Notícias

Futebol Brasileiro

Juazeirense e Cruzeiro, jogo de volta que decide vaga nas oitavas da Copa do Brasil

JUAZEIRENSE

Juazeirense recebe a Raposa e precisa vencer por um gol para levar a decisão para os pênaltis ou dois gols para classificar direto. Time Celeste pode empatar que segue para as oitavas de finais da Copa do Brasil

Na noite desta quarta-feira (09), a equipe da Sociedade Desportiva Juazeirense recebe o Cruzeiro Esporte Clube às 19h, horário de Brasília, no Estádio Adauto Moraes, em duelo válido pelo segundo jogo da Copa do Brasil de 2021 e valendo classificação à próxima fase que são as oitavas de final da competição nacional.

Cruzeiro há um empate para seguir na Copa do Brasil

Após vitória de 1 a 0 no jogo de ida no Estádio Mineirão, o Cruzeiro entra em campo contra o Juazeirense nesta quarta-feira (09) precisando de um empate para embolsar R$ 2,7 milhões e seguir para as oitavas da Copa do Brasil e continuar sonhando como o sétimo título do clube: o heptacampeonato.

Raposa que detém o maior número de conquistas da competição nacional, além de tentar distanciar do Grêmio que tem cinco conquistas, vai em busca de aporte financeiro, cada fase é uma bolada que entra no cofre do clube classificado. No domingo (06) a Raposa entrou em campo pelo Campeonato Brasileiro e perdeu em casa por 4 a 3 para o CRB, ficando na lanterna da competição sem somar nenhum ponto até o momento em duas rodadas. Resultado que deixa o time Celeste pressionado contra o Cancão de Fogo.

Para o Juazeirense a classificação além de histórica, deixa as finanças do clube bem salutar, time que vem batendo na porta das finais do Campeonato Baiano nos últimos anos, chegou a ficar em terceiro lugar este ano no Estadual. Apesar da derrota de 1 a 0 no Estádio Mineirão, com certeza pelo futebol que apresentou o Cancão de Fogo tem condições de no mínimo valorizar a classificação da Raposa se assim acontecer.

Juazeirense que estreou no último domingo (06), pelo Campeonato Brasileiro Série D contra o Itabaiana no Estádio Etelvino Mendonça, jogo fora de casa, arrancou um empate de 1 a 1 e ficou em segundo do Grupo 4, dividindo a posição com Bahia de Feira e o próprio Itabaiana com 1 ponto cada um. Uma estreia boa e animadora, dando bons ares para este jogo decisivo contra o Cruzeiro.

Juazeirense vai a campo com força máxima, mas ainda depende de alguns jogadores no DM

Depois de empatar contra o Itabaiana, o treinador Carlos Rabelo terá à disposição todo elenco para a partida decisiva contra o Cruzeiro pelo jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil. O Cancão de Fogo precisa vencer por um gol para levar a disputa por penalidades máximas, caso vença por dois ou mais gols classificará para as oitavas de finais da competição nacional.

Entre os jogadores em observações no departamento médico do clube, estão: Clebson com lesão no joelho, Kanu com dores no tornozelo, o zagueiro Jamerson fazendo tratamento intensivo na fisioterapia, Eduardo com dores na coxa e o lateral Carlinhos que também faz tratamento intensivo na fiosioterapia. Todos serão avaliados se podem entrar em campo, o mais complexo é a situação de Clebson.

Cruzeiro completo contra o Juazeirense

Para o treinador Felipe Conceição só a vitória poderá afastar o clima tenso depois da derrota da Raposa para o CRB por 4 a 3 pelo Brasileirão Série B. Apesar de ter a vantagem e poder jogar pelo empate, a equipe Celeste precisa mais do que nunca mostrar futebol para os seus torcedores que andam indignados com o que vem apresentando.

Fábio que cumpriu suspensão contra o CRB, está de volta ao gol Cruzeirense, assim como o volante Adriano, ambos suspensos pelo cartão vermelho na primeira rodada do Brasileirão. Fábio atuou contra o Juazeirense no jogo de ida e Adriano ficou no banco de reservas. O lateral direito Klebinho está afastado por ter tido contato com uma pessoa infectada de Covid-19, Lucas França que substituiu Fábio por opção do treinador não foi relacionado e Riquelmo meia da base recebe uma nova chance com Felipe Conceição. O volante Jadson foi vetado pelo departamento médico do clube por problemas gástrico.

Cancão de Fogo fazendo história na Copa do Brasil

Juazeirense pode ainda aumentar a sua história dentro da Copa do Brasil caso vença o Cruzeiro no jogo de volta desta quarta-feira (09) por um ou mais gols de diferença. Se vencer por um gol a disputa irá ser decidida na cobrança de pênaltis, pois perdeu o primeiro jogo no Mineirão por 1 a 0, como não tem mais a vantagem do gol qualificado.

Por dois ou mais gols classificará direto para as oitavas de finais e fará novo feito histórico, já que foi o único clube baiano do interior a chegar na terceira fase da competição. Além de conseguir passar para as oitavas, clube embolsará nada mais nada menos do que R$ 2, 7 milhões para o seu caixa financeiro. Dinheiro suficiente para dar tranquilidade e fôlego para o resto do ano.

A missão não é nada fácil, eliminar o maior vencedor da Copa do Brasil: Cruzeiro. Com seis conquistas, a Raposa foi campeão nos anos de 1993, 1996, 2000, 2003, 2017 e 2018 respectivamente contra adversários grandes como Grêmio (segundo maior vencedor com cinco títulos), Palmeiras, São Paulo, Flamengo, Flamengo e Corinthians.

Para o jovem time do Cancão de Fogo que disputa sua terceira Copa do Brasil (2016, 2019 e 2021), resta sonhar e continuar jogando bola como vem jogando e passando por adversário tradicionais como a eliminação do campeão de 2008: Sport. Além de uma virada emocionante e eletrizante contra o Volta Redonda, depois de estar perdendo por 3 a 0 no primeiro tempo, empatou o jogo em 3 a 3 e venceu na disputa por pênaltis por 4 a 2, resultado que levou o time à terceira fase onde perdeu o primeiro jogo por 1 a 0 no Mineirão, mas pelo que apresentou em campo o resultado fica aberto diante de um Cruzeiro com dificuldades financeiras e de boa apresentação tática e qualificada de futebol.

Com desempenho fraco, eliminação da final do Estadual e sem pontuar no Brasileirão Série B, Felipe Conceição é contestado, embora segue em alta com a diretoria

Não tem sido fácil a vida do treinador Felipe Conceição, desde que foi eliminado das finais do Campeonato Mineiro ele foi colocado em xeque-mate por maioria dos torcedores que até então vinha fazendo bons jogos e com uma defesa sólida. Bastou ser eliminado pelo América-MG por 2 a 1 e 3 a 1 a equipe desandou a tomar gols.

Estreou com derrota no Brasileirão perdendo por 3 a 1 para o CSA e em seu último jogo contra o CRB dentro do Mineirão foi derrotado por 4 a 3 e com uma substituição nada agradável do Rafael Sóbis que saiu de campo reclamando bastante, com cenas de um copo de água sendo jogado à beira do banco de reservas onde estavam os seus companheiro e o técnico Felipe Conceição, além de resmungar que está sendo perseguido pois jogou bem durante a partida.

Antes o técnico teve problemas com William Pottker que não comemorou o gol diante do Coimbra, fazendo gestos com a mão no ouvido e olhando para o banco de reservas. O atacante Marcelo Moreno não anda satisfeito com o comandante da Raposa, já que não tem recebido oportunidades e sequencias no time. Atacante anda em alta na Seleção Boliviana marcando gols por seu país.

Tudo isso faz com que diante do Juazeirense o Cruzeiro precisa mais do que nunca vencer e convencer para que o trabalho continue a fluir dentro do clube e que no próximo sábado (12) quando o time Celeste enfrentará o Goiás pela terceira rodada do Brasileirão Série B chegue com mais tranquilidade para poder buscar a sua primeira vitória ou pontuar na tabela de classificação.

Foto: Facebook/Juazeirense

Ficha técnica – Juazeirense x Cruzeiro.

Data: 09/06/2021

Hora: 19h, horário de Brasília.

Local: Estádio Adauto Moraes – Juazeiro – BA.

Arbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda – AB – RJ

Arbitro assistente 1: Thiago Henrique Neto Correa Farinha – AB – RJ

Arbitro assistente 2: Thiago Rosa de Oliveira – AB – RJ

Juazeirense: (Provável escalação) Rodrigo Calaça; Carlinhos (Guilherme Lucena), Silvio, Jamerson (Eron) e Daniel; Waguinho, Sapé, Clebson (João Vitor); Kanu (Rangel), Ian e Keslley.

Técnico: Carlos Rabelo.

Cruzeiro: (Provável escalação) Fábio; Raul Cáceres, Ramon, Weverton e Matheus Pereira; Adriano, Matheus Barbosa, Rômulo; Bruno José, Rafael Sóbis (Guilherme Bissoli) e Airton.

Técnico: Felipe Conceição.

Deixe uma resposta