Notícias

Futebol Brasileiro

Toninho Cerezo completa 66 anos nesta quarta-feira: Relembre a carreira do ex-jogador!

Toninho Cerezo

Lendário volante brilhou por clubes do Brasil, Itália, além da Seleção Brasileira

Foto principal: Ogol

Antônio Carlos Cerezo, ou simplesmente Toninho Cerezo, nasceu no dia 21 de abril de 1955, em Belo Horizonte. Nesta quarta-feira (21), esta lenda do futebol completa 66 anos de vida. Fizemos um artigo para relembrar um pouco de sua trajetória dentro dos gramados.

O Patrão da Bola

Blog Professor Zezinho : Fotos: Ganhadores da Bola de Ouro de 1973 a 2013
Foto: Arquivo Placar

Com um estilo de jogo clássico, Toninho Cerezo desfilava em campo. Tomava conta do setor a ponto de receber o apelido de “O Patrão da Bola”. O seu início foi no Atlético Mineiro, mas antes de explodir no Galo, teve passagem por empréstimo no Nacional, de Manaus. E lá, conquistou o Campeonato Amazonense.

Retornou para o Atlético Mineiro para brilhar e se tornar um dos principais jogadores do país. Com a camisa atleticana levou o Campeonato Mineiro sete vezes, a Taça Minas Gerais em três oportunidades, a Copa dos Campeões da Copa do Brasil em 1978.

Após 10 anos no Atlético foi vendido para a Roma por 10 milhões de dólares, se tornando na maior negociação do futebol brasileiro até então.

Toninho Cerezo fez sucesso na Itália!

Toninho Sampdoria
Foto: Divulgação Sampdoria

Ao lado de Falcão, na Roma,Toninho Cerezo conquistou a Copa da Itália e o vice-campeonato da Champions League. Em 1986, mudou de clube, partindo para a coadjuvante Sampdoria. Participou de um histórico time, sendo, inclusive outra vez vice-campeão da Champions League na temporada de 1991.

Ainda pela Sampdoria conquistou a Recopa Europeia e o tricampeonato da Copa da Itália, mas entrou definitivamente seu nome na história do clube no inédito título do Campeonato Italiano, temporada 1990-1991.

O retorno para o Brasil

Mundial Interclubes 1993 – Arquibancada Tricolor
Com o São Paulo, Toninho conquistou o Mundo – Foto: Divulgação/São Paulo FC

Após quase 10 anos fora do país, Toninho Cerezo retorna para o Brasil, mais precisamente para defender o São Paulo. No clube e já um veterano da bola, aos 38 anos, foi peça fundamental da lendária equipe de Telê Santana, bicampeã do mundo.

Inclusive, no Mundial de 1993, contra o Milan, foi eleito o melhor em campo. Telê Santana era um velho conhecido que já o havia treinado em tempos de Atlético Mineiro e Seleção Brasileira.

Posteriormente, se transferiu para o Cruzeiro, maior rival do Atlético/MG, onde iniciou a carreira. Com ótimas atuações no clube Celeste, Cerezo caiu nas graças do torcedor, sendo peça importante no título Mineiro de 1994.

Final de carreira foi marcado por retornos

Após temporada no Cruzeiro, Cerezo teve rápida passagem pelo Paulista, de Jundiaí. Em seguida, retornou ao São Paulo para atuar no Brasileiro de 1995.

Em 1996, acerta sua volta ao Atlético Mineiro para, justamente, encerrar a carreira. E foi na Copa Centenário de Belo Horizonte, em 1997, em partida contra o Milan, que marcou a despedida desse monstro da bola, aos 42 anos de idade.

Toninho Cerezo na seleção brasileira e Copas do Mundo

Em 1978, na Copa do Mundo da Argentina, Toninho Cerezo fez sua estreia em Copa do Mundo, na Argentina, tendo atuado em seis partidas pela seleção.

Em 1982, uma das maiores injustiças da bola, para muitos uma tragédia, aconteceu na derrota do Brasil para a Itália, na Copa do Mundo de 1982. Apesar da derrota, Toninho Cerezo era um dos líderes daquele mágico time brasileiro que contava com, entre outros, Zico, Sócrates e Falcão. Cerezo, participou de 4 partidas.

Após a Copa de 82, o jogador perdeu espaço na seleção brasileira, mesmo atuando bem pelos clubes e com forte pressão dos torcedores. O meio-campista chegou a ser convocado, mas nunca mais teve uma nova sequência com a amarelinha.

12 melhor ideia de Toninho cerezo o grande do galo | toninho cerezo, toninho, futebol brasileiro
Foto: Getty Images

 

Este artigo é uma contribuição de Gabriel Camara Editor do lendas do futebol

Deixe uma resposta