Notícias

NFL

Top 10 NFL! Os favoritos ao Super Bowl estão aparecendo.

DPNDjXSVQAAgI1A.jpg large

A rodada da NFL escancara favoritos e decepções

Olá fãs da NFL! Com os playoffs cada vez mais próximos os favoritos para chegar ao Super Bowl começam a aparecer, enquanto times promissores no início da temporada mostram a verdadeira cara. Tivemos um jogo no México, dois jogos que foram para a prorrogação, uma virada espetacular e dois candidatos ao Super Bowl se enfrentando.

A semana 11 trouxe grandes partidas e muito questionamentos sobre o futuro de alguns times, então vamos aos destaques da NFL!

#10 Defesa dos Ravens deixa Packers sem pontuar em casa pela primeira vez em 10 anos.

O Green Bay Packers vinha de uma vitória importante, com o seu jovem QB dando sinais de melhora e a torcida cultivando esperanças do time chegar aos playoffs mesmo sem Aaron Rodgers. Todo esse ânimo acabou no primeiro drive quando o ataque chegou na redzone e Brett Hundley foi interceptado em um passe que não deveria ter sido feito. Foi o primeiro de três que a defesa de Baltimore conseguiu no jogo.

Os Ravens estão crescendo na temporada. Muitos diziam que o ataque estava na beira do abismo e a defesa ficou velha, olha só como estavam errados. O time forçou 5 turnovers (3 INT e 2 Fumbles recuperados) e sackou o QB 6 vezes enquanto o ataque de Baltmore tentava se encontrar na partida para conseguir pontuar e fechar a partida. O time ainda precisa se preocupar com o desempenho ofensivo, mas a defesa realmente está de parabéns e pode levar esse time aos playoffs.

#9 Eagles domina Cowboys e afunda as esperanças de Dallas.

NFL

Quando Ezekiel Elliot divulgou que iria acatar a suspensão de 6 jogos imposta pela NFL, a cidade de Dallas sentiu uma leve pressão e até receio do futuro do time na temporada, mesmo com Dak Prescott comandando o ataque. Podemos dizer que os pesadelos se tornaram realidade. Prescott sucumbiu a pressão de carregar o ataque nas costas e teve uma noite para esquecer ao lançar 3 interceptações e ainda sofrer um fumble que foi retornado para TD. O jogo corrido não foi ruim, o maior problema do time está na sua linha ofensiva que perdeu o LT Tyron Smith e vem sofrendo para proteger o QB.

O melhor time da NFL é o Philadelphia Eagles, o que me causa certas dúvidas existenciais. O time tem o melhor recorde da NFL, um QB jovem que faz jogadas incríveis todas as semanas, um ataque potente em todos os sentidos e uma defesa dominante, é uma fórmula que geralmente termina em Super Bowl. Precisamos destacar o RB Jay Ajayi, que caiu como uma luva no time e foi o melhor corredor em campo.

#8 Patriots domina mesmo em outro País.

Todo aquele medo e dúvidas envolvendo o New England Patriots no início do ano parece ter dissipado completamente depois que o time viajou para a Cidade do México e dominou o Oakland Raiders. Tom Brady continua no auge da sua carreira e não parece que vai piorar tão cedo enquanto a defesa se acertou e conteve um ataque teoricamente potente. Brandin Cooks se tornou a principal arma do time no jogo aéreo e parece ter uma sintonia incrível com Brady.

Tem time que decepcionou mais que os Raiders? No começo do ano muitos analistas estavam colocando a equipe no Super Bowl e até falaram que poderiam iniciar uma dinastia graças ao QB Derek Carr e LB Khalil Mack. Agora os Raiders estão longe dos playoffs e jogando mal ofensivamente e, especialmente, defensivamente. A crise é tanta que o coordenador defensivo foi demitido e o setor passará por uma reestruturação no meio da temporada, enquanto o ataque continua sofrendo para concluir jogadas.

#7 Broncos esqueceu como ganhar.

Semana 6. Sunday Night Football. Denver Broncos enfrentava um New York Giants em crise e acaba sofrendo uma derrota surpreendente. Desde então o time nunca mais ganhou. Os Broncos estão com sérios problemas na posição mais importante do esporte, de fato, mas o ataque foi montado para correr com a bola e nem isso estão conseguindo fazer. A defesa está muito abaixo do esperado e isso foi visível contra o ataque dos Bengals, um dos menos explosivos da liga.

Cincinnati fez o suficiente para vencer a partida, o que tornou esse jogo bem difícil de assistir. O ataque tinha dificuldade para andar, especialmente o RB Joe Mixon, que conseguiu menos de 50 jardas terrestres em 20 corridas! Andy Dalton foi… Andy Dalton. Um QB na média, que consegue derrotar times fracos e tem dificuldade quando realmente importa. Palmas para o WR Alex Erickson que conseguiu seu primeiro TD na carreira e foi uma grata surpresa para um ataque que precisa desesperadamente de mais alvos além de A.J Green.

#6 Enquanto eu escrevo, mais uma interceptação para os Chargers.

O que dizer de um time que troca o seu QB titular que não vem jogando mal por um calouro e não consegue dar uma explicação razoável para justificar a mudança? O que dizer quando esse calouro, o QB Nathan Peterman, lança 5 interceptações no primeiro tempo e é substituído no intervalo? Realmente… não tenho muito a dizer. Foi uma partida vergonhosa do Buffalo Bills que deixa o time de pernas para o ar e sem sabe o que fazer com a posição mais importante do Futebol Americano?

Mérito total para a defesa dos Chargers. Eles pressionaram o jovem Peterman constantemente e fez ele pedir pela mãe durante o jogo (essa última parte pode não ser totalmente verdade). Joey Bosa aterrorizou qualquer QB que estava na frente dele, seja Peterman ou Taylor, e foi uma peça fundamental para forçar os erros adversários e deixar o ataque de Los Angeles em ótima posição para humilhar o adversário. Ofensivamente o time foi muito bem, especialmente com a consistência de Philip Rivers e uma ótima diversidade no jogo corrido. Os Chargers estão começando a sonhar com uma ida aos playoffs.

#5 Onde anda os Chiefs?

Alguém lembra da época em que os Chiefs eram favoritos para ir ao Super Bowl? Quando o time estava 5-0 e Kareem Hunt parecia o MVP temporada depois de conseguir mais de 100 jardas em todas as partidas que jogou? Esse tempo se foi e agora o time está 6-4 depois de perder para os Giants na prorrogação. O pior de tudo é que a equipe de Kansas era melhor na partida e acabou perdendo para si mesmo. Tentavam jogas excêntricas com frequência, muitas vezes sem sucesso (uma delas foi um passe do TE Travis Kelce, que acabou interceptado). Se o time tivesse jogado mais sério, construído drives de uma maneira mais simples, provavelmente teriam vencido a partida. Lembre-se de que o último time que perdeu pra os Giants não conseguiu mais vencer na temporada…

A defesa de New York decidiu aparecer, depois de boatos de que o time estava insatisfeito com o técnico e o ambiente entre jogadores e comissão técnica estava pesada. Conseguiram forçar turnovers e deixar o ataque em posição para pontuar o mínimo necessário, o que foi suficiente para sair com a vitória. Coitado do QB Eli Manning, que não vem jogando bem muito por causa da falta de alvos. O melhor recebedor do time foi Roger Lewis e eu nem sei se ele realmente existe.

#4 Saints vira em jogo sensacional.

O New Orleans Saints entrou na partida contra o Washington Redskins como um dos favoritos para representar a NFC no Super Bowl, porém no 4o quarto o time se via perdendo por dois posses e prestes a ser derrotado. Foi ai que entrou a estrela de um dos melhores QBs de todos os tempos. Drew Brees liderou o time nos minutos finais e empatou a partida, forçando a prorrogação. Ai quem assumiu foi o RB Mark Ingram, que correu para mais de 50 jardas no tempo extra e deixou o ataque em posição para chutar um Field Goal curto e vencer a partida. A dupla de RBs Ingram e Alvin Kamara foram responsáveis por mais de 200 jardas ofensivas e novamente tiraram o peso das costas de Drew Brees.

Coitado dos torcedores dos Redskins. O time está jogando bem e o QB Kirk Cousins teve uma de suas melhores partidas na carreira, mas as várias lesões no ataque e recebedores falhando em momentos cruciais foram críticos para Washington perder e tornar uma ida aos playoffs muito mais difícil. A defesa acabou falhando na reta final quando só precisava segurar o resultado, especialmente quando uma falta desnecessária anulou uma interceptação que fecharia o caixão. Coitado dos torcedores dos Redskins.

#3 Uma grande defesa sempre derrota um grande ataque.

Nunca na história dos Super Bowls um time jogou a final da NFL em casa. O Minnesota Vikings tem tudo para ser o primeiro. O time enfrentou os Rams, que possui um dos melhores ataques da liga, e conseguiu sufocar o adversário para sair com uma vitória importante e praticamente carimbar a equipe nos playoffs. Minnesota tem uma defesa incrível que não deixa o ataque adversário respirar, e a história não foi diferente. Case Keenum continua fazendo um trabalho incrível como QB dos Vikings, mas o melhor jogador sem dúvida é o WR Adam Thielen. O recebedor é um alvo de confiança, consegue sempre converter descidas importante e possui uma consistência que você só ver nos melhores da liga, ele é uma estrela!

Nada está perdido para os Rams. O time sofreu uma derrota difícil e vai precisar se reagrupar para entender o que deu te errado com esse ataque tão explosivo e corrigir. A defesa fez tudo que pôde, mas chega um momento que o ataque precisa ficar em campo e pontuar, o que não aconteceu. Quando você consegue anular Todd Gurley e deixar o jogo nas mãos do QB Jared Goff, os defeitos começam a surgir. Goff está tendo uma temporada muito boa e é uma das razões do time estar próximo de ir aos playoffs, mas ele ainda é jovem e tem pontos importantes a melhorar.

#2 Jay Cutler implode junto com o ataque dos Dolphins.

Que o Miami Dolphins tem o pior ataque da NFL todo mundo já sabe, mas a performance em casa contra um Tampa Bay Buccaneers jogando com o QB reserva deve ter sido uma das piores da equipe nos últimos anos. Jay Cutler lançou 3 interceptações e depois sofreu uma concussão que o tirou da partida. Matt Moore entrou em seu lugar e até chegou a empatar a partida, mas a defesa não segurou e o Buccaneers marcou um Field Goal nos minutos finais para selar a derrota de Miami.

Tampa Bay consegue jogar melhor com o Ryan Fitzpatrick do que com Jameis Winston. O time venceu os últimos dois jogos graças ao trabalho dele e da defesa que está forçando turnovers e deixando o ataque em posição para marcar pontos. Isso não deve gerar algum questionamento sobre se Winston deve voltar a ser titular depois de se recuperar da lesão no ombro, todo mundo sabe que ele é melhor, mas é interessante ver o ataque fluindo melhor sem o titular.

#1 Bears perde e Cairão da massa está de volta.

A única coisa boa da derrota dos Bears é que forçou o time a trocar de kicker e contratar o paulista Cairo Santos. O time estava caminhando para uma vitória surpreendente sobe o Detroit Lions mas acabou cedendo a virada no fim da partida. Chicago estava próximo o suficiente para tentar um field goal e levar a partida para a prorrogação, mas o K Connor Barth errou feio o chute e acabou cortado pelo time no dia seguinte, abrindo caminho para a volta do zica das bicudas, Cairo Santos.

Os Bears começaram muito bem a partida mas foram vacilando conforme o jogo seguia. RB Jordan Howard foi excelente, correndo para mais de 100 jardas, e o QB calouro Mitchell Trubisky teve um dos seus melhores jogos na carreira, especialmente no fim quando empatou o placar em 24-24 em um drive e deixou o time em posição para fazer um field goal no fim quando estava 27-24.

Detroit continua alimentando esperanças de uma ida aos playoffs graças a essa vitória. Mathew Stafford, o QB mais bem pago da NFL, colocou o ataque nas costas depois que ele percebeu que o jogo corrido não ia funcionar (menos de 3 jardas por corrida na partida) e fez boas jogadas com o WR Marvin Jones para garantir a vitória e um recorde respeitável de 6-4.

 

Vince Lombardi de Ouro:

Cairo Santos. Bem vindo de volta a NFL! Continue representando o Brasil e sendo um grande embaixador para esse esporte maravilhoso no nosso País. Mark Ingram também merece por causa da sua performance na prorrogação para garantir a vitória dos Saints.

Vince Lombardi de Lata:

Jay Cutler. Esse QB acabou com meu domingo ao lançar 3 interceptações e acabar com as chances do meu Dolphins ter qualquer semblante de respeito na temporada. Estou azedo, me deixa.

Vince Lombardi de Lixo:

Nathan Peterman. 5 interceptações só no primeiro tempo. Preciso dizer mais algumas coisa?

Deixe uma resposta