Notícias

Futebol Brasileiro

Lucas Fonseca: “Fator externo não deveria interferir no resultado do jogo”

IMG_20181007_001849

Bahia é prejudicado pela arbitragem e vê Grêmio empatar no fim

Bahia foi ao Rio Grande do Sul para tentar surpreender o Grêmio, a equipe baiana vinha motivada pela classificação na Sul-americana frente ao Botafogo. E em campo começou melhor e saiu na frente com o Elber, após lance originado por um lateral, Nilton desviou e o atacante cabeceou no segundo pau.

O Grêmio pressionou o Bahia durante o primeiro tempo, porém sem ser efetivo. O Bahia se fechava bem e marcava com equilíbrio.

Bahia amplia, mas o Grêmio reage

O segundo tempo continuou da mesma maneira, até o juiz mostrar o segundo amarelo para o Jackson em um lance de falta do jogador do Bahia. Mas o Bahia não se abateu e conseguiu o segundo gol novamente com Elber, aproveitando chute cruzado de Zé Rafael.

O Grêmio melhorou do meio para o fim do segundo tempo, Alisson lançou e Capixaba marcou o gol para os sulistas. Perto do fim de jogo, o juiz viu uma falta de Gregore em cima do Marinho dentro da área, Jael converteu o pênalti, e encerrou a partida em empate.

Após a partida, jogadores do Bahia reclamaram dos erros da arbitragem, tanto no lance da expulsão, quanto no lance do pênalti não marcado a favor do Grêmio.

Lucas Fonseca em entrevista ao SporTV no fim do jogo

– Eu diria que a gente, não é nem fazer história, estamos chegando em um nível no futebol brasileiro, que fator externo não pode influenciar no resultado do jogo.

– Ainda mais num país que parou no tempo do futebol, tem coisa que não podemos falar, e não podemos chegar num jogo desse com a gente precisando do resultado, claro eu não tenho capacidade de julgar a arbitragem. Eu não sei como é a preparação deles, mas num jogo desse difícil, precisando do resultado, estávamos conseguindo.

– Teve o lance do Jackson que ele deu o segundo amarelo e expulsou ele, teve inúmeras faltas do Grêmio do primeiro tempo, para nós cada “faltinha” era cartão, então é difícil, o jeito deles abordarem os jogadores.

No começo do ano foram uma comissão de arbitragem falar para nós sobre o VAR, o comportamento dentro de campo, que eles falam que orientam o árbitro em relação a isso, e dentro de campo é difícil para a gente se controlar diantes de umas situações, tratar uma equipe de uma maneira, e a outra de outra maneira. Infelizmente é isso aí.

Vice-presidente, Victor Ferraz também criticou a arbitragem pelas redes sociais:

– ATENÇÃO @CBF_Futebol , mais um escândalo na arbitragem brasileira. Qual a providência que irão tomar? Vão se calar mais uma vez? Vao continuar se esquivando da implementação do VAR? O futebol brasileiro agoniza. Parabéns! – escreveu o dirigente

Roma
Clique na imagem para acessar o site

Deixe uma resposta