Notícias

Futebol Internacional

Nacional vence Chapecoense e tem vantagem para jogo da volta

Nacional

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Com a vitória, Nacional joga pelo empate no jogo de volta em Montevideo. Partida marca estreia de treinador e mais dois jogadores

Nacional venceu a Chapecoense por 1 a 0, no jogo de ida da segunda fase prévia da Libertadores. O gol uruguaio foi feito pelo volante Santiago Romero. Com a vitória, Nacional agora joga pelo empate no jogo de volta.

MARCAÇÃO EFICIENTE FOI A ARMA TRICOLOR

Nacional vinha de levar cinco gols em duas partidas disputadas em 2018. Para piorar, a defesa tinha a ausência do capitão Diego Polenta, suspenso por uma expulsão na Libertadores 2017. Mas na partida de hoje, a última linha foi quase perfeita. Fucile e Espino fecharam as laterais, e Corujo e Arismendi seguraram todos os ataques da equipe da casa. No meio, os volantes Romero e Oliva foram fundamentais para que Nacional não sofresse com os ataques da Chapecoense.

Para completar, o goleiro Esteban Conde fez uma defesa impressionante num chute de fora da área do Bruno Silva, e viu Apodi perder um gol inacreditável quando já estava batido.

CHAPECOENSE PERDE A CABEÇA E NÃO CONSEGUE SE IMPOR

A equipe catarinense nunca se sentiu à vontade no campo. Chapecoense passou o primeiro tempo sem conseguir agredir a equipe uruguaia. Nacional mantinha o jogo longe da sua área e tentava atacar sem eficiência.

No segundo tempo, após o gol do volante Santiago Romero, Chapecoense se lançou ao ataque e teve um homem a mais após a expulsão do lateral-esquerdo Alfonso Espino. Contudo, após o gol perdido por Apodi, a equipe de Santa Catarina teve dois jogadores expulsos por agressões. Primeiro Perotti, que tentou tirar a bola e acabou dando um golpe de karatê no zagueiro Corujo, e poucos minutos depois o recém ingressado Eduardo agrediu De Pena com uma cotovelada e levou vermelho direto.

DIA DE ESTREIAS: MEDINA, OLIVA E BERGESSIO

Alexander Medina fez a sua primeira partida internacional como treinador de uma equipe principal. Ele foi promovido após conquistar títulos nas categorias de base, e seu começo deixou dúvidas: duas derrotas para o Peñarol e uma equipe que não esboçava reação e cometia falhas importantes na defesa. Hoje, Medina apostou numa equipe mais fechada e que não tivesse vergonha de sair jogando com chutões caso necessário. Se não foi um estilo de jogo vistoso, foi eficiente e saiu de campo com a vitória.

O volante Oliva fez a sua primeira partida oficial como titular do Nacional. Foi a grande surpresa da escalação do técnico Alexander Medina, que tirou o experiente Luis Aguiar e colocou o jovem jogador formado nas categorias de base. Fez um jogo seguro, sem errar passes, e foi importante na marcação. No final do jogo, tirou bolas importantes quando a Chapecoense atacava com cruzamentos.

No segundo tempo, o atacante argentino Gonzalo Bergessio fez a sua estreia com a camisa tricolor. O ex Catânia fez parte da jogada do gol, dando o passe para Zunino que culminou com a assistência para Romero marcar o gol. No final do jogo, ele voltou para marcar e foi importante para segurar o ímpeto da Chapecoense. O argentino chegou ao clube há menos de uma semana e mostrou que será importante.

FICHA TÉCNICA: CHAPECOENSE 0x1 NACIONAL

Estádio: Arena Condá

Árbitros: Patricio Loustau, Hernán Maidana e Juan Pablo Belatti (Argentina).

Gol: 74′ Santiago Romero (N).

Cartões Vermelhos: 76′ Alfonso Espino (N), 83′ Pedro Perotti (C), 87′ Eduardo (C).

Cartões Amarelos: 39′ Alfonso Espino (N), 41′ Sebastián Fernández (N), 45′ Fabrício Bruno (C), 89′ Amaral (C), 90′ Jorge Fucile (N).

CHAPECOENSE: Jandrei; Apodi, Douglas, Fabrício Bruno, Bruno Pacheco; Amaral, Márcio Araújo, Lucas Mineiro (60′ Bruno Silva), Nadson (79′ Pedro Perotti); Guilherme (82′ Eduardo), Wellington Paulista. Técnico: Gilson Kleina. Reservas: Elías, Rafael Thyere, Vinicius Freitas, Eduardo e Neném.

NACIONAL: Esteban Conde; Jorge Fucile, Guzmán Corujo, Diego Arismendi, Alfonso Espino; Matías Zunino (90′ Leandro Barcia), Santiago Romero, Christian Oliva, Carlos De Pena, Tabaré Viudez (71′ Gonzalo Bergessio); Sebastián Fernández (79′ Alvaro González). Técnico: Alexander Medina. Reservas: Luis Mejía, Rodrigo Erramuspe, Luis Aguiar e Gonzalo Bueno.

 

Na próxima quarta-feira será disputado o jogo da volta, no Parque Central, em Montevideo. O empate dá a vaga para o Nacional. Chapecoense precisa vencer por dois gols de diferença ou por um gol desde que marque duas vezes. Vitória dos catarinenses por 1 a 0 leva a decisão para os pênaltis.

 

Independiente
Clique na imagem para acessar o site

 

Leia mais sobre o futebol sul-americano 

nico.bianchi.sica (32 Posts)


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta