagonizaram um 0 a 0 eletrizante na Arena do Grêmio em Porto Alegre. Então sob o comando de Fernando Diniz, o Furacão não se intimidou com a equipe de Renato Portaluppi e praticou um bom futebol, com cerca de 69% de bola rolando e mais de 600 passes trocados entre as duas equipes. As melhores chances de gol foram da equipe gaúcha, mas o empate sem gols foi muito comentado devido a postura da equipe Paranaense que não abdicava da posse de bola com passes longos e chutões.

Não durou muito o encanto do futebol exigido por Fernando Diniz, após o duelo, o Atlético ainda goleou a Chapecoense por 5 a 1 e fez uma excelente partida contra o Newell’s Ols Boys da Argentina vencendo por 3 a 0 pela Copa Sul-Americana, mas aos poucos os defeitos foram aparecendo. No duelo contra o Palmeiras, a equipe rubro-negra então invicta no ano, errou na saída de bola que deixou o Palmeiras na boa para marcar. Questionado sobre o estilo, Fernando Diniz manteve a convicção e sustentado pela diretoria do Atlético, se manteve até a parada para Copa do Mundo.

O treinador saiu do Atlético com o pior aproveitamento da história do clube, apenas 34% com cinco vitórias, sete empates e nove derrotas em 21 jogos. No retorno do campeonato após a pausa para a Mundial, o técnico da equipe de aspirantes e campeão Paranaense de 2018 com o time B assumiu o cargo. Tiago Nunes, de apenas 38 anos, pegou a equipe na vice lanterna da competição e até aqui acumula quatro vitórias, três empates e uma derrota.

Descanso forçado

No meio da semana, o Atlético enfrentaria a Chapecoense pela 20ª rodada na abertura do segundo turno do Brasileirão, a partida aconteceria na quarta-feira, às 19h30 na Arena Condá em Chapecó, oeste de Santa Catarina. Devido a trajetória dos aviões convencionais com parada em São Paulo antes de voar para cidade catarinense, o Furacão fretou um voo particular e saiu de Curitiba na terça-feira de manhã. O mau tempo em Chapecó, com neblina e baixa visibilidade, fizeram o Furacão abortar o pouso e após outra tentativa em Passo Fundo-RS (cidade a 140km do local da partida), onde o avião também não recebeu permissão para pousar por conta da péssima qualidade do aeroporto local, a equipe retornou para capital paranaense.
No dia do confronto, o Atlético tentou voar novamente para Chapecó, mas o aeroporto local continuava a não receber pousos devido à baixa visibilidade causado pela neblina. Após certa indefinição e até mesmo tensão, pois algumas informações surgiam de que a partida aconteceria e o Furacão poderia levar W.O, a CBF anunciou a mudança de data para a partida par ao dia 13 de setembro.
A mudança prolongou o tempo de preparação para equipe de Nunes, que terá pela frente três duelos em casa e a missão de sair da incomoda zona de rebaixamento. Grêmio (25 de agosto), Vasco (29 de agosto) partida adiada da 17ª rodada e Bahia (2 de setembro). Invicto há quatro jogos, o Furacão deve repetir a escalação que bateu o Flamengo no último fim de semana. Marcelo tem previsão para retorno nas próximas duas semanas, Paulo André e Thiago Heleno ainda com dores seguem de fora.

Grêmio dividindo as atenções

Com duelo decisivo pelas oitavas de final da Copa Libertadores da América contra o Estudiantes La Plata na próxima terça-feira em Porto Alegre, a equipe de Renato Portaluppi deve ter sua equipe reserva em campo contra o Furacão. O tricolor Gaúcho perdeu a partida de ida por 2 a 1 na cidade de Quilmes, região metropolitana de Buenos Aires, e agora precisa reverter a diferença de um gol para avançar na competição. Mas não pense que será uma partida tranquila para equipe da casa, o time ‘reserva’ do Grêmio já provou seu valor ao bater o Vitória por a 4 a 0 na Arena no Grêmio e vencer o Flamengo (também com equipe reserva) por 1 a 0 no Brasileirão.

Considerando os confrontos desde 1959, quando o Brasileirão foi unificado, Grêmio e Atlético Paranaense se enfrentaram 50 vezes pelo campeonato nacional. O tricolor é o maior vencedor do duelo com 25 vitórias e 69 gols marcados, enquanto o rubro-negro venceu 10 vezes e marcou 43 gols. No último confronto das equipes jogando em Curitiba, o Grêmio venceu por 2 a 0 com gols de Luan e Lucas Barrios.

Ficha técnica: Atlético Paranaense x Grêmio

Data: 25 de agosto (sábado);
Hora: 19h00 (horário de Brasília);
Estádio: Arena da Baixada, Curitiba-PR;
Transmissão: Sportv (menos PR) e Premiere;

Prováveis escalações:
Atlético-PR: Santos; Jonathan, José Ivaldo, Léo Pereira e Renan Lodi; Wellington e Lucho González; Marcinho, Raphael Veiga e Nikão; Pablo. Téc: Tiago Nunes

Grêmio: Paulo Victor; Leonardo, Paulo Miranda, Bressan e Marcelo Oliveira; Cícero, Thaciano, Marinho, Douglas e Alisson; Jael. Téc: Renato Portaluppi

Roma
Clique na imagem para acessar o site

Deixe uma resposta