Notícias

Sem categoria

Top 10 NFL! Emoção foi o que não faltou na semana 4

NFL

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Repleta de emoções, mais uma grande rodada da NFL chegou ao fim

É amigos fãs da bola oval, mais uma semana se encerrou na temporada regular da NFL e com ela vários acontecimentos ocorreram. Desde lances bizarros a lances espetaculares, jogos com muita emoção até o último segundo e outros nem tanto. E como é tradicional em toda a semana após fim da cada rodada da temporada regular, o NFL Esportes Mais faz mais um Top 10 com tudo que aconteceu de bom ou ruim no mundo da National Football League.

#10 Russell Wilson carrega Seattle Seahawks nas costas

Russell Wilson mais uma vez teve que se virar para que o Seattle Seahawks saísse com mais uma vitória em casa. O time como um todo oscilou demais ao longo da partida, chegando até mesmo estar atrás do placar, tendo uma derrota momentânea para o Indianapolis Colts. Mas para Wilson isso não foi o grande obstáculo para sua boa atuação.

Em números, Wilson produziu para 292 jardas passadas, 38 jardas corridas, dois passes para touchdown e ainda teve duas interceptações que podem ser facilmente serem colocadas na conta do tight end Jimmy Graham que dropou dois passes certos e com isso pendurou a bola para a interceptação dos adversários.

Com brilho na atuação de Wilson, os companheiros de time conseguiram render mais e assim definir um jogo que estava complicado. Agora o Seahawks tem campanha de duas vitórias e duas derrotas e encara no próximo final de semana o Los Angeles Rams de Jared Goff e rival de divisão além de ser o líder da mesma.

#9 New York Giants com campanha negativa

Os New York Giants continua sofrendo na atual temporada regular. Eli Manning não consegue desenvolver o seu jogo, a linha ofensiva é uma verdadeira peneira, o jogo terrestre não existe, a defesa tem um desempenho aquém do esperado e fora as lesões que todo time da NFL tem ao longo do certame. Com isso o resultado é brutal, os Giants só vive de derrotas com 0-4 até o momento.

Na partida de domingo contra o Tampa Bay Buccanners, Eli teve um ótimo desempenho com 288 jardas passadas, 22 corridas, dois passes para touchdown e um correndo, e por incrível que pareça nenhuma interceptação. Com tal desempenho Eli conseguiu virar o jogo em 23×22, mas a defesa dos Giants não conseguiu segurar o ataque do Buccs que conseguiu o field goal da vitória nos últimos segundos.

Com desempenho muito abaixo do esperado, a classificação para os playoffs pode estar ameaçada. Até hoje nenhum time com quatro derrotas nas costas conseguiu ter uma remontada tão forte ao ponto de conseguir superar a campanha negativa, e assim ter um prolongamento de sua temporada nos playoffs.

#8 Divisões lideradas por patinhos feios

O futebol americano é uma coisa de louco mesmo. Já se passaram quatro semanas da temporada regular e já temos muitas surpresas. Para quem esperava que Seattle Seahawks e New England Patriots estivessem liderando suas respectivas divisões estão redondamente enganados. Buffalo Bills e Los Angeles Rams, considerados sempre os patinhos feios das suas respectivas divisões lideram elas e com boas perspectivas de vencê-las.

Pelos lados do Rams, o novo técnico Sean McVay está conseguindo mudar a dinâmica do ataque, deixando Goff mais seguro dentro do pocket, para assim fazer os lançamentos mais precisos, sendo que Todd Gurley faz um ótimo trabalho por terra e não sobrecarrega Goff. Já a defesa que era boa, pode melhorar muito mais com a vinda de Wade Phillips que comandou a defesa vitoriosa do Denver Broncos no Super Bowl 50.

Já em Buffalo as coisas não são muito diferentes. Com a saída do técnico Rex Ryan e a contratação de um novo general mananger, Brandon Beane, o time dos Bills aos poucos se torna competitivo. A sua defesa já era forte e com a chegada do calouro Tre’Davious, os Bills podem sim derrubar grandes ataques, o último foi o do Atlanta Falcons na casa do adversário. Além disso, o ataque vai bem com Tyrod Taylor, Sean McCoy e Charles Clay.

#7 Técnicos na corda bamba

É amigos, o mundo da NFL é mesmo cruel. Se você pensava que era apenas no futebol brasileiro que tinha demissão de técnicos no meio da temporada e especulação de possíveis saídas vocês estão redondamente enganados. Já se passaram quatros rodadas da temporada regular e times já estão fazendo as contas e revendo o planejamento para o restante da temporada.

Ao menos cinco técnicos estão entre a espada e a navalha. Os casos mais críticos são de Ben McAdoo dos New York Giants e John Fox do Chicago Bears. McAdoo já amarga quatro derrotas e viu desempenho do seu time cair abruptamente e não tendo ares de reação.

Já Fox tem sua situação complicada devido a sua indefinição na posição de quarterback, uma vez que o calouro Mitchell Trusbiky foi muito bem na pré-temporada e no início da regular se quer foi cogitado de titular, uma vez que Mike Glennon foi o escolhido para a posição. Outros técnicos que estão na corda bamba também são Todd Bowles do New York Jets, Marvin Lewis do Cincinnati Bengals e Chuck Pagano do Indianapolis Colts.

#6 Derek Carr e Marcus Mariota se machucam mais uma vez no mesmo dia

Como diz o velho ditado, “desgraça é pouca bobagem”, Oakland Raiders e Tennessee Titans estão unidos mais uma vez em uma causa, a de seus quarterbacks e estrelas mais uma vez machucados e por ironia do destino mais uma vez no mesmo dia. Derek Carr do Oakland Raiders e Marcus Mariota do Tennesse Titans tiveram à tarde de domingo infeliz e se machucaram e terão várias semanas de molho no departamento médico.

Derek Carr se machucou no jogo contra o rival de divisão Denver Broncos e ficará entre duas a oito semanas sem atividades físicas. Carr teve fraturas na costelas e por isso o longo período de recuperação. Já Marcus Mariota teve uma lesão muscular na coxa contra o Houston Texans. A lesão pode levar até quatro semanas de recuperação e a possível volta de Mariota pode ser na semana 9 contra o Baltimore Ravens.

Enquanto os dois quarterbacks se recuperam, E.J. Manuel pelo lado do Raiders e Brandon Weeden contratado hoje pelo Titans terão a responsabilidades de manter o nível de competitividade dos seus companheiros titulares e assim manter viva as possibilidades do seus times seguirem para uma possível pós-temporada.

#5 Atuação de gala de Deshaun Watson

Agora podemos dizer que o Houston Texans tem um bom quarterback capaz de levar a equipe a voos mais altos. Sei que é cedo demais para falar isso sobre Deshaun Watson, até porque ele jogou poucos jogos e ele está apenas no primeiro ano.

Mas diferentemente dos últimos anos, que o Texans teve que deparar com Ryan Fitzpatrick, Brock Osweiller e Tom Savage, Watson pelas características que tem e pelo enorme potencial que tem, o quarterback calouro do Texans pode sim se tornar um jogador de franquia e fazer história.

No jogo de domingo o Texans impôs uma dura derrota ao seu rival de divisão Tennessee Titans por 57×14. Watson teve uma atuação quase perfeita com incríveis 283 jardas aéreas, 24 terrestres, quatro passes para touchdown e apenas uma interceptação. Agora com uma sequência de jogos e tendo boas atuações como essa, Watson pode enfim ter resolvido os problemas de quarterback por parte do Texans e assim dar melhores dias aos torcedores texanos.

#4 Chiefs é o único invicto da NFL

Pois é quem imaginaria que o Chiefs seria o único invicto na NFL e com direito a um ataque altamente fulminante. No Monday Night Football o adversário derrubado foi o Washington Redskins, impondo uma derrota de 29×20 com o apoio da torcida mais barulhenta da NFL. Assim os Chiefs são os únicos com quatro vitórias e nenhuma derrota.

Mais uma vez Alex Smith teve uma atuação de quarterback de elite (sei que é demais, mas o cara tá merecendo) e conseguiu fazer ótimos drives quando esteve em campo. Seus números foram ótimos 291 jardas passadas, 56 terrestres, um passe para touchdown e nenhuma interceptação. O tight end Travis Kelce foi mais uma vez sólido chegando a mais um jogo com a marca de mais de 100 jardas e um touchdown.

Agora os Chiefs vão até Houston encarar o Texans e terão uma missão nada fácil para manter a sua invencibilidade. O Texans vem embalado com uma vitória esmagadora sobre o rival de divisão, o Titans. Isso pode ser um grande obstáculo para os Chiefs se manterem invictos. A partida promete, vamos aguardar.

#3 Defesa do Broncos imbatível no jogo terrestre

É inegável que o Denver Broncos tem uma das melhores, senão a melhor defesa da NFL. E nesse final de semana a equipe do técnico Vance Joseph conseguiu a incrível marca de não ceder nenhum touchdown terrestre aos adversários, isso encarando grandes jogadores na posição, entre eles Marshawn Lynch do Oakland Raiders, Ezekiel Elliott do Dallas Cowboys e Melvin Gordon do Los Angeles Chargers.

Somados os três running backs citados não conseguiram chegar a 100 jardas terrestres. O único a marcar um touchdown e não foi correndo foi Melvin Gordon que recebeu passe de Phillip Rivers. Se for comparar com a temporada passada a defesa do Broncos está colhendo frutos. Só para ter uma ideia o combate ao jogo corrido da defesa do Broncos foi a pior na temporada passada. Já da pra ver a melhora.

Mas essa melhora só foi possível depois do Broncos terem adquirido do nose tackle e Domata Peko ex-Bengals, além dos outros que já estão lá, entre eles podemos destacar o defensive end Derek Wolf. E não para por aí, a defesa do Broncos pode melhorar ainda mais com a estreia do defensive tackle Athibya Rubin que havia sido dispensado do Seahawks. É a vida dos running backs não serão fáceis contra a defesa do Broncos.

#2 Pancadas e lesões na NFL

Uma coisa é fato na NFL, o físico dos jogadores é exigido ao máximo e nem sempre eles aguentam as pancadas. Nesse final de semana vários jogadores saíram lesionados e levaram pancadas pesadas. Como foi dito nesse top 10, Derek Carr e Marcus Mariota são apenas dois dos vários que entraram para as estatísticas dos jogadores lesionados.

Os running backs Chris Carson e Dalvin Cook, calouros esse ano, se machucaram feio e estão fora da temporada. Carson fraturou a perna e Cook rompeu os ligamentos do joelho e com isso os dois só retornam na temporada que vem. Além deles outros jogadores que se machucaram, detre eles valem destaques para as lesões de Júlio Jones e Mohamed Sanu dois wide recivers importantes do Atlanta Falcons. Sanu desfalca os Falcons por três semanas e Jones ainda não teve divulgação a imprensa sobre a lesão.

Mas além das contusões sempre previsíveis há também as pancadas pesadas. A mais importante a ser destacada é a ocorrida no jogo do clássico mais antigo da NFL entre Green Bay Packers e Chicago Bears. Em um lance totalmente impensável e maldoso, o linerbacker Danny Trevathan, do Bears, de forma irresponsável chocou de cabeça com o wide reciver do Packers Davante Adams o levando a uma concussão e perda da consciência momentânea. Graças a Deus a pancada não gerou problemas maiores ao jogador do Packers. Trevathan no entanto, pegou um ganho de apenas jogo de suspensão por causa do ocorrido.

#1 Defesa do Patriots é a pior da NFL

Alguém nessa face da Terra imaginaria que a defesa atual do campeão do Super Bowl LI iria estar em uma situação tão delicada? Óbvio que não. As saídas dos linerbackers, Jamie Collins que foi para o Cleveland Browns. Chandler Jones para o Arizona Cardinals e Rob Ninkovich que se aposentou, o setor de pass rush do Patriots se dizimou.

Dos que ficaram apenas linerbacker D’onta Hightower ficou na equipe e é o jogador mais prolífico do time nessa posição. Vale lembrar que Hightower quase saiu na free agency o que poderia agravar ainda mais a situação do Patriots na sua problemática defesa. Além disso, a secundária sofreu algumas alterações tendo a saída Logan Ryan para o Titans e a vinda de Stephon Gilmore do Buffalo Bills.

No entanto, os problemas na defesa do Patriots não são poucos. Gilmore não está correspondendo, D’onta Hightower é o único que consegue pressionar o quarterback adversário e o combate no jogo corrido não é dos melhores. Só nos primeiros quatro jogos a defesa do Patriots tomou 128 pontos, sendo 108 pontos só no Gillette Stadium, uma casa que era para não receber bem os visitantes. Vamos ver se o desempenho da defesa do Patriots melhora, pois viver só de Tom Brady não vai dar e isso já foi mostrado.

Vince Lombardi de Ouro: Defesa do Saints. Uma defesa que estava sendo criticada nos dois primeiros jogos da temporada, ressurgiu das cinzas e nos dois últimos tomou somente 13 pontos e conseguiu forçar vários turnovers.

Vince Lombardi de Lata: Mike Glennon que conseguiu ter uma atuação deplorável contra o Packers tendo duas interceptações e dois fumbles. Trusbiky está pedindo passagem.

Vince Lombardi de Lixo: Vai para dupla Adam Gase técnico do Miami Dolphins e Jay Cutler quarterback da franquia. Os dois merecem a premiação pois um chamou um ex-jogador para atuar novamente na liga e o outro atua descompromissado com a equipe, tendo atuações patéticas e pífias.

Clique na imagem para acessar o site
Igor Castro (33 Posts)


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta