Notícias

Futebol Internacional

José Mourinho: “Sou treinador do maior clube do Reino Unido”

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

José Mourinho chega ao Manchester United e não foge de polêmicas

Em sua primeira entrevista como treinador do Manchester United, José Mourinho não fugiu das polêmicas e mostrou o seu estilo “marrento”.

“Eu quero tudo. Vencer jogos, jogar bem, lançar jovens jogadores, marcar gols, para que os fãs estejam conosco. É um objetivo agressivo. Quero tudo. Espero estar fora da Champions só nesta temporada. Devemos assegurar que este clube esteja onde tem que estar”, já chegou dizendo o treinador, mostrando que não está em Manchester para brincadeira.

Clique na imagem para acessar o site
Clique na imagem para acessar o site

Mesmo com passagens marcantes pelo Chelsea, Mourinho não se preocupou em cravar o United como a maior equipe do Reino Unido.

“Eu não gosto de dizer que este trabalho é dos sonhos. Isso é uma realidade, e a realidade é que é o trabalho que todos querem. Eu o tenho. Conheço minhas responsabilidades, a expectativa e o legado deste clube. Sei o que a torcida espera de mim. Este objetivo não me põe nervoso. Sou treinador do maior clube do Reino Unido”.

Questionado sobre o rivalidade com Guardiola, agora treinador do Manchester City, José Mourinho ressaltou a força da Premier League.

“Falar sobre um técnico, um clube e – eu não gosto da palavra, mas um rival, não é certo. Uma coisa é estar em uma competição como na Espanha, quando se trata de uma corrida entre dois cavalos. Na Itália, há três times. Mas na Premier League, isso não faz sentido. Se você focar em um time ou um rival, os outros estarão rindo. Então, não quero fazer parte disso. Eu sou o treinador do Manchester United, com respeito a todos os outros clubes do país”, comentou Mourinho.

Sobre a saída de Ryan Giggs, Mourinho comentou:

“A vaga que Ryan queria é a que o clube decidiu me dar. Não é minha culpa. Ryan queria ser o treinador do Manchester United, e o clube decidiu que o trabalho era para mim. A partir deste momento, Ryan queria se tornar um treinador, como em 2000, quando eu decidi ser um. Chega uma hora em que você precisa tomar uma decisão, e Ryan tomou. Ele poderia ser o que quisesse no clube, mas tomou uma decisão em que precisa ter coragem”, finalizou o treinador.

Wesley Contiero (584 Posts)

Estudante de jornalismo, 23 anos, natural de Lins, Interior de São Paulo.


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta