Notícias

Futebol Internacional

Sampaoli e os seus 26 discípulos…

img_20171004_122244

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Com surpresas dentro e fora da lista, Sampaoli divulga seus convocados para decisão por vaga na Copa de 2018

Para as partidas decisivas das Eliminatórias, almejando garantir vaga na Copa do Mundo 2018, na Rússia, Sampaoli divulgou a lista de convocados que enfrentarão Peru (Buenos Aires) e Equador (Quito).

Com 24 pontos conquistados, a Argentina se encontra na quinta posição das Eliminatórias Sul-Americana e precisa vencer os próximos jogos para garantir classificação à Copa de 2018. Após muita polêmica para a escolha do estádio, definiu-se que a Argentina enfrentará o Peru no estádio do Boca Juniors, em La Bombonera.

Neste domingo, foi possível ver a torcida do Boca Juniors cantando para a Seleção Argentina, já moldando o estádio para o duelo decisivo diante do Perú. É de se admirar a paixão que o povo argentino tem por sua seleção. Para aproveitar a oportunidade, os torcedores do Boca alfinetaram o River Plate: “Somos todos argentinos, mas não somos galinhas..”

E mais: “Vamos, vamos Argentina, vamos vamos a ganar, que esta barra quilombera, no te deja, no te deja de alentar”. A Bombonera já pulsa à espera da sua seleção!

Loucura! Em 20 minutos a torcida argentina esgotou os ingressos para o confronto diante do Perú 

Na última quarta-feira (27/09), iniciaram as vendas dos ingressos para a partida da Argentina diante do Perú, na Bombonera. Em menos de 20 minutos, o site responsável pelas vendas dos mesmos, anunciou que se esgotaram as entradas. Incrível!

A última vez em que a Seleção Argentina principal atuou no estádio do Boca Juniors pelas Eliminatórias foi em 1997, no empate por 1 a 1 diante da Colômbia. No momento atual, a Argentina não poderia pensar nem em um empate diante do Perú, o que complicaria suas ambições para chegar à Copa do Mundo em 2018.

Pezzella, Mammana e o retorno de Gago são as novidades na lista de Sampaoli

O técnico da Seleção Argentina divulgou a lista dos jogadores convocados para as próximas partidas decisivas das Eliminatórias Sul-Americana. Confira os listados:

convocadosargentina
Os convocados de Sampaoli (Foto: AFA)

Surgiram algumas – boas – novidades na lista de Sampaoli, para o setor defensivo, Germán Pezzella e Emanuel Mammana, zagueiros de Fiorentina-ITA e Zenit-RUS, respectivamente.

Germán Pezzella vestirá pela primeira vez a camisa da seleção principal. Revelado pelo River Plate, o zagueiro de 26 anos desempenhou bem o papel na defesa titular do Betis-ESP, temporada 2016-2017 (Confira alguns lances de Pezella pelo futebol europeu). O Betis foi o primeiro clube europeu onde o atleta teve oportunidade de atuar.

Nesta temporada, transferiu-se para a Fiorentina por empréstimo e com cláusula fixada de 10 milhões de Euros. Ao começar bem pelo Italiano, e até pela sua estatura (1,88 m) e por se adaptar a jogar em uma defesa com quatro ou três – como líbero – jogadores na linha de fundo, Pezzella ganha a primeira chance na Seleção Argentina principal. Nas últimas rodadas do Campeonato Italiano, o defensor esteve escolhido entre os onze melhores, titular em cinco das sete partidas da competição pela Viola, marcou um gol na vitória diante do Bologna.

Já Emanuel Mammana, também revelado pelo River Plate, esteve com a Argentina de Sampaoli nas partidas amistosas diante de Brasil e Cingapura. Promissor, o zagueiro que atualmente milita pelo Zenit-RUS – titular nas últimas seis partidas – pode atuar ainda como lateral, tanto na direita quanto na esquerda. A sua polifuncionalidade, além da capacidade de posicionamento e técnica, faz com que o defensor seja prestigiado pelo técnico da sua seleção.

Além destas gratas surpresas, Sampaoli segue contando com Fazio, Mascherano, Mercado e Otamendi para o setor defensivo. Com essa quantidade de zagueiros convocados, pode ser um sinal da manutenção tática com uma linha de três defensores.

Para o gol, Sergio Romero, titular em duas Copas do Mundo (2010 e 2014), seguirá como preferência do DT. Seus suplentes? Guzmán (Tigres-MEX) e Marchesín (América-MEX), preterindo à Gerónimo Rulli, jovem promessa da Real Sociedad-ESP.

Gago de volta à Seleção, para o delírio da torcida local!

Com certeza a maior surpresa – que já era aclamada pelo público local – ficou com o retorno de Fernando Gago à seleção. O experiente volante do Boca Juniors, 31 anos, dono de um passe refinado no meio de campo, era o atleta mais aclamado pelo povo argentino para voltar a sua seleção.

Com passagens pelo futebol europeu, ‘Pintita’ Gago atuou pelo Real Madrid e Valencia, na Espanha, enquanto na Itália, o volante vestiu a camisa da Roma. Retornou para o futebol argentino ao acertar com o Vélez Sarsfield na temporada de 2013, e logo após, voltou a assinar com o Boca Juniors, clube pelo qual foi revelado e favorito do jogador.

Para muitos, Fernando Gago pode ser o melhor sócio para Messi nas criações das jogadas ofensivas da equipe, evitando assim, por muitas vezes, que Messi volte até quase o círculo central para iniciar as transições ofensivas da Argentina.

Gago pode ser o melhor sócio para Messi na Seleção (Foto: TycSports)

O ‘Pintita’ Gago passou por duas graves lesões no tendão de aquiles, que o afastou dos gramados por quase 1 ano. Quando muitos davam por encerrada a sua carreira futebolística, o volante conseguiu dar a voltar por cima e hoje é o principal cérebro do meio de campo do Boca Juniors e volta a ser chamado para a Seleção Argentina.

Nas Eliminatórias para o Mundial de 2014 no Brasil, a Argentina encantou com um futebol durante a competição classificatória, com uma trinca de volantes no meio, formada por Mascherano, Gago e Di María. Messi, na ocasião, começou a ser mais ‘enganche’, meia armador, do que ponta direita, quando iniciou a sua carreira.

Fernando Gago auxiliava a Messi durante o torneio, quando fazia a bola sair de trás com mais qualidade, conseguir a manutenção da mesma e oferecer o passe entre linhas para o camisa 10 da Argentina. Com a presença de Gago em campo, Messi fica mais livre para se aproximar do gol e do centroavante da seleção.

O aporte de Gago para Messi: Passe entre linhas para o camisa 10 marcar diante do Chile

Quais serão os volantes titulares da Argentina?

Para a função de volantes, Ever Banega, Leandro Paredes e Lucas Biglia voltam a configurar entre os selecionados e deverão seguir durante a era Sampaoli na seleção. O próprio técnico já declarou que Banega, sempre que estiver disponível, será um dos seus titulares entre os volantes.

Porém, nem sempre Éver Banega consegue elucidar essa preferência técnica em partidas aceitáveis. Espera-se de Banega um volante que possa auxiliar na marcação e oferecer ritmo de jogo no meio com um passe mais qualificado e tornando-se sócio de Messi nas criações das jogadas ofensivas.

Muitos adeptos já clamam por Paredes para esta função, enquanto outros desejam voltar a ver Fernando Gago como um volante-sócio para Messi na equipe titular da Argentina. O jovem volante do Zenit-RUS é um dos principais jogadores da equipe de Roberto Mancini, oferecendo assistências, auxilia na marcação e, por vezes, finaliza bastante de fora da área. Confira gol de Paredes com a camisa do Zenit-RUS.

O técnico Jorge Sampaoli conta com Lucas Biglia para ser o “primeiro volante”, um dos possíveis titulares e preferidos pelo DT, por ajudar bastante na marcação e possuir uma saída de bola com qualidade.

Além dos já citados, Sampaoli convocou também os volantes Enzo Pérez e Pablo Pérez, de boas atuações por River Plate e Boca Juniors, respectivamente.

Enzo e Pablo Pérez, os volantes “área a área” do Futebol Argentino

pabloenzoperez
Enzo e Pablo Pérez podem oferecer o que falta aos volantes da seleção: O “homem surpresa” (Foto: VAVEL)

Pablo Pérez, volante de 28 anos revelado pelo Newell’s Old Boys, com passagem pelo Málaga-ESP, tornou-se um dos principais jogadores do Boca Juniors de Schelotto. O volante, que por muitas vezes foi criticado pela torcida ‘xeneize’, voltou a jogar um bom futebol que apresentara no início da sua carreira, e caiu nas graças, de uma vez por todas, da torcida do Boca.

Nesta temporada, atuando ao lado de Gago e Barrios na trinca de volantes, Pablo Pérez é o volante da equipe com mais liberdade para auxiliar a Gago e Cardona na criação das jogadas ofensivas, além de chegar como “homem-supresa” na área adversária. É o jogador que “pisa na área” dos adversários.

Na partida diante do Godoy Cruz, Pablo Pérez marcou por duas vezes, em uma delas chegando de trás como surpresa, além de oferecer uma assistência para o gol de Pavón. Com isso, Pablo Pérez, que já tinha sido convidado à conversar com Sampaoli no prédio da AFA, em Ezeiza, poderá ter nova chance com a camisa da Argentina.

Enquanto isso, Enzo Pérez, volante de boas atuações pelo River Plate, também aparece na lista entre os convocados e aporta bastante no quesito “área a área”.

Enzo Pérez teve passagens pela Europa vestindo a camisa do Benfica-POR e Valencia-ESP. É um atleta que pode atuar tanto como “primeiro” ou “segundo” em uma linha de volantes.

O gol marcado na goleada do River Plate sobre o Wilstermann por 8 a 0, confirma que o atleta pode ser visto por Sampaoli como um jogador que auxilia na marcação, mas também conta com físico para chegar à frente como “homem surpresa” e adentrar à área adversária.

Salvio, Acuña, Casco, Alejandro Gómez, Lautaro Acosta… As preferências de Sampaoli

Que cada técnico têm as suas preferências, todos já sabemos. Fica notório a preferência de Sampaoli por alguns jogadores, como por exemplo, Marcos Acuña (Sporting-POR) e Eduardo Salvio (Benfica-POR), ambos que se adaptam bem às funções de ala, que parece ser a pedra no sapato da ideia de Sampaoli para esta Seleção Argentina.

Acuña ainda pode atuar em uma linha de três mais ofensiva, como ponta-esquerda, ou também ser um lateral-esquerdo em uma eventual linha defensiva com quatro jogadores.

Já Salvio, meia do Benfica-POR que aporta bastante na ideia do treinador da Argentina devido a sua polifuncionalidade, pode atuar como ponta pela direita, posição que está adaptado à sua equipe em Portugal, porém é a principal aposta de Sampaoli para a função de ala pelo setor na seleção. Velocidade, auxílio na marcação e amplitude no campo ofensivo é o que se espera de Salvio nesta função.

Ainda para esta função de ala, tanto pela direita quanto pela esquerda, Sampaoli convocou Milton Casco, atual jogador do River Plate. Casco, ambidestro, comumente atua de lateral-esquerdo na equipe dirigida por Marcelo Gallardo, mas já atuou como ala pelos lados na sua passagem com a camisa do Newell’s Old Boys.

A principal opção de Sampaoli para a função seria o jovem lateral Fabrício Bustos, do Independiente, que estava cotado para ser chamado, porém sofreu uma lesão de última hora e teve que ser descartado. O jovem lateral de 21 anos vem encantando a todos no futebol local com intensidade eficiente tanto na defesa quanto no apoio ofensivo. Para muitos, apesar da sua pouca idade e experiência com a camisa da seleção, deveria ser o titular da ala/lateral direita do time de Sampaoli (Confira algumas jogadas de Bustos pelo Independiente).

Alejandro ‘Papu’ Gómez, do Atalanta-ITA e Lautaro Acosta, do Lanús, também voltam a ter chances, após excelente início de temporada pelos seus respectivos clubes. Com a camisa do time italiano, ‘Papu’ Gómez marcou três gols e ofereceu três assistências já nesta temporada. Principal armador da equipe, o camisa 10 segue encantando aos torcedores do Atalanta (Golaço de Papu Gómez na vitória da Atalanta diante do Everton, pela Europa League. Confira!).

Enquanto isso, ‘Laucha’ Acosta, também meia-atacante que atua pelas pontas, é o principal jogador da equipe de Almirón classificada para as semifinais da Copa Libertadores da América.

Gonzalo Higuaín? Nem pra reserva!

O atacante da Juventus-ITA, Gonzalo Higuaín, ficou novamente de fora dos relacionados. Apesar de titular na primeira partida sob o comando de Sampaoli na seleção (45 minutos na vitória diante do Brasil por 1 a 0), Higuaín não convenceu ao ‘hombrecito’ e, novamente, voltou a ser preterido como ‘9’ da Argentina.

higuainfora
Higuaín, a princípio, está fora dos planos de Sampaoli (Foto: DiarioOlé)

Contando com Mauro Icardi de titular, além de ‘Pipa’ Benedetto e Dybala, que também pode fazer a função de ‘9’, Sampaoli deixa claro que Higuaín está fora dos seus planos. Criticado pela torcida por perder três oportunidades claras de gol nas últimas três finais da Argentina, o ‘Pipita’ terá que trabalhar duro no seu clube para voltar à vestir a camisa da seleção.

Outro que surpreendentemente ficou de fora é o atacante Joaquín Correa. O jovem do Sevilla-ESP, desde que Sampaoli assumiu o comando da seleção, fica pela primeira vez de fora da lista. Correa é um atacante que pode atuar pelos lados do campo, tanto como um ‘falso 9’, até pela sua estatura (1,88 m). Aparenta que Sampaoli preteriu Correa à ‘Papu’ Gómez, meia-atacante de características semelhantes ao tucumano, que segue de boas atuações com a camisa do Atalanta-ITA, como capitão e principal jogador do clube italiano.

Messi e Dybala podem atuar juntos pela seleção?

Para compor o setor de ataque, Sampaoli voltou a convocar Dybala e Icardi para acompanhar o craque Lionel Messi. Icardi marcou o seu primeiro gol com a camisa da seleção no empate diante da Venezuela e seguirá como o principal ‘9’ da Argentina de Sampaoli.

Enquanto que Dybala parece dúvida para iniciar a partida diante do Perú ao lado de Messi e Icardi na frente. O craque da Juventus citou que “é difícil jogar com Messi, pois ele atua na minha mesma posição em campo”.

E Dybala tem razão! Muitos não compreenderam como seria possível dizer em público que é difícil jogar com Messi (o melhor jogador do mundo?), mas ‘La Joya’ da Juventus, citou referente ao posicionamento no campo de jogo.

Pelo clube catalão, Lionel Messi atua por uma faixa de campo mais centralizada, muitas vezes, por trás de um centroavante, no caso, o Suárez. Na seleção, Sampaoli tenta fazer com que Messi atue o mais semelhante possível do seu posicionamento pelo Barça. Na Juventus, Dybala também atua por trás de um centroavante, no caso, o Higuaín. Então, está evidente que ambos atuando na seleção, “se chocam” em campo por algumas vezes.

Na partida entre os clubes, válida pela primeira rodada da UEFA Champions League, o Diario Olé da Argentina analisou o posicionamento dos dois craques e o mapa de calor após o término do confronto. O Barcelona teve mais posse de bola, cerca de 64% e Messi teve mais contato com a ‘pelota’ do que Dybala. Entretanto, é muito parecido o posicionamento dos dois no campo de jogo. Observe:

messidybala
Mapa de calor: Messi x Dybala no confronto Barcelona x Juventus (Foto: DiarioOle)

Linha de três ou quatro defensores, Messi de enganche, Dybala fora e as dúvidas para enfrentar o Perú

Pensando nisso, o técnico da Seleção Argentina, Jorge Sampaoli, deve deixar Dybala como opção para o decorrer do jogo nesta quinta-feira (05) diante do Perú. Sampaoli têm dúvidas se voltará a utilizar uma linha de três ou quatro defensores, mesmo com pouco tempo para treinar, demonstra a cada treino que busca a melhor opção tática para a Seleção Argentina.

Sampaoli tenta de todas as formas: primeiro treino com a seleção, chega com a tática e os atletas que mais lhe agradam, com o ‘3-3-3-1’ formado por Romero; Mercado, Fazio, Otamendi; Enzo Pérez, Biglia, Banega; Salvio, Messi, Di María; Icardi.

argvsp
O ‘3-3-3-1’ que Sampaoli iniciou a jornada de treinos (Foto: Autor)

Posteriormente, não contando com Icardi e Gago, que sentiram dores musculares, Sampaoli testou por três vezes uma linha com quatro defensores, mas daquela maneira que agrada bastante ao DT: podendo variar no decorrer da partida sem necessitar substituir peças. Uma das características dos times de Sampaoli.

E o momento é de Benedetto! Treinou no lugar de Icardi e se entendeu muito bem com Di María e Messi, logo que na prática marcou dois gols para os titulares. Benedetto faz gols praticamente todos os domingos na Bombonera, conhece todos os atalhos da ‘cancha’. Chegou a sua hora(?)

ByUZ0Fb2b_660x0__1

Em todas as práticas exercidas posterior à sua chegada em Ezeiza, Sampaoli utilizou de Benedetto de ‘9’ e com uma linha de quatro defensores, porém com possibilidades de jogar com três zagueiros e liberar mais o Acuña pelo lado esquerdo como um ala.

BkReCtZ3Z_660x0__1

Ao que parece mesmo, é que Sampaoli vai utilizar um desenho incial com uma linha de quatro defensores, porém com bastante possibilidade de variações durante o decorrer do confronto. As dúvidas? Paredes ou Biglia e Di María pela esquerda ou pela direita?

Sampaoli, treino a treino vai provando e fazendo variações na equipe. Está utilizando bastante do que tem pra treinar. Em um período, reservas, por outro, titulares e segue buscando encaixar a Seleção Argentina para as partidas decisivas.

Com isso, muito provável ver a Argentina no 4-2-3-1 (variação 3-4-2-1) com Romero; Mercado, Mascherano, Otamendi, Acuña; Banega, Paredes; ‘Papu’ Gómez, Messi, Di María; Benedetto.

argvspe
O ‘4-2-3-1’ da possível Argentina para enfrentar o Perú (Foto: Autor)

Que pode variar bastante para uma linha de três defensores, a depender de como se desenrolar a partida…

Sampaoli
Argentina pode chegar a uma variação em ‘3-4-2-1’ (Foto: Autor)

Jogadores de muita qualidade, peças para reposição, Lionel Messi… Você acredita na classificação da Argentina para a Copa do Mundo de 2018?

Sampaoli
Clique na imagem para acessar o site
Michel Corbacho (10 Posts)


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta