Notícias

Sem categoria

Nico Rosberg lidera de ponta-a-ponta e fatura o GP do Bahrein

nico

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Nico Rosberg vence o GP do Bahrein e abre 17 pontos de vantagem para Lewis Hamilton, atual bicampeão mundial

Nico Rosberg, da Mercedes, conquistou, de ponta-a-ponta, o GP do Bahrein disputado nesse domingo, dia 03. A vitória de Rosberg comprovou a boa fase do alemão: são cinco vitórias seguidas, três em 2015 e duas na temporada atual. Como Galvão Bueno fez questão de deixar bem claro na transmissão, o piloto está focado na busca do título inédito. Seu companheiro de equipe e maior rival, o inglês Lewis Hamilton, foi prejudicado na largada, chegou a cair para o sétimo lugar e remou até terminar em terceiro. Kimi Raikkonen fez uma corrida sólida e terminou em um ótimo segundo lugar.

Antes da largada, o motor de Sebastian Vettel apresentou problemas e o tetracampeão teve que abandonar. Uma pena porque, como vocês poderão perceber, haviam chances reais de vitória para as Ferraris.

Clique na imagem para acessar o site
Clique na imagem para acessar o site

Nico Rosberg, que largou em segundo, passou por Hamilton na largada. Valteri Bottas, finlandês da Williams, saltou para o terceiro lugar, mas acabou tocando na Mercedes do inglês durante a manobra. Quem se aproveitou do incidente foi Felipe Massa que pulou para o segundo, seguido por Bottas, Daniel Ricciardo e Raikkonen. Nico logo abriu uma boa diferença para o brasileiro, diferença que se manteria para o resto da prova.

Um tempo depois, Valteri recebeu uma punição de “drive-thought” pelo incidente com Lewis Hamilton, acabando com qualquer chance de repetir a boa atuação do ano anterior.

Momento da colisão entre Bottas (77) e Hamilton (44).

Na sétima volta, a Williams chamou Felipe para colocar “pneus médios”. A estratégia da escuderia inglesa era interessante: usar um composto mais duro para permanecer mais tempo na pista e, quem sabe, garantir um pódio pela resistência. Bom, pode-se dizer que tal estratégia funcionou até metade da corrida. Massa chegou a andar em quarto lugar por um tempo, mas a opção por compostos mais macios provou ser mais rápida. Com isso, o brasileiro caiu de rendimento até terminar em um melancólico oitavo lugar. Na minha visão, caso a Williams colocasse “pneus macios” na segunda parada, Felipe conseguiria andar bem mais rápido na parte final da prova. Não adianta a equipe melhorar o tempo nas paradas, se ainda comete erros tão graves como esse.

Rosberg e Raikkonen, primeiro e segundo colocados, colocaram “pneus macios” em suas primeiras paradas, enquanto Hamilton optou por “pneus médios”. Pode parecer meio bobo, mas aí vemos que, apesar do nível de competitividade não ser nem de longe de casos como Senna X Prost ou Piquet X Mansell, a relação entre o alemão e o inglês não tão amigável assim. Apesar disso, a estratégia diferente não surgiu efeito e os três primeiros não se alteraram até o final.

Os destaques da corrida foram Romain Grosjean, da Haas, e Stoffel Vandoorne, substituto de Alonso na McLaren, que ainda não foi liberado para correr devido àquele acidente gravíssimo na Austrália.

Lembro até quando soube que Grosjean ia largar a Lotus (hoje Renault) para correr para Haas, uma equipe norte-americana e novata, logo pensei: é que nem esses jogadores de futebol que vão para China, preferirem o dinheiro à carreira. Fico feliz por ter estado enganado, a Hass parece ter um bom projeto, com dinheiro para investir e depois de um quinto e sexto lugar nessas duas corridas, o potencial é enorme.

Estreia com pontos para o jovem belga Stoffel Vandoorne

Vandoorne, belga de 24 anos, entrou de última hora para substituir o machucado Fernando Alonso. Logo na sua primeira corrida, o jovem já fez algo que, nem o espanhol, nem Jenson Button, ambos campeões mundiais, fizeram esse ano com a McLaren: pontuar. Com esse décimo lugar, Vandoorne foi o primeiro belga, desde Thierry Boutsen no GP da Austrália de 1992, a pontuar na categoria. Que estreia do garoto!

Classificação final:

  1. Nico Rosberg (ALE) – Mercedes
  2. Kimi Raikkonen (FIN) – Ferrari
  3. Lewis Hamilton (ING) – Mercedes
  4. Daniel Ricciardo (AUS) – Red Bull
  5. Romain Grosjean (FRA) – Haas
  6. Max Verstappen (HOL) – Toro Rosso
  7. Daniil Kvyat (RUS) – Red Bull
  8. Felipe Massa (BRA) – Williams
  9. Valteri Bottas (FIN) – Williams
  10. Stoffel Vandoorne (BEL) – McLaren

Após duas corridas, Nico Rosberg lidera com 50 pontos conquistados. Em seguida vem Lewis Hamilton com 33 pontos, Daniel Ricciardo com 24, Kimi Raikkonen e Romain Grosjean com 18 pontos, Sebastien Vettel com 15 e Felipe Massa em sétimo com 14 pontos ganhos.

Apesar desse domínio aparente das Mercedes, a Ferrari está cada vez mais perto da equipe alemão. Rosberg e Hamilton continuam como amplo favoritos para ganhar o título, porém as chances de Vettel e Raikkonen, que parece estar mais motivado, são maiores que ano passado.

A F1 fará uma pausa de duas semanas e voltará apenas dia 17/04, para o GP da China. Algumas equipe já prometem atualizações nos carros, como a Sauber, por exemplo, mas a maioria trará algo novo apenas para a quarta etapa, GP da Rússia, em 01/05 e começo da famosa “temporada europeia” (hoje em dia nem se pode falar que Rússia é Europa).

Clique na imagem para acessar o site
Clique na imagem para acessar o site

 

Pedro Pacola (100 Posts)


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta