Notícias

Sem categoria

Lucas Frigeri, do São Caetano, fala sobre primeiro semestre fantástico no Azulão

Lucas Cunha

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

O primeiro semestre do São Caetano não poderia ser melhor. Com uma campanha de 21 jogos, 11 vitórias, 5 empates e 5 derrotas no Campeonato Paulista Série A-2, o Azulão não só garantiu o acesso à elite em 2018 como também se sagrou campeão da competição.

Lucas Frigeri, goleiro do Azulão, falou com exclusividade com o nosso site em um bate papo bem interessante, confira:

 

Qual o fato principal para o acesso da equipe?
 Acho que o conjunto, o grupo, o elenco como um todo foi de extrema importância para que conseguíssemos o acesso e por consequência o título. Todos muito focados e empenhados em um só objetivo, que ia desde as tias da cozinha até o presidente do clube.

Qual a sensação de levar  o azulão para a elite novamente?
É uma alegria enorme! Realizei um desejo de criança, quando assistia o Azulão pela Televisão, ganhando títulos, chegando em campeonatos importantes como Brasileiro e Libertadores, e hoje posso fazer parte dessa trajetória que aos poucos levará de volta o São Caetano aos seus dias de glória. Para mim é um prazer indescritível.

Como era o ambiente no clube?

Lucas Figeri
Foto: Arquivo pessoal
O ambiente era de muita confiança, uma expectativa boa e principalmente de muita alegria e paz entre nós jogadores, uma verdadeira família, que na minha opinião fez toda a diferença para que alcançássemos nossos objetivos.

Na última rodada do primeiro turno vocês deixaram escapar o primeiro lugar geral. Ficou uma frustração naquele momento?
Nunca é bom perder e como consequência a liderança, mas já estávamos classificados e era preciso poupar alguns atletas. O campeonato foi muito difícil, sabíamos disso, mas a gente sabia o que queria e nem deu tempo de lamentar a derrota, nós só pensávamos nos dois jogos do mata mata em que nos dava o acesso.

Qual a importância do torcedor no acesso?
A torcida é uma mistura de razão e coração, né!? Xingava quando era preciso e nos apoiava quando precisávamos. Nos deram muito apoio e muita motivação, nos passaram muitas coisas boas, vibramos juntos e no final deu tudo certo, devolvemos a eles a alegria de voltar a primeira divisão, pois tanto a torcida como esse clube merecia isso!

E para a Copa Paulista, segue no Azulão?
  Ainda não sei, a diretoria e meus empresários estão tratando. Se ficar, continuarei dando o meu melhor em prol do clube como sempre fiz. Caso não fique, saio de cabeça erguida e com a alegria do dever cumprido.

 

Você tem alguma goleiro como uma referencia?

Acostumei a trazer um pouco de cada goleiro para mim, como a frieza do Dida, a reposição perfeita de Rogério Ceni, a qualidade e a explosão do Marcos; Neuer que é um dos melhores hoje, enfim aprendo com todos para que possa usar nos treinos e jogos ao meu favor. Mas um goleiro que admiro e tenho como espelho com certeza chama-se Gianluigi Buffon, esse é monstro, como goleiro, como líder, como pessoa e procuro aprender muito com ele apesar de não ser brasileiro.

Wesley Contiero (722 Posts)

Estudante de jornalismo, 23 anos, natural de Lins, Interior de São Paulo.


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta