Notícias

Futebol Brasileiro

Opinião: Robinho e a confiança que lhe faltava

Robinho

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Robinho ressurge das cinzas e Atlético uma pequena chama de esperanças acende na Cidade do Galo

Neste domingo o técnico Oswaldo de Oliveira fez sua estréia no comando Atlético Mineiro e a partida foi muito melhor do que o torcedor esperava. Além de vencer o Atlético-PR por 2-0 jogando na grama sintética da Arena da Baixada, a recuperação de Robinho foi o ponto alto da noite.

O grande craque do time estava desmoralizado desde o final da era Roger Machado, situação que se agravou ainda mais com a chegada do fraquíssimo Rogério Micale, que minou de vez as chances do atacante, o esquecendo no banco de reservas. Jogadores como Pablo, Marlone e até mesmo o promissor Valdívia eram opções melhores para Micale do que Robinho. Esse ao meu ver foi um dos muitos erros do pseudo treinador.

Na partida de ontem vimos um Robinho, totalmente diferente, não só pelas brincadeiras e sorrisos, a postura do jogador em campo também foi outra. Não foi nenhuma partida espetacular, mas lembrou demais o camisa 7 que brilhou ano passado. Bastou só isso para o craque marcar 2 gols e decidir a partida.

Robinho não marcava um gol há 22 jogos (Foto: Bruno Cantini / Atlético)

 

É impossível negar que Robinho vive péssima fase no ano de 2017, mas muito desse momento se deve à forma com que os antigos treinadores o escalavam. Um jogador de 33 anos e sem tanta condição física feito o “pedalada” não pode em hipótese alguma ter a obrigação de voltar para marcar os laterais adversários.

Ontem Oswaldo não inventou, não teve nada de amplitude pra cá, blá blá blá pra lá, fez apenas o feijão com arroz, como diz nós mineiros. Esse foi o seu grande feito!

Robinho jogou solto ao lado de Fred, e nenhum dos dois se preocupavam com a marcação (Sim, o Fred também era obrigado a voltar para marcar), função que sobrou para Cazares, que mesmo sendo um homem de criação é totalmente capaz de fechar uma linha pelo lado e foi exatamente o que ele fez. Veja na imagem abaixo a distribuição tática do time, que jogou no 4-2-2. Mais simples que isso impossível. E deu certo, o Galo fez uma ótima partida, coisa que não víamos há tempos.

(Foto: Reprodução / Twitter)

 

Após a partida Robinho falou o que a grande maioria já sabia e deu um tapa de luvas na cara de quem não respeitou a sua história.

“Professor Oswaldo me deu confiança, colocou na posição que sabe que eu sempre joguei, estou procurando dar o melhor.” – disse ele à reportagem do SporTV.

A vitória sobre o Atlético Paranaense veio no momento certo, além de vencer um adversário direto, subiu para a 9ª colocação no Campeonato Brasileiro, com 34 pontos, ficando a 4 pontos do G7 e do Z4.

Fortes emoções vem aí para a torcida alvinegra, mas acredito que se o time continuar evoluindo, tanto moralmente quanto tecnicamente, como vimos nesse início de trabalho de Oswaldo de Oliveira, teremos tudo para sonhar com uma vaga na Libertadores, que outrora nos pareceu impossível.

Quarta Feira teremos a decisão da Primeira Liga, contra o Londrina, no Estádio do Café, e essa será nossa única chance de levantar mais um título no ano, afinal, vencemos Mineiro, outra competição que só não vale para quem não ganha.

Clique na imagem para acessar o site
Pedro Henrique (49 Posts)


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta