Notícias

Futebol Internacional

Poupando titulares, Nacional vence na estreia do Apertura

Nacional

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Após a vitória, Nacional mira jogo da quarta-feira pela Libertadores em casa contra a Chapecoense

Alexander Medina surpreendeu e se deu bem. O técnico escalou uma equipe totalmente alternativa e Nacional venceu Torque por 4 a 2. Os gols foram anotados por Gonzalo Bergessio em duas oportunidades, Leandro Barcia e Santiago Romero. Hinestroza diminuiu para Torque e Rolin anotou contra. Na próxima rodada, Nacional visita o Rampla Juniors e Torque jogará contra o Progreso.

BERGESSIO CALA CRÍTICOS E JÁ MOSTRA QUALIDADE

O melhor jogador em campo foi o argentino Bergessio. Contratado há pouco mais de uma semana, o atacante já tinha entrado bem no jogo contra a Chapecoense em Santa Catarina. Hoje não só ele marcou dois gols mas também saiu da área para jogar e se mostrou importante no jogo coletivo. A sua contratação foi bastante questionada devido ao longo tempo de inatividade que o atacante teve no Velez Sarsfield da Argentina. Se mantiver esse nível colocará uma dúvida importante na cabeça de Medina.

RESERVAS DO NACIONAL GANHAM CONFIANÇA E MINUTOS EM CAMPO

A ideia de escalar uma equipe alternativa surpreendeu todos. Contudo, a arriscada aposta foi positiva para dar rodagem a jogadores que podem ser importantes quando precisarem entrar. Mejia se mostrou sólido no gol, Erramuspe fez sua estreia e não decepcionou, e tanto Barcia quando Bueno mostraram que tem velocidade para abrir defesas fechadas. O jovem Gabriel Neves fez sua primeira partida como titular e foi bem.

TORQUE COMETE ERROS INFANTIS NA SAÍDA DE BOLA

Em 2017, uma jogada com mais de 20 toques na bola que acabou num gol do Torque se tornou viral na internet e rodou o mundo. Essa foi a filosofia de jogo da equipe dirigida por Paolo Pezzolano, e se manteve após a troca de treinador e a chegada de Pablo Marini. Entretanto, erros de passe na saída de bola custaram ao Torque dois gols que comprometeram todo o restante do jogo. Primeiro Bueno, que assistiu Bergessio, e depois Barcia, que finalizou na saída do goleiro, marcaram o dois a zero parcial para o Nacional e mataram qualquer possibilidade da equipe recém promovida.

ROMERO E UMA VOLTA SONHADA AO NACIONAL

Santiago Romero foi o símbolo do Nacional entre 2014 e 2016. Após boas temporadas, foi transferido em julho do ano passado ao Rosario Central da Argentina, mas não conseguiu conquistar um lugar na equipe e acabou voltando ao Nacional no começo de 2017. Romero se destaca pela forte marcação mas também por chegar com qualidade na área adversária e por marcar gols importantes. Nesta nova passagem pelo clube, ele marcou o gol decisivo do jogo da Libertadores e hoje marcou um golaço com um chute de fora da área.

HINOSTROZA E UM GOL HISTÓRICO

O colombiano Jhoaho Hinestroza marcou o gol que diminuiu a vantagem do Nacional quando o jogo já estava 3 a 0. Mas esse gol aparentemente insignificante certamente entrará para a história. Trata-se do primeiro gol da história do Torque numa partida de primeira divisão. A equipe, fundada no final de 2007, está fazendo sua estreia absoluta na primeira divisão e logo de cara precisou enfrentar um dos maiores clubes do continente.

FICHA TECNICA: TORQUE 2×4 NACIONAL

Estádio: Centenario (Montevideo)

Árbitros: Esteban Ostojich, Miguel Nievas e Aecio Fernández.

Gols: 12′ Gonzalo Bergessio (N); 18′ Leandro Barcia (N); 26′ Gonzalo Bergessio (N); 46′ Jhoaho Hinestroza (T); 67′ Santiago Romero (N); 77´Rolín (contra).

Cartões Amarelos: 35′ Gonzalo Bergessio (N);  38′ Mathías Saavedra (T); 43′ Alvaro Brun (T); 48′ Darío Pereira (T); 59′ Rodrigo Erramuspe (N); 64′ Martín Bonjour (T); 79′ Leandro Ezquerra (T).

TORQUE: Mathías Cubero; Leonardo País, Martín Bonjour, Santiago Etchebarne, Gonzalo Sena; Leandro Ezquerra, Alvaro Brun, Agustín Olivera (29′ Darío Pereira), Jhoaho Hinestroza (72′ Matías Roskopf); Valentín Castellanos (82′ Gastón Vitancurt), Mathías Saavedra. Técnico: Pablo Marini. Reservas: Ignacio Barrios, Nahuel Ferraresi, José Aguirre, Andrew Teuten.

NACIONAL: Luis Mejía; Álvaro González, Alexis Rolín, Rodrigo Erramuspe, Alfonso Espino; Sebastián Rodríguez, Gabriel Neves (85′ Matías Zunino), Luis Aguiar (64´Santiago Romero); Leandro Barcia, Gonzalo Bergessio (76′ Diego Coelho), Gonzalo Bueno. Técnico: Alexander Medina. Reservas: Esteban Conde, Matías Viña, Carlos De Pena, Tabaré Viudez.

Clique na imagem para abrir o site
nico.bianchi.sica (10 Posts)


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta