Notícias

Futebol Internacional

A lenda Paolo Maldini, sua história, prêmios e feitos históricos

Paolo

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Conheça a história de Paolo Maldini a fundo, considerado pela FIFA, o melhor defensor de todos os tempos

Paolo Maldini se encaixa perfeitamente em um verso do A.C Milan, onde diz “Milan, Milan, solo con te”, Paolo dedicou toda sua vida futebolística ao Milan, equipe onde seu pai Césare Maldini também brilhou e acabou que o “obrigando” a também jogar no Milan, já que Paolo era torcedor da Juventus quando criança.

Maldini ficou nas categorias de base do Milan entre 1978 a 1984, onde já demonstrava extrema técnica e a raça que marcou sua carreira. Porém sua história no Milan, começou verdadeiramente em 1985, quando o treinador Nils Liedhom, o relacionou para uma partida contra a Udinese, devido aos desfalques do sistema defensivo da equipe de Milão. E por coincidência, Maldini entrou ao decorrer do jogo justamente por uma lesão de um companheiro de equipe.

Paolo

Com boas atuações sempre que  tinha oportunidade, Maldini se firmou como titular logo em sua segunda temporada, aos 17 anos, demonstrando muita habilidade, que o permitia atuar em qualquer posição do sistema defensivo.

Essa técnica, o rendeu convocações para a seleção sub 21 da Itália já em 1986, onde já era capitão e demonstrava sua liderança em campo.

Paolo

Logo após conquistar seus primeiros títulos com o Milan, sendo eles o campeonato Italiano de 1988 e a supercopa da Itália também em 1988, Maldini teve sua primeira convocação para a seleção Italiana principal, estreando num amistoso contra a Iugoslavia, em um jogo que resultou em 1×1.  Ainda nesse ano de 88, Maldini disputou a Eurocopa pela Itália, onde a seleção chegou até as semifinais.

Nas temporadas de 1989 e 1990, Maldini se consolidou como estrela do Milan e da seleção Italiana, sendo peça fundamental nos títulos europeus de 89 e 90 pelo Milan, além das Copas Intercontinentais. Já na Copa do mundo de 1990, ao ajudar a Itália a chegar no 3 lugar, Maldini entrou para a seleção da Copa daquele ano, ao lado de seu também lendário companheiro Baresi.

Paolo

Em 1994, após conquistar sua terceira Uefa Champions League pelo Milan, Maldini brilhou também na copa do mundo nos EUA, onde a esquadra italiana foi vice campeã, copa essa que também o colocou no time ideal do torneio. Nesse ano Maldini foi eleito o jogador da temporada pela revista “World Soccer”.

Em 1995, um ano antes de disputar a Euro-96 e também estar presente no time ideal, Maldini foi eleito o segundo melhor jogador do mundo, ficando atrás apenas de seu companheiro de equipe, o lendário Weah.

Depois de mais anos com ótimas atuações, Maldini conquistou, talvez o torneio mais emblemático de sua carreira, a Uefa Champions League de 2003, sobre a Juventus, curiosamente seu time de infância. Paolo Maldini fez história ao levantar o caneco exatamente 40 anos depois de seu pai Césare, ter levantado em 63.

 

Paolo

Maldini se aposentou da seleção Italiana em 2002, mesmo sem um título expressivo é considerado um dos melhores jogadores de todos os tempos de sua seleção.

Seu último titulo expressivo viria em 2007, onde Maldini conquistou sua quinta Champions League pelo Milan, que colocou o Milan no mundial de clubes de 2007, onde Maldini marcaria um gol e a equipe derrotaria o Boca, até com certa facilidade, por 4×1.

Paolo

Maldini encerrou sua carreira como futebolista profissional na partida contra a Fiorentina(vitória por 2 a 0), no dia 31 de Maio de 2009. E segundo a wikipédia ao todo, foram mais de mil partidas como profissional e mais de novecentos pelo Milan, além de ter conquistado mais vinte e sete títulos e diversos prêmios.

A camisa três que Maldini utilizava, atualmente está “aposentada” e só será utilizada novamente, caso um de seus filhos atue profissionalmente pelo Milan, o que pode ocorrer com seu filho Cristhian, que já pertence as categorias de base do agora seu clube de coração o Milan.

Maldini é o jogador que mais atuou pela campeonato Italiano da segunda divisão, e é um dos 14 italianos integrados ao “FIFA 100”, ao lado de Baresi, Buffon, Totti, Del Piero, Boniperti, Zoff, Baggio, Bergomi, Vieri, Facchetti, Nesta, Rivera e Rossi.

Paolo

Simplesmente uma lenda que faz muita falta ao futebol mundial!

Por: Mateus Almeida

Logo Rei do Palpite

 

suporte (2042 Posts)


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta