Notícias

Sem categoria

Lebron James, Cleveland Cavaliers e decisões a serem tomadas

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Em má fase, Cleveland Cavaliers precisa tomar decisões que podem mudar o futuro da franquia

(Foto:Divulgação-UsaToday)

O Cleveland Cavaliers vive um momento muito ruim na NBA. Já são 12 derrotas nos últimos 18 jogos, isso é um número surreal, principalmente para um time que almeja o título da liga. Ainda mais se lembrarmos que muitas dessas derrotas foram por placares largos. E com o time vivendo um momento ruim, é óbvio que o grande astro da franquia, o Lebron James, está incomodado com a situação.

O King já deu mostras públicas de insatisfação com a má fase da equipe. Fala-se muito de vestiário rachado em Cleveland, sem contar que muitos jogadores do elenco, estão longe de renderem o que podem. Daí a solução é simples, o time vai ao mercado e reforça o elenco, e pronto, resolvido? O pior que não é tão simples, já que os Cavaliers tem medo de perder seu astro para a próxima temporada. Por outro lado, Lebron quer garantia de um bom elenco para continuar na franquia. É uma situação bem complexa, que vamos tentar entender agora.

A linha tênue entre Lebron e os Cavaliers

Lebron James se tornará agente livre irrestrito ao final dessa temporada. Ou seja, ele poderá assinar contrato com qualquer outra franquia da NBA, sem nenhum ônus. Pessoas ligadas ao James, dizem que o desejo do atleta é de permanecer em Cleveland. Porém, o relacionamento dele com o GM da equipe não é boa. Isso porque Lebron estaria decepcionado com a passividade da franquia no mercado.

Lebron viu grandes jogadores trocarem de times, sem que nenhum fosse trazido para jogar ao seu lado. Casos de Paul George, Carmelo Anthony, Chris Paul, Jimmy Butler e Blake Griffin mais recentemente. Na opinião do King, com algum desses jogadores no elenco, o Cleveland teria maior chance de se opor ao Golden State Warriors numa possível final. Porém, o que Lebron viu, foi o time trocar o seu fiel escudeiro, Kyrie Irving para o Boston Celtics.

Créditos na imagem

Então, a única possibilidade do James continuar por lá, seria se os Cavs dessem garantia de que um time competitivo seria montado. Isso a começar de agora, no período de trocas, que se encerra no próximo dia oito.

O problema é que do outro lado, existe um Cleveland Cavaliers, que não sabe ao certo se terá seu grande astro para a próxima temporada. E talvez esse seja o principal fator que esteja impedindo a equipe de tentar trazer novos jogadores. Pois a franquia tem medo de se reforçar, e mesmo assim ser um time fraco, com uma hipotética saída do King. O Cleveland tem sim alguns atletas que ainda tem valor no mercado. Sem contar da escolha do próximo draft dos Nets, que está sendo bem cobiçada por sinal. Porém, de que adiantaria abrir mão de tudo isso, e perder o Lebron James.
Daí a linha tênue, Lebron espera que o time se reforce, para que ele possa brigar por título. E a franquia espera uma definição do James sobre permanência ou não, para que daí possam se reforçar.

Por enquanto, todos perdem

O fato, é que com toda essa situação, franquia e jogador estão perdendo. Pois o Cleveland Cavaliers já caiu para a terceira posição da conferência leste, e vê o Washington Wizards se aproximando. Sem contar que hoje, o time sequer é apontado como favorito do título de conferência. E inimaginável que o time possa bater de frente com os Warriors numa final de NBA.

(Foto:Divulgação-Sportv)

Então, o que os dois lados podem fazer de melhor, é sentar e conversar. Lebron James precisa garantir que permanecerá em Cleveland, caso o elenco seja reforçado. Daí então seria quase impossível imaginar que os Cavaliers não se reforcem. Pois mesmo aos 33 anos, Lebron James continua sendo o melhor jogador de basquete do mundo. E é um talento que não se vê surgir com frequência. Sendo assim, talvez esteja faltando uma simples e boa conversa, para que as coisas voltem aos trilhos lá em Cleveland.

Pedro Luz (132 Posts)


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta