Notícias

Volei

Superliga: Minas e Volei Nestlé estão na semifinal

volei-nestle-e-o-quarto-classificado

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

(Foto: Reprodução / João Neto)

As duas equipes venceram por 3×1 e estão na semifinal da Superliga Feminina

Neste sábado (17), o Camponesa/Minas, em casa, e o Vôlei Nestlé, fora de casa, garantiram as suas vagas na semifinal da Superliga Feminina. As equipes superarem os times do Fluminense e do Hinode Barueri, respectivamente.

Camponesa Minas 3×1 Fluminense

É semifinal!

(Foto: Reprodução / Ignácio Costa)

Primeiro set

(Foto: Reprodução / Ignácio Costa)

O Minas teve trabalho, mas conseguiu vencer. Em tarde inspirada, a capitã Carol Gattaz foi o destaque do set.

Apesar de começar melhor, o Fluminense não conseguiu segurar o placar por muito tempo. Com os problemas na virada de bola no ataque carioca, o time do Minas começou a defender bastante e aproveitar os contra-ataques também.

A central Carol, que completou 150 jogos no clube mineiro, foi uma das mais acionadas pela levantadora Macris e correspondeu a praticamente todas as vezes. Com isso, o Minas fechou o primeiro set por 25×22.

Segundo set

Com Hooker inspirada, Minas bate o Flu e sai na frente nas quartas da Superliga

(Foto: Divulgação / Fluminense)

Foi outro set equilibrado, como a maioria da partida, mas a diferença foi a maior distribuição de bola na equipe carioca.

Com a vantagem aberta logo no início do set, a levantadora Giovana reforçou ainda mais a confiança da ponteira Andressa, que foi o nome tricolor na partida.

O Minas buscou forças e chegou a empatar o placar na reta final, porém, Andressa, uma das grandes pontuadoras do jogo, chamou a responsabilidade para si e conseguiu fechar o segundo set por 25×23.

Terceiro set

Minas venceu todas as partidas contra o Fluminense nesta temporada (Foto: Ignácio Cost)

(Foto: Reprodução / Ignácio Costa)

Foi uma exceção em toda a partida. O único set ao qual houve predomínio de uma das equipes foi este e foi do Camponesa/Minas.

No terceiro set, a equipe mineira consolidou de vez mais uma atuação de gala da oposta americana Destinee Hooker.

Sem dificuldades, já no meio do set o Minas tinha uma grande vantagem que se manteve até o final do set. Sem dar chances para a equipe carioca, o Camponesa fechou o terceiro set por 25×15.

Quarto set

(Foto: Reprodução / Ignácio Costa)

Um set ao qual Hooker e Andressa chamaram as responsabilidades e nos momentos em que suas equipes precisaram, elas deram conta do recado.

O Fluminense estava indo à frente do placar até o 15º ponto, porém sem abrir grande vantagem. Em uma tarde ruim da oposta Thais, a sobrecarga em cima da Andressa custou um pouco no jogo.

A central Carol Gattaz sempre esperta na partida conseguiu ler bem isso e apareceu bem nos bloqueios e também virando bola.

Na reta final, o Minas conseguiu virar a partida e parecia encaminhar bem a vitória com a americana Hooker virando muitas bolas no ataque. Porém, Andressa apareceu novamente e chegou a empatar o jogo para o Flu, mas não foi o suficiente.

Com duas bolas de desafogo na oposta Destinee Hooker, o Minas fechou o set em 25×23, garantiu a classificação para a semifinal e agora vai enfrentar o Sesc-RJ.

Considerações finais

(Foto: Reprodução / Ignácio Costa)

A partida teve o seu momento de homenagem entre o segundo e o terceiro set para Carol Gattaz, eleita a melhor da partida, pelos seus 150 jogos com a camisa do Minas.

Mas a despedida da levantadora Karine Guerra foi o que marcou o final da partida. Com 39 anos, a levantadora se despediu com muitas lágrimas de sua carreira para cuidar de sua gravidez.

“Eu não queria parar, mas chega um momento que a gente sabe que tem que parar. Esse momento chegou. Eu estou muito feliz por tudo que Deus me proporcionou, tive muitas conquistas nesses últimos 15 anos, muito mais do que eu imaginava” – Afirmou Karine.

Hinode Barueri 1×3 Vôlei Nestlé

(Foto: Reprodução / João Neto)

Primeiro set

O Vôlei Nestlé foi soberano. Sem muitas dificuldades, logo no início do set o time de Osasco já abriu uma diferença considerável que oscilou um pouco no início. A partir do 11º ponto do Nestlé, o time disparou na frente.

Com destaque para a ponteira Leyva e a oposta Tandara, o Volei Nestlé conseguiu virar bem as bolas no ataque e venceu o primeiro set por 25×18.

Os destaques negativos neste set foram os muitos erros. Barueri pecou na recepção e ataque, enquanto que o Vôlei Nestlé errou seis saques só neste set.

Segundo set

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo, texto

(Foto: Divulgação / Hinode Barueri)

Foi o set das ponteiras Skowronska e Jaqueline. As meninas foram muito bem no ataque e somadas marcaram 10 pontos neste set.

O Barueri se impôs no jogo e a pressão ficou toda nas mãos de Osasco, que, por mais uma vez, cometeu muito erros, foram sete pontos no total dados de graça.

A partir do 14º ponto, o Hinode Barueri abriu a sua vantagem e garantiu o empate. Final 25×17 no segundo set.

Terceiro set

(Foto: Reprodução / João Neto)

Um set bastante complicado para os dois lados e que inflamou de vez o Ginásio do José Correa, que recebeu um excelente público de 5 mil pessoas.

Tandara junto com a central Bia chamaram a responsabilidade pelo lado de Osasco. Já pelo lado de Barueri, a experiente Jaqueline atuou muito bem nas defesas e Skowronska mais uma vez brilhou no ataque.

No início, Osasco ainda sentia a perca do set anterior. O Hinode Barueri chegou a abrir 4 pontos de vantagem até o seu 16º ponto, mas foi quando tudo começou a desandar no lado das donas da casa e Tandara no ataque e Bia, principalmente no saque, garantiram a virada.

A equipe de Osasco parou de errar, contou com uma boa passagem da Bia no saque e com a Tandara virando todas as bolas e também o placar. Vitória por 25×21 para o Vôlei Nestlé.

Quarto set

(Foto: Reprodução / João Neto)

Esse set foi de tirar o fôlego do torcedor. As equipes trocaram pontos no placar na maior parte do set.

O Hinode Barueri estava atrás do placar o tempo todo no set, mas quando estava perdendo por 14×11 conseguiu uma sequência de 5 pontos e virou o placar. As bolas da levantadora Lloyd ficaram sempre em cima de Skowronska e Jaqueline, que mais uma vez corresponderam.

Quando parecia que Barueri iria levar o jogo para o Tie Break, o treinador Luizomar fez uma troca que definiu o jogo. Ele tirou a levantora Fabíola e colocou a sua reserva Carol Albuquerque. A distribuição de bola começou a fluir a partir daí e desafogou a rede de Osasco.

Com um jogo bem distribuído no final, Tandara, Leyva e Mari Paraíba marcaram dois pontos cada e a própria Carol marcou um. E apesar dos muitos erros, o Vôlei Nestlé fechou venceu o set por 26×24, fechou a partida e se garantiu na semifinal para enfrentar o Praia Clube.

Considerações finais

Após a eliminação, Jaqueline e Skowronska foram as lágrimas. A equipe que foi praticamente formada quase no final da primeira fase da Superliga se despediu e ficou um sentimento de frustração.

Jaqueline afirmou após o jogo que ainda estava sentindo um pouco a lesão no ombro, mas que não queria ficar de fora da partida de hoje e que deu o seu melhor.

Mari Paraíba foi eleita a melhor da partida, principalmente por estabilizar a recepção de Osasco e pelo seu belo quarto set.

 

Esportes Mais

Facebook

 

Joao Pedro (154 Posts)

Estudante de Jornalismo na Instituição IBMR Barra, Rio de Janeiro.


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta