Notícias

+ Esportes

Pré Jogo: Cowboys @ Giants

Giants

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Giants e Cowboys protagonizam o grande jogo da rodada no Sunday Night Football

Saudações, fãs da bola oval! Nesse domingo (11/12), teremos um grande duelo entre rivais de divisão no Sunday Night Football. O Dallas Cowboys (11-1), já garantido nos playoffs, vai até o MetLife Stadium enfrentar o New York Giants (8-4), que vem de dura derrota contra os Steelers e quer um resultado positivo para se manter firme e forte na disputa por uma vaga na pós-temporada, que não vem desde 2012. A partida será transmitida pela ESPN e pelo Esporte Interativo às 23:30 (horário de Brasília).

De olho nos Cowboys

Desfalques: Lucky Whitehead, WR (violação da política interna de regras do time); JJ Wilcox, S (coxa); Morris Claiborne, CB (virilha)
Jogador para observar: Dak Prescott, QB

É indiscutível o fato de Dak Prescott ter surpreendido até o torcedor mais otimista do Dallas Cowboys. Muito se falou a respeito da posição no time após Tony Romo ter se lesionado antes do começo da temporada regular, a ponto da equipe do Texas ter trazido Mark Sanchez para o depth, porém as boas atuações do calouro de Mississippi State na pré-temporada o puseram na frente na briga pelo posto de QB #1, o que foi confirmado pelo HC Jason Garrett. Resultado? Quase 3.000 jardas, 19 touchdowns, apenas duas interceptações, um QB rating de 108.6, uma única derrota, contra o mesmo oponente desse domingo, e o seu nome cogitado entre os candidatos a MVP. Tais números fizeram até o próprio Tony Romo, em entrevista coletiva, dizer que Prescott é o quarterback titular com todos os méritos. Há de se destacar também o desempenho do grande favorito ao prêmio de calouro ofensivo do ano, o RB Ezekiel Elliott. Detentor de 1.285 jardas e 12 touchdowns terrestres, Elliott devolve aos Cowboys o gás necessário no jogo terrestre, que não aparecia desde a grande temporada de Demarco Murray em 2014. Um dos segredos para o sucesso desse ataque é a tão comentada linha ofensiva dos Cowboys, que conta com nomes como Tyron Smith, Travis Frederick e Zack Martin, e faz um ótimo papel tanto protegendo o QB, quanto abrindo espaços para os RBs correrem, e neste domingo enfrentarão um desafio muito complicado contra a defesa do Giants, que melhorou consideravelmente com as adições de Olivier Vernon, Damon Harrison e Janoris Jenkins na free agency, Eli Apple e Darian Thompson via draft e, principalmente, com a ascensão do S Landon Collins. Prescott e cia tiveram um jogo semelhante a esse, quando enfrentaram a forte defesa do Minnesota Vikings, que complicou a partida até o último instante e fez o jogo ser decidido nos instantes finais. Resta saber se o poderoso ataque do America’s Team repetirá as atuações irretocáveis ou terá novamente um jogo extremamente complicado.

De olho nos Giants

Desfalques: Justin Pugh, OG (joelho); Mark Herzlich, LB (concussão); Nat Berhe, S (concussão); Jason Pierre-Paul (hérnia)
Jogador para observar: Odell Beckham Jr., WR

O ataque do Big Blue não vem bem das pernas nos últimos jogos. Os Giants não conseguiram totalizar 300 jardas ou mais neles e, juntamente com isso, o time é o segundo pior time da NFL correndo com a bola, atrás apenas dos Vikings. Em contrapartida, a sintonia de Eli Manning com o seu principal receiver, Odell Beckham Jr., e com os demais, como Victor Cruz e Sterling Shepard, apesar de se tornar previsível para as defesas adversárias, é a arma mais forte que o ataque possui e, com algumas lesões importantes na secundária dos Cowboys, será um fator certamente explorado, assim como no último encontro essas duas equipes, quando os Giants totalizaram 207 jardas aéreas e três touchdowns de recepção. No lado defensivo, a equipe tem uma combinação bem interessante de duas estatísticas: é a quinta melhor contra o jogo terrestre e a que mais usa tackles para parar os avanços adversários, sem contar o fato de ter em Landon Collins um jogador polivalente, que pode atuar muito bem tanto na tackle box, quanto protegendo contra o jogo de passe. Além dele, os Giants encontraram segurança em sua defesa ao trazer para a linha defensiva jogadores como Olivier Vernon e Damon Harrison, que vieram para reforçar o que era um dos setores mais fracos da equipe. Vernon, que está em sua quinta temporada na liga, veio dos Dolphins assinando um contrato de 5 anos e 85 milhões de dólares. O retorno veio em campo, com seus 49 tackles, 8 sacks (lidera o time) e seu estilo agressivo de jogo. Harrison trocou o verde dos Jets pelo azul dos Giants e assinou também por 5 anos, também demonstrando nas partidas que a nova defesa de NYG vem se mostrando uma unidade a ser temida na NFL.

Quem leva?
O momento dos Cowboys é bem melhor e a equipe só precisa vencer o restante dos jogos para jogar a pós-temporada em casa, entretanto o time dos Giants, muito embora tenha um jogo terrestre fraco, tem na sua defesa uma arma muito poderosa pra desequilibrar o jogo a seu favor, tendo em vista o desempenho de Dallas ao enfrentar unidades defensivas que sufocam o quarterback e limitam as corridas. Se isso se concretizar, as maiores chances de vencer são do time de New York.

Curta a NFL Esportes Mais no Facebook

Clique na imagem para acessar o site
Clique na imagem para acessar o site
suporte (2040 Posts)


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta