Notícias

Futebol Internacional

Independiente visita o River por vaga na semifinal da Taça Libertadores

UcHz-FSwo_860x575__1

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Após excelente jogo, mas empate em zero na ida, o Independiente busca como visitante chegar à semifinal da tão ansiada Libertadores. O River tentará manter a boa fase para mais uma classificação em mata-mata.

 

O Monumental de Nuñez, em Buenos Aires na Argentina recebe o duelo entre River Plate e Independiente pelo jogo de volta de uma das quartas de finais da Copa Libertadores da América. O duelo entre os times dos dois treinadores mais estrategistas do futebol argentino no momento irá definir o primeiro semifinalista do maior torneio continental.

O jogo de ida em Avellaneda finalizou empatado sem gols única e exclusivamente pelas espetaculares atuações dos dois goleiros de seleção: o uruguaio Martín Campaña e o argentino Franco Armani. A partida contou com várias ocasiões de gols criadas pelos dois times com amplo domínio visitante no primeiro tempo e do time Rojo na etapa complementar.

A equipe comandada por Marcelo Gallardo, que ainda não perdeu nesta edição da Copa Libertadores, classifica com uma vitória simples. O time de Ariel Holan, treinador que está invicto em duelos contra o “Muñeco” Gallardo desde a época do Defensa y Justicia, acederá à semifinal com vitória simples ou empate com gols. Se houver nova igualdade em zero, a classificação se decide desde os 12 passos. O rival deste jogo sairá de Grêmio (BRA) ou Atlético Tucumán (ARG). No primeiro jogo vitória do time brasileiro por 2 a 0, na casa do adversário.

 

INDEPENDIENTE

O time Rojo chega ao duelo contestado devido as poucas vitórias na temporada (3 apenas) e por apresentar nos últimos jogos o recorrente problema da era Holan: os poucos gols convertidos apesar do grande número de chances criadas. Na última sexta-feira, no Libertadores de América, o Independiente recebeu o Tigre e igualou novamente 0 a 0, inclusive com mais um pênalti perdido, neste caso por Gonçalo Verón. Na era Holan são 14 penaltis a favor; 7 convertidos e 7 errados. Com o empate o Rojo alcançou sete pontos e ocupa a 14º posição da Superliga Argentina.

O treinador Ariel Holan segue com dúvidas na escalação para a visita ao “Antonio Vespucio Liberti”. No treino da segunda-feira escalou como titular a mesma equipe que finalizou o jogo de ida; no gol o inquestionável Campaña; linha de 5 no fundo Bustos e Sanchez Miño pelas laterais; Figal, Franco e o Gastón Silva compondo a linha de três zagueiros; o chileno Pablo Hernández como único volante de marcação acompanhado, no meio de campo, por Benítez, Meza e Cerutti; Emmanuel Gigliotti será o centroavante.

Com esta formação o treinador do Rey de Copas procura ter a defesa bem postada e muita mobilidade e rapidez na saída dos contra-ataques quando a equipe recuperar a bola. A escalação também permite variações táticas que tanto gosta, utiliza e bons resultados lhe rendeu até hoje. O  5-1-3-1 pode flutuar para 3-4-3 subindo os laterais e segurando Meza como segundo volante ou no tradicional 4-2-3-1 passando Miño a acompanhar Hernández na proteção a zaga e Gastón Silva à lateral esquerda; na frente Cerutti, Benitez e Meza alternam posições para confundir a marcação e municiar Gigliotti. Na segunda parte do treino Burdisso substituiu Miño e Silva foi pra ala esquerda; Nicólas Domingo ingressou no meio de campo para dar maior poder de marcação e Silvio Romero substituiu Gigliotti, testando um ataque com mais mobilidade.

 

RIVER PLATE

A equipe da casa chega como favorita à classificação e muito embalada pelas últimas vitórias após o jogo de ida das quartas da Libertadores, quando visitou o maior rival, Boca Jrs., e venceu na Bombonera, sendo claramente superior, com dois golaços de Pity Martínez e Ignácio Scocco. Na sexta-feira passada visitou o Lanús e aplicou uma sonora goleada, 5 a 1, mesmo com uma equipe cheia ver reservas. A equipe Granate abriu o placar com Maciel a visita empatou no primeiro tempo com Scocco e virou no segundo marcando 4 gols em 18 minutos; Ibañez (contra), Luciano Lollo, Nicólas De La Cruz e Exequiel Palácios completaram a goleada. Com estes três pontos alcançaram a quarta colocação com 13 pontos.

Para o duelo desta noite, os Millonários ainda não contarão com Enzo Pérez, suspenso expulsão nas oitavas de finais; Bruno Zuculini, que ainda cumpre os sete jogos que tinha de suspensão, e nem com deverá contar com Pity Martinez que sofreu uma distensão grau 1 no clássico em La Bombonera, ficando apenas como opção no banco de reservas. Assim a escalação titular de Gallardo possui dúvidas apenas um ataque. Na meta Franco Armani de espetacular fase; a defesa apresentará a tradicional linha de 4 composta por Montiel, Maidana, Pinola e Casco. O meio de campo terá o capitão Ponzio como primeiro volante acompanhado pelos jovens Ezequiel Palácios e Ignacio Fernandez; no ataque Borré e Pratto são fixas ficando a dúvida entre o colombiano Quinteros, que poderá atuar como um camisa 10 clássicos no meio de campo, com Borré caindo pelos lados e com Pratto centralizado ou como um dos extremos num típico 4-3-3, e Ignacio Scocco que comporia a linha de três atacantes, usando Pratto para sair da área e disputar a primeira bola (onde teve muita vantagem no primeiro jogo), Scocco na área e Borré pelos lados.

Com qualquer uma das opções fica claro que o grande número de jogadores no ataque o River buscará pressionar a saída de bola do Independente bem em cima, como tão bem o fez no primeiro tempo do jogo de ida, com os meio-campistas apertando os volantes Rojos, buscando dificultar a saída de contra-ataque.

Ficha Técnica – River Plate x Independiente:

 

Data: 02/10/2018.

Horário: 19:30 h, horário de Brasília e de Buenos Aires.

Local: Antonio Vespucio Liberti – “Monumental”, Nuñez, Buenos Aires – Argentina.

Arbitragem: Anderson Daronco (BRA). VAR: Wilton Sampaio (BRA).

River: Franco Armani; Gonzalo Montiel, Jonatan Maidana, Javier Pinola, Milton Casco; Leonardo Ponzio; Ignacio Fernández, Exequiel Palacios; Rafael Santos Borré, Lucas Pratto, Juan F. Quintero o Ignacio Scocco. Técnico: Marcelo Gallardo

Independiente: Martín Campaña; Fabricio Bustos, Alan Franco, Nicolás Figal, Gastón Silva e Juan Sanchez Miño o Nicólas Burdisso; Pablo Hernández; Maximiliano Meza, Martín Benítez e Ezequiel Cerutti; Emmanuel Gigliotti. Técnico: Ariel Holan.

Luiggi Parisi (13 Posts)


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta