Notícias

Futebol Internacional

Nacional joga bem e vence. Fucile gera polêmica com declaração

Nacional_Santos

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Com a vitória, Nacional encaminha vaga nas oitavas de final da Libertadores. Santos já estava classificado

Nacional derrotou Santos por 1 a 0, com gol marcado pelo atacante Leandro Barcia. O jogo foi disputado no Parque Central de Montevideo e encerrou a penúltima rodada do grupo 6 da Libertadores. Agora o Santos lidera o grupo com 9 pontos e Nacional ocupa a segunda posição com 8 pontos, três a mais do que Estudiantes e Real Garcilaso.

MARCAÇÃO FORTE FOI ARMA DO NACIONAL

Jogando em casa, Nacional adiantou a marcação e tentou sufocar o Santos. Com isso, a equipe de Vila Belmiro não conseguiu sair jogando com facilidade e ainda perdeu bolas que levaram perigo ao gol de Vanderlei. No primeiro tempo, uma bola perdida permitiu que De Pena finalizasse de fora da área. O goleiro do Santos soltou a bola e Santiago Romero, sem goleiro, mandou na trave e perdeu a chance de abrir o marcador. No segundo tempo, Nacional manteve a pressão e conseguiu o gol após um chute cruzado de Alfonso Espino que foi completado por Leandro Barcia, abrindo o marcador. Em vantagem, a equipe dirigida por Alexander Medina se manteve longe do seu gol e segurou a vitória apesar de algum susto no final.

SANTOS FAZ JOGO BUROCRÁTICO

O empate entre Estudiantes da Argentina e Real Garcilaso do Peru fez com que Santos entrasse em campo sabendo que estava classificado. A equipe de Vila Belmiro não pressionou e aceitou a forte marcação imposta pelo Nacional, que chegava com facilidade pelas laterais. Para piorar, Copete e Gabriel Barbosa sucumbiram diante da marcação da zaga uruguaia. Com isso, apenas Rodrygo levava perigo à defesa tricolor e era parado com faltas. Ao todo, o Santos não finalizou nenhuma vez com real perigo no gol defendido por Esteban Conde.

HEROI INESPERADO SAI DO BANCO POR LESÃO DE DESTAQUE DO PRIMEIRO TEMPO

Tabaré Viudez foi o destaque do Nacional no primeiro tempo. Hábil, foi o principal articulador uruguaio, além de levar perigo com chutes de fora da área. Mas dores musculares tiraram o meia de campo, levando à entrada de Leandro Barcia. O atacante nascido em Florida, interior do Uruguai, entrou bem e foi decisivo marcando o gol da vitória do Nacional.

GOL FEITO 100% PELA BASE DO NACIONAL

Alfonso Espino e Leandro Barcia foram formados nas categorias de base do Nacional, atual campeão da Libertadores Sub 20. “La cantera inagotable” (a base inesgotável) foi decisiva na vitória tricolor e encaminhou a vaga na próxima fase da Libertadores. Espino foi o melhor jogador em campo, fechando seu lateral e levando perigo cada vez que foi ao ataque.

MEDINA EXALTA ATUAÇÃO DO NACIONAL. FUCILE ASSUME TER TIRADO RODRYGO DE CAMPO

O técnico Alexander Medina elogiou a postura da sua equipe e comemorou a vitória, dizendo:

“Estamos muito felizes pelo resultado e pela atuação da equipe. Na verdade, jogamos muito bem”

Medina ainda afirmou que sabia que a vaga só seria definida na última partida e que nunca perdeu a confiança na sua equipe: “é um grupo equilibrado, tínhamos certeza e sabíamos que a vaga seria definida só na última rodada mesmo após o empate incial”, disse o técnico, que finalizou exaltando os resultados obtidos jogando dentro de casa:

“Não tomamos gol em casa e isso é ótimo. A equipe é competitiva, joga com comprometimento e entusiasmo, sinto-me identificado”.

Jorge Fucile, lateral ex Santos, elogiou o jovem atacante Rodrygo, e assumiu ter abusado da violência para tirá-lo da partida:

“Nunca tinha levado três canetas na mesma partida. Contei porque nunca tinha acontecido, não tem nenhum jogador que me dê três canetas. Ele tem um talento nato. Tentei mantê-lo longe do gol e não tinha outro jeito de tirá-lo da partida. Quando consegui o jogo ficou mais tranquilo”, disse Fucile.

FICHA TÉCNICA: NACIONAL 1 x 0 SANTOS

Estádio: Gran Parque Central.

Árbitros: Wilmar Roldan, Alexander Guzmán y Cristian de la Cruz (Colômbia).

Gol: 57′ Leandro Barcia (N).

Cartão Vermelho: 90′ Leo Cittadini (S).

Cartões Amarelos: 77′ Leo Cittadini (S), 80′ Carlos De Pena (N), 81′ Alison (S), 86′ Santiago Romero (N), 90′ Leandro Barcia (N).

NACIONAL: Esteban Conde; Jorge Fucile, Guzmán Corujo, Diego Polenta, Alfonso Espino; Christian Oliva, Santiago Romero, Matías Zunino (73′ Sebastián Rodríguez), Tabaré Viudez (46′ Leandro Barcia), Carlos De Pena (83′ Gonzalo Bueno); Gonzalo Bergessio.  Técnico: Alexander Medina. Reservas: Luis Mejía, Rodrigo Erramuspe, Diego Arismendi e Sebastián Fernández.

SANTOS: Vanderlei; Daniel Guedes, Luiz Felipe, David Braz, Dodó; Alison, Leo Cittadini, Jean Mota (63′ Emiliano Vecchio); Jonathan Copete (69′ Arthur Gomes), Gabriel Barbosa y Rodrygo (77′ Vittor Bueno). Técnico: Jair Ventura. Reservas: Vladimir, Víctor Ferraz, Gustavo Henrique e Renato.

Créditos imagem: Facebook Oficial Club Nacional de Football

 

nico.bianchi.sica (57 Posts)

Professor de História pós graduado em Jornalismo Esportivo. Uruguaio, torcedor fanático da "Celeste" e do Nacional.


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta