Notícias

+ Esportes

Opinião: Serra Dourada, o pior estádio do Brasil

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

O Estádio Serra Dourada, que nas décadas de 80 e 90 foi tido como um dos três melhores palcos esportivos do país, vive em condições precárias

Palco de grandes eventos estaduais, nacionais e até mesmo internacionais, o Estádio Serra Dourada, que nas décadas de 80 e 90 foi tido como um dos três melhores palcos esportivos do país, hoje se encontra em condições praticamente precárias, tanto pra jogadores, como pra torcedores, jornalistas, e etc.

Inaugurado em 9 de Março de 1975, o Serra Dourada é propriedade do Governo do Estado de Goiás, e nunca passou por uma modernização. Palco de jogos memoraveis como, Flamengo x Atlético Mineiro, pela Libertadores de 1981, Goiás x Corinthians na ultima rodada do Brasileirão 2005, Vila Nova x América Mineiro, pelo quadrangular final da Série B de 1997, além das grandes decisões regionais envolvendo equipes goianas. O “Serra” também foi sede do Grupo B, da Copa América de 1989, que tinha Uruguai, Argentina, Equador, Bolívia e Chile, teve a honra de ter craques como Diego Maradona e Enzo Francescolli desfilando seus talentos no grande palco do futebol goiano.

Para muitos, foi um grande erro a Fifa ter deixado o Serra Dourada e a cidade de Goiânia de fora do Mundial de 2014, tendo em vista que cidades como Cuiabá e Manaus, que não tem praticamente nenhuma tradição no cenário futebolístico, sediaram jogos e hoje em dia devido a falta de clubes nas principais divisões nacionais, os estádios estão praticamente inutilizados, deixando bem claro que foi uma decisão puramente politica.

Inicialmente com capacidade pra aproximadamente 80 mil pessoas, hoje a capacidade é de 42 mil lugares, isso sem a geral, proibida pela CBF e CONMEBOL. Com a geral a capacidade ficava em torno de 50 mil pessoas.

Atualmente Atlético Goianiense (Serie A), Vila Nova e Goiás (Serie B) utilizam o “Serra” nas competições nacionais. O Dragão utiliza o estádio apenas em jogos de grande porte, para jogos menores, é utilizado o Estádio Olímpico, localizado na região central de Goiânia. O Vila Nova tem estádio  próprio, o Onésio Brasileiro Alvarenga, com capacidade para aproximadamente 12 mil pessoas, porém deixa de jogar em seu estádio, para ter que pagar aluguel em um estádio que tem uma maior capacidade, porém que já não oferece conforto ao torcedor a muitos anos. O Goiás sempre teve o Serra Dourada como grande aliado histórico nas competições nacionais, o Esmeraldino tem em suas propriedades o Estádio da Serrinha, porém este é utilizado apenas no campeonato estadual, contra equipes do interior goiano.

No ultimo dia 20 de maio, Atlético Goianiense e Flamengo se enfrentaram no Serra Dourada. Em campo foi um verdadeiro passeio do rubro-negro carioca, três a zero. O delegado da partida, Adalberto Grecco citou inúmeros problemas no estádio em seu relatório, infiltrações, pouca quantidade de armários nos vestiários, dificuldade em alcançar rede de internet, falta de luz nos banheiros, falta de banheiras de hidromassagem, falta de local para aquecimento, entre outros. A falta de estrutura também é notada pelo torcedor, banheiros sujos e com poucas torneiras funcionando, água quente nos bebedouros, estacionamento caro, e rachaduras na estrutura física. Uma grande reforma modernizadora é aguardada  tempos, desde o ano passado o Estádio Olímpico (também do governo) funciona e bem, Vila Nova e Goiás o utilizaram uma vez cada, quem vem sendo o “dono” do Olímpico é o Atlético que o utiliza com frequência. É preciso que os órgãos responsáveis tomem providencias, para que o Serra Dourada, estádio respeitado internacionalmente em décadas passadas, volte aos dias de glórias, sendo novamente um orgulho pra todos os goianos.

Fährmann

Ailto Soares (27 Posts)


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta