Notícias

Sem categoria

EU LCS – Resumo do Dia 1, Semana 1

LCS

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

H2K confirma favoritismo diante da Origen; atual campeã G2 sofre, mas bate surpreendente Fnatic por 2 a 1

Enfim a LCS começou! O maior torneio de LoL do ocidente estreou nesta quinta-feira (19) sua divisão regional europeia com dois grandes jogos: H2K x Origen e G2 Fnatic.

A H2K tinha a responsabilidade de espantar as dúvidas que revolvem sua rota inferior e teve pela frente um adversário que não ofereceu resistência. O desempenho da Origen não foi abaixo do esperado, visto que o time se reestruturou completamente com jogadores que não competem no mesmo nível da elite europeia. A vitória teve seus percalços, porém em nenhum momento a H2K pareceu perder o controle das partidas. Jankos e Odoamne corresponderam às expectativas e contaram com grandes atuações da Syndra de Febiven para consolidar a vitória em ambas as partidas da série.

Os grandes holofotes estavam mesmo voltados para a série seguinte. A atual campeã G2 eSports enfrentou a Fnatic, franquia mais vitoriosa da Europa, numa série eletrizante. O primeiro jogo deixou algumas decepções em torno da Fnatic, principalmente quanto ao desempenho do estreante Caps. A inexperiência do jovem dinamarquês foi explorada pelo veterano Perkz que, com o uso global de sua Taliyah, comandou a G2 para a primeira vitória da temporada. O segundo jogo mostrou a Fnatic que espero ver mais em 2017: controlar as ações no início do jogo, atravessar a fase de rotas sem maiores sustos e vencer a partida coordenando boas lutas. Caps se recuperou de um primeiro jogo ruim e mostrou que seu Ryze pode ser muito eficiente se sobreviver o suficiente. Porém, toda a empolgação com o desempenho promissor da Fnatic veio abaixo quando Trick liderou a G2 a uma incrível reviravolta no terceiro jogo, usando seu Ivern para controlar as ações de Amazing na selva e garantindo todos os objetivos neutros para sua equipe.

Os jogos:

H2K x Origen:

No primeiro jogo, a H2K apostou nas ações do Kha’Zix de Jankos para vencer. A partida começou logo com o primeiro do abate do “First Blood King”. A pressão na rota inferior garantiu ao time o abate e a torre logo no início do jogo, garantindo o controle na transição de saída da fase de rotas. A ressalva fica por parte do desempenho do duo da H2K, Nuclear e Chei, que mesmo com toda a pressão favorável a eles exercida na rota inferior, não conseguiram explorar nenhuma vantagem no dois contra dois. Considerando que a H2K almeja seu primeiro título de LCS esse ano, é de se esperar que o time seja capaz de explorar vantagens em igualdade numérica contra um adversário muito mais fraco, como a Origen.

E de onde mais viria a solução, se não do topo? Odoamne mais uma vez mostrou porque é um dos melhores jogadores na sua posição no mundo e soube explorar muito bem sua prioridade de rotação para garantir lutas favoráveis à H2K. A movimentação inteligente do topo romeno culminou em uma boa luta para a H2K aos 28 minutos de jogo, onde conseguiram o barão. Daí em diante, a vantagem era clara, e com a base da Origen completamente destruída, ficou fácil concluir o jogo aos 35 minutos.

A Origen sabia que precisava jogar mais, e soube respeitar o Kha’Zix de Jankos, banindo-o para a segunda partida. O estreante coreano NaeHyun surpreendeu escolhendo o campeão Ekko para a segunda partida, e passou por maus bocados na fase de rotas mais uma vez contra a Syndra de Febiven. A opção por dois teleportes no lado da Origen também se mostrou uma solução criativa, conferindo mais expansividade e presença global ao time, que conquistou o primeiro abate e o primeiro dragão da partida. A H2K respondeu com uma boa ação de Jankos e Odoamne na rota do topo, garantindo dois abates e a primeira torre. A Origen rotacionou então, para a parte de baixo do mapa, garantiu seu segundo dragão na partida e um abate no suporte da H2K, Chei. O jogo parecia caminhar bem para a Origen, até que Wisdom, aparentemente distraído na jogada, morreu e entregou toda a vantagem para a H2K, que converteu o abate em pressão até a luta seguinte, onde conseguiu 4 abates e 2 torres na rota do meio.

A H2K continuou seu cerco pelas torres de rota da Origen até iniciar o barão. O jogo parecia encaminhado, mas uma bela jogada de NaeHyun garantiu o roubo de barão para a Origen. Foi o suficiente para conter a pressão adversária, porém não por muito tempo. A superioridade estratégica dos comandados de Prolly foi fundamental para que a H2K mantivesse o controle da partida e conseguisse arrastá-la até o próximo bônus do barão que, dessa vez, foi executado sem maiores complicações. Bela vitória da H2K, porém o desempenho da rota inferior não foi o suficiente para espantar as dúvidas.

G2 x Fnatic:

A primeira grande série do ano veio logo no primeiro dia. A G2 se impôs no primeiro jogo desde o começo, garantindo o primeiro abate na rota do meio após bela ação de Perkz e Trick. Trick continuou a exercer muita pressão na parte superior do mapa, destruindo a primeira torre da partida no topo e garantindo o Arauto do Vale para Expect. O topo da Fnatic, inclusive, foi um problema na primeira partida. sOAZ foi pego diversas vezes fora de posição e em duas delas possibilitou à G2 conseguir o bônus do barão. A base da Fnatic foi sendo destruída pouco a pouco e a G2 confirmou a vitória aos 42 minutos.

Caps voltou a jogar de Ryze na segunda partida, porém duas belas jogadas no começo do jogo o colocaram em grande vantagem na rota do meio. Foram duas jogadas fantásticas do estreante da Fnatic que deram um gostinho do que pode ser o 2017 da franquia sueca. Um bela sequência de jogadas no meio e na rota inferior culminaram em quatro abates para Fnatic e apenas um para a G2, consolidando a vantagem que o time havia conquistado até então. O jogo se tornou cada vez mais aberto conforme ambos os times enchiam seus inventários de itens. Os inibidores da rota do meio de ambas as equipes foram destruídos, e a Fnatic ficou a apenas um Nexus de vencer o jogo, porém não conseguiu finalizar a partida. Até que, Caps, numa jogada genial, usou seu Ryze para teletransportar o time direto à base da G2, vencendo a segunda partida e empatando a série.

No terceiro jogo, Trick mostrou por que foi eleito duas vezes MVP da EU LCS. Pela primeira vez, o campeão Ivern foi jogado na liga europeia, e justamente nas mãos do melhor caçador que a liga já teve. Rekkles bem que tentou com seu Kennen atirador colocar a Fnatic no caminho da vitória, mas o controle de objetivos neutros de Trick foi fundamental para a vitória da G2: foram 3 dragões e 2 barões contra apenas 1 dragão conquistado por Amazing. Com isso, a G2 fechou a série em 2×1 e por enquanto mantém sua invencibilidade na Europa – a G2 nunca perdeu uma série jogando a competição regional.

Nesta sexta-feira (20), teremos mais dois jogos. A Misfits fará sua estreia na elite enfrentando a Giants, numa partida de times que devem brigar do meio para baixo da tabela. A Unicorns of Love jogará pela primeira vez após as adições de Xerxe e Samux e medirá forças com a também renovada Vitality. A transmissão começa às 13h horário de Brasília, e os jogos estão programados para 14h e 17h, respectivamente.

www.camisasdeclubes.com
Clique na foto para acessar o site
suporte (2012 Posts)


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta