Notícias

Futebol Internacional

Uruguai faz mistério e não divulga 35 reservados para Copa do Mundo

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Uruguai tem 18 nomes certos e cinco dúvidas na lista definitiva para a Copa do Mundo

A seleção uruguaia não divulgará a relação de 35 jogadores pré convocados para a Copa do Mundo 2018. A notícia, que já circulava nas redes sociais na última semana, foi confirmada ontem pela comissão técnica. A nômina foi enviada à FIFA mas, amparado pelo regulamento, não será divulgada à imprensa até o dia 4 de junho, quando será conhecida a lista oficial com os 23 convocados que defenderão o Uruguai na máxima competição do futebol mundial.

Com isso, cresce a expectativa por saber quem defenderá a mística camisa Celeste na Copa do Mundo. As dúvidas passam pelas laterais e pelo meio-campo. Veja a análise posição por posição da atual situação da lista de convocados.

GOLEIROS: Fernando Muslera, Martín Silva e Martín Campaña

Esses nomes farão parte da lista de 23 convocados. Muslera e Silva estão na seleção do Uruguai desde a Copa do Mundo de 2010. Muslera será o titular e Silva seu reserva imediato. A convocação de Campaña está ligada ao seu ótimo desempenho no gol do Independiente da Argentina (eleito melhor goleiro da Superliga Argentina) e ao fato de que pela idade torna-se o sucessor natural de Muslera no gol charrua para 2022.

ZAGUEIROS: Diego Godín, José Giménez e Sebastián Coates

Os três estão garantidos na Rússia. Godín é o capitão da equipe e recorrentemente aparece nas listas dos melhores zagueiros do mundo. Bom no jogo aéreo ofensivo e defensivo, além de referente do elenco. Giménez e Coates estão na seleção do Uruguai desde a Copa do Mundo 2014 e se bem não estão no mesmo nível de Godín, são hoje em dia os melhores nomes para a zaga uruguaia. A dupla titular deve ser formada pelos jogadores do Atlético de Madrid, com Coates como reserva imediato.

Como quarto nome poderia aparecer o zagueiro do Las Palmas Mauricio Lemos. Convocado nas rodadas finais das eliminatórias, mas sem minutos como titular em partidas oficiais, deverá ser o quarto nome caso Tabárez opte por levar mais um zagueiro. Contudo, a possibilidade de dois dos laterais atuarem na zaga (Cáceres e Silva) afasta Lemos da lista definitiva. Diego Polenta deve ser o outro nome na pré-lista, mas corre por fora na convocação final.

LATERAIS: Maxi Pereira, Martín Cáceres e Gastón Silva

Talvez seja a posição que ainda deixa mais dúvidas na cabeça de todos no Uruguai. Cáceres é nome certo, e só deixou de ser convocado quando passou mais de um ano sem clube. Já foi chamado pelo treinador de “o Suárez da defesa”. Pode jogar nas quatro posições e faz parte da seleção principal desde 2010. Gastón Silva foi seu substituto na seleção e sempre fez boas apresentações. Canhoto, joga na lateral-esquerda e na zaga e é frequentemente titular no Independiente da Argetina. Ganhou seu espaço durante as Eliminatórias. Maxi Pereira tem sido questionado pelo seu declínio físico e pelos recorrentes cartões vermelhos em jogos importantes, mas tem jogado frequentemente no seu clube (Porto) e tem experiência em Copas do Mundo (2010 e 2014). Estará na Rússia, embora possa ser reserva.

A última vaga é disputada por Guillermo Varela e Jorge Fucile. Varela teve um segundo semestre de 2017 que o creditava a ser não só convocado como titular da lateral-direita. Contudo, após a China Cup em março de 2018 caiu de rendimento no seu clube. Em contrapartida, Jorge Fucile subiu de produção no Nacional e tem a vantagem de jogar nas duas laterais, além da experiência de duas Copas do Mundo.

VOLANTES: Rodrigo Bentancur, Matías Vecino, Nahitán Nández

Esse deve ser o trio titular na estreia do Uruguai contra o Egito. Bentancur apareceu apenas na última rodada das Eliminatórias e foi titular contra a Bolivia. Jovem, será nome recorrente daqui em diante. É um dos jogadores mais promissores do país e joga assiduamente na Juventus. Vecino é titular na Inter de Milão e ganhou seu espaço de titular nas Eliminatórias, desbancando os históricos Gargano e Arévalo Ríos. Bom marcador, não erra passes e chega na área adversária com facilidade, será titular na Rússia. Nández já era convocado quando jogava no Peñarol, mas se consolidou após sua transferência para o Boca Juniors. Tem reduzido seu ímpeto e toma bem menos cartões do que no seu tempo aurinegro. Joga tanto como volante por dentro quanto aberto pela direita.

O quarto nome sairá da disputa entre Lucas Torreira e Federico Valverde (com alguma possibilidade dos dois serem convocados). Torreira é o principal jogador da Sampdoria da Itália, mas só foi convocado para a seleção nos amistosos de março. Valverde apareceu na penúltima rodada dupla das Eliminatórias e foi o grande destaque do Uruguai na vitória contra o Paraguai em Assunção. Contudo, sofreu com lesões e caiu de rendimento no seu clube, o rebaixado Deportivo La Coruña. Era nome certo, está entre os 35 pré convocados (o seu clube divulgou no site oficial) mas não está garantido na Copa do Mundo. Álvaro González, um dos nomes históricos, deve ficar de fora da lista definitiva.

MEIAS: Cristian Rodríguez e Giorgian De Arrascaeta

Rodríguez está na seleção uruguaia desde 2007, e só não esteve na Copa do Mundo de 2010 por conta de uma suspensão. Mesmo quando não tinha continuidade em seus clubes era nome certo nas convocatórias de Tabárez. Hoje, é destaque do Peñarol e tem superado suas constantes lesões, sendo um dos jogadores com mais minutos no seu clube. Será titular na Copa do Mundo. Já De Arrascaeta vive uma fase excepcional no Cruzeiro e foi titular na última partida das Eliminatórias, assim como em um dos amistosos disputados em março. Hoje é o único “camisa 10” clássico que tem no futebol uruguaio e estará na lista definitiva.

Ainda há quatro nomes que disputam duas posições. Carlos Sanchez, Diego Laxalt, Gastón Ramírez, Jonathan Urretaviscaya e Nicolás Lodeiro. Sanchez tem ao seu favor o fato de ser um dos melhores cobradores de falta e escanteio do Uruguai, além de estar na seleção desde 2015 e ter sido titular em boa parte das Eliminatórias. Laxalt parecia carta fora do baralho, mas nos amistosos disputados em março apareceu como lateral-esquerdo e foi um dos grandes destaques da seleção uruguaia. O fato de jogar nas duas posições o coloca na frente na disputa pela vaga entre os 23.

Urretaviscaya foi um dos destaques do campeonato mexicano, e pode jogar tanto no ataque quanto vindo de trás aberto pela direita. Está entre os 35 pré-convocados e foi o primeiro a se apresentar para treinamentos. Ramírez e Lodeiro disputam vaga muito mais pelo seu histórico na seleção do que pelo seu presente, e são os que tem menos chances na disputa.

ATACANTES: Luís Suárez, Edinson Cavani, Maximiliano Gomez e Christian Stuani

Assim como os goleiros, os atacantes estão definidos. Suárez e Cavani são dois dos melhores do mundo na sua posição, os grandes destaques da equipe e titulares certos na Rússia. Já Gómez ganhou sua vaga por conta dos gols marcados com a camisa do Celta de Vigo na Espanha e pelo fato de ter recusado uma milionária transferência ao futebol chinês para ter continuidade e visibilidade no Campeonato Espanhol. Stuani foi o artilheiro e destaque do Girona, marcou gols contra os grandes clubes e tem a experiência de já ter disputado a Copa do Mundo de 2014, além de jogar também no meio-campo aberto pela direita. É o reserva natural de Cavani.

Gastón Pereiro deve aparecer na lista dos 35 pré-convocados, mas caiu de rendimento no Ajax e mesmo quando foi convocado não teve minutos como titular. Tecnicamente é excelente, mas não tem poder de recomposição na marcação e joga numa posição que não existe na seleção uruguaia (“falso camisa 9”). Diego Rolán e Abel Hernández não devem aparecer na lista final e ficam apenas como opções em caso de problemas de lesão.

 Em síntese, Uruguai tem 18 jogadores certos para a Copa do Mundo. No dia 4 de junho, saberemos quem são os restantes cinco atletas que defenderão a camisa Celeste na Rússia.

 

nico.bianchi.sica (33 Posts)


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta