Notícias

Sem categoria

Obrigado Mito, Rogério

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Rogério Ceni revolucionou a posição de goleiro no Futebol Mundial e demonstrou todo o seu amor pelo São Paulo Futebol Clube

Todo garotinho na infância sonha em ser jogador de futebol. Fazer gols, decidir partidas, quem nunca sonhou em marcar um golaço nos minutos finais e decidir o jogo?

Sempre foi assim, todos sonhavam em ser o camisa nove, o camisa dez… Mas, muita coisa mudou, graças a um nome, Rogério Ceni!

O ídolo são-paulino mostrou que é possível sonhar em fazer aquela defesa difícil, defender um pênalti e também decidir o jogo com um gol. Ah, Rogério, e quantas vezes você não fez isso, ein!

Em 1997, contra o União São João, os torcedores presentes no Estádio Hermínio Ometto, em Araras, devem ter pensado: O que esse cara vai fazer? Um goleiro cobrando falta? Falta é para camisa 10!

Tolos. Aquele jovem goleiro atravessou o campo determinado a mostrar ao mundo um talento, recompensado graças a toda a sua dedicação nos treinamentos. Pega lá, goleiro. É rede. Apenas o primeiro do Rogério!

Depois daquele feito, veio mais 130 durante a carreira. Alguns de faltas, outros de pênaltis, não importava a maneira, cada um com a sua devida importância, seja para uma classificação, titulo ou apenas mais um diante dos rivais.

É Rogério, com o tempo te chamaram até de arrogante. Será por sempre falar a verdade, por ser dedicado e talentoso o suficiente para impedir um gol e fazê-lo no adversário, ou por todo o seu amor ao São Paulo Futebol Clube?

Talvez a resposta seja todas essas opções. Mais e ai, qual torcedor não gostaria de contar em sua equipe com um atleta que ama e respeita o seu clube, que há 25 anos vem honrando a todos, sendo um verdadeiro torcedor dentro das quatro linhas?

Rogério Ceni, melhor jogador do Mundial de 2005

Ao longo dessa carreira vitoriosa também veio às falhas, e foram muitas. Até por que, são mais de 1200 jogos defendendo a camisa do São Paulo Futebol Clube, 594 deles no Morumbi, 978 como capitão do Tricolor. Um verdadeiro líder dentro de campo, um motivador, exemplo, um cara com sangue nos olhos, sempre com o desejo de vitória.

Ah, mais ele é um goleiro que só sabia fazer gols? Não, meus amigos. Além dos mais de 100 gols, Rogério Ceni também foi um diferencial debaixo das traves.

Steven Gerrard que o diga, já que o seu Liverpool sentiu na pele em 2005, quando Rogério Ceni mesmo com uma lesão, parou a equipe inglesa, ajudando o São Paulo a conquistar o seu terceiro titulo Mundial.

Como és grande, Rogério. Não mais que o São Paulo, mas, muito mais que diversos clubes em todo o mundo.

Infelizmente, chegou à hora do adeus. A data escolhida foi o dia 11 de dezembro, o dia da sua despedida dos gramados aos 42 anos de idade, em um Estádio que ele tanto conhece, onde levantou seis títulos, não poderia ser diferente, tinha que ser no Morumbi.

Agora, resta aos torcedores mudarem um pouco a sua frase tradicional para “Todos tiveram goleiros, só nós tivemos Rogério!”.

As boas lembranças ficam na memória de quem teve a honra de te ver em campo. Para as próximas gerações, restam os vídeos, documentários e as histórias contadas por nós mesmos. A história de um jovem de Pato Branco, que demonstrou todo o seu amor incondicional por um clube, quebrou todos os recordes e revolucionou a posição de goleiro no futebol mundial.

Chega ao fim umas das mais belas histórias de amor de todos os tempos no futebol, mas, apenas dentro de campo, pois agora Rogério Ceni será mais um apaixonado no meio de milhões de são-paulinos.

 

 

OBRIGADO MITO, ROGÉRIO!

 

Wesley Contiero (802 Posts)

Estudante de jornalismo, 23 anos, natural de Lins, Interior de São Paulo.


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta