Notícias

Futebol Internacional

Guia Libertadores da América 2017: Grupo 4

Grupo 7

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Com dois campeões continentais, confira a análise do grupo 4 da Copa Libertadores 2017

A maior competição da América do Sul e torneio mais aguardado do ano, a Copa Libertadores da América 2017, tem início oficialmente nesta semana. No campeonato, os clubes que se classificaram por meio de seus torneios nacionais disputam a taça e a representação do continente no Mundial Interclubes FIFA no fim da temporada.

O grupo 4 da Copa Libertadores da América 2017, conta com duas equipes brasileiras, uma chilena e uma da Argentina. Atlético-PR, Flamengo, Universidad Católica e San Lorenzo formam o quarto grupo do torneio comandado pelo CONMEBOL, disputando a grande taça.

Flamengo 

O rubro-negro carioca chega a esta edição da Copa Libertadores após passar dois anos sem disputar a taça. Desde 2014, ano ao qual foi como Campeão da Copa do Brasil, o Flamengo não disputa a Liberta. Na última passagem pelo torneio, em 2014, os cariocas foram eliminados ainda na primeira fase, com um vexame no Maracanã para o León do México.

A melhor campanha do mais querido no torneio, foi em 1981, logo no ano de estreia na Libertadores. Em 81, o Flamengo com o grande esquadrão de ouro, sagrou-se Campeão sobre o Cobreloa, vencendo a equipe Mexicana por 2 a 0 no jogo desempate, em noite mágica do Galinho de Quintino, Zico, que marcou os dois gols da partida.

Zico com a taça da Libertadores de 1981

A classificação em 2016 veio pelo Campeonato Brasileiro, onde após uma disputa de título, o clube da Gávea garantiu a terceira colocação e a vaga direta para a fase de grupos. Para a temporada 2017 e a disputa da maior competição continental, o Flamengo manteve a base da equipe que teve um 2016 evolutivo e contratou peças complementares para o elenco, além da permanência de Zé Ricardo como comandante na busca pelo Bi.

Com a saída do jovem lateral, Jorge, o clube carioca trouxe o peruano, Miguel Trauco, vindo do Universitário do Peru e lateral titular de sua seleção nacional. Além do reforço na lateral, a diretoria rubro-negra trouxe o atacante colombiano, Orlando Berrío, destaque na temporada vitoriosa do Atlético Nacional, campeão da Libertadores e finalista na Sul Americana 2016. A principal contratação rubro-negra para esse ano, foi a do argentino, Dario Conca, o meia é um velho conhecido do futebol brasileiro e principalmente carioca.

Esta será a 13º participação do masi querido na Copa Libertadores. Após a estreia vitoriosa em 1981, o mais próximo que o Flamengo chegou da taça foi em 1984, na fase de semifinais. Nas demais edições, as campanhas rubro-negras foram oscilantes, tendo eliminações ainda na primeira fase, quedas nas oitavas e quartas de finais.

O foco do Flamengo é total na Libertadores para esse ano, a equipe não é mais uma jovem em construção, as novas peças apenas complementam um elenco que segue o trabalho de 2016, aumentando mais ainda a cobrança para a taça. O Flamengo segue com bons craques para a disputa, o novo camisa 10 rubro-negro para a Liberta, Diego, e o centro avante, Paolo Guerrero, são as principais esperanças para levar o Flamengo rumo ao pódio 36 anos após o feito de 81.

San Lorenzo 

A equipe azulgrana vem para a Libertadores 2017 após classificar-se em terceiro no Campeonato Argentino, indo direto para a fase de grupos da competição.

A melhor participação da equipe argentina foi na Copa Libertadores de 2014, onde após 106 anos de existência, o clube sagrou-se campeão do torneio. Na campanha de 2014, o San Lorenzo passou em segundo no grupo 2, na fase mata-mata, os cuervos eliminaram dois brasileiros, o Grêmio nas oitavas e o Cruzeiro nas quartas. Na fase decisiva antes da final, os argentinos enfrentaram e derrotaram o Bolívar, equipe boliviana, e chegaram a grande final perante o Nacional do Paraguai. Empatando o primeiro duelo e vencendo o segundo em seu reduto, o San Lorenzo conquistou seu primeiro título na maior competição continental.

Crédito da foto: (Reprodução/www.futebolportenho.com.br)

O San Lorenzo terminou o ano de 2016 bem, mas vendeu seus principais jogadores, Martin Cauteruccio, vice artilheiro do Campeonato Argentino, Sebástian Blanco, meia armador e o lateral esquerdo da seleção, Emmanuel Más. Para suprir essas necessidades, contratou Piris da Motta, volante e Rúben Botta meia atacante e subiu alguns jovens da base. Com isso, a equipe vem em remontagem para a Copa Libertadores, na temporada os cuervos ainda não disputaram nenhuma partida oficial, somente amistosos, perdendo a maioria. A estreia na próxima quarta-feira (08) contra o Flamengo, será a primeira batalha oficial da equipe no ano.

Atlético-PR

Com o novo G-6 no Brasileirão, onde as equipes brasileiras passaram a ter mais vagas para a Libertadores, garantindo até o sexto colocado no torneio continental, o clube paranaense com uma boa campanha no campeonato nacional, principalmente com a força de sua Arena, garantiu a última vaga brasileira no torneio. Com o aumento de vagas, à regra para a pré libertadores foi mantida para os dois últimos colocados, no caso os clubes na 5º e 6º colocação não garantem vaga direta à fase de grupos, tendo dois confrontos diretos até seus respectivos grupos na Libertadores.

O rubro-negro paranaense, chegou à fase de grupos após enfrentar uma dura Pré-Libertadores. A primeira disputa para chegar oficialmente ao torneio, foi o confronto perante o Millonarios da Colômbia, a equipe seguiu na pré Liberta após conseguir vencer nos pênaltis por 4 cobranças a 2. Na segunda partida, perante o Deportivo Capiatá, do Paraguai, os brasileiros venceram fora de casa por 1 a 0 e empataram em 3 a 3 em Curitiba, avançando assim para a fase de grupos.

O clube da cidade de Curitiba estreou na Libertadores em 2000, chegando até a fase de oitavas de finais do torneio. Na primeira parte mata-mata da Liberta, o Furacão chegou como equipe de melhor campanha na primeira fase e duelou perante o também brasileiro, Atlético Mineiro. No duelo com o Galo, o clube paranaense perdeu a primeira partida em Minas por 1 a 0, levando a decisão da vaga para a Baixada. Na casa do Furacão a partida em tempo norma encerrou em 2 a 1, levando a decisão às quartas para os pênaltis. Na ocasião, os donos da casa levaram a pior, sendo eliminados por 5 a 3.

Crédito da foto: (Reprodução/www.saopaulofc.net)

A melhor participação do Furação foi em 2005, onde a equipe classificou como segundo no grupo 1. Nas fases mata-mata, o rubro-negro de Curitiba passou pelo Cerro Porteño em uma decisão por pênaltis, nas quartas passou pelo também brasileiro, Santos, com um placar agregado de 5 a 2. Na última fase para chegar à grande final, o Atlético enfrentou o Chivas Guadajara do México, ganhou a primeira partida por 3 a 0 e empatou a segunda em 2 a 2, avançado para a decisão final. A decisão pelo título reservou mais um encontro entre brasileiros, contra o São Paulo o Furacão protagonizou a final e perdeu por um placar agregado em 5 a 1 para o tricolor paulista, conquistando o vice-campeonato da Libertadores de 2005.

Para esta edição, o Atlético garantiu alguns reforços importantes, como o experiente atacante, Grafite, além da manutenção de boa parte do elenco que fez boa campanha do Brasileirão, como o goleiro, Weverton, destaque na campanha do Furacão. A força paranaense está principalmente em sua superioridade na Arena da Baixada, importante reduto rubro-negro para a Libertadores.

Universidad Católica 

A equipe chilena chegou à disputa da Libertadores 2017, após classificar-se diretamente para a fase de grupos como Campeã do Torneio Apertura do Campeonato Chileno. A Universidad vem de um 2016 de títulos, além do Apertura, a equipe também conquistou o torneio Clausura, conseguindo assim o primeiro bi campeonato de sua história.

A melhor campanha de La Cato, foi na disputa continental de 1993, onde a equipe conquistou o vice campeonato da competição, perdendo o título para a equipe brasileira do São Paulo. Antes de ser finalista, os Cruzados haviam chegado outras vezes perto da taça, em 1962, 1966, 1969 e 1984 nas semifinais da Libertadores.

Crédito da foto: (Reprodução/imortaisdofutebol.com)

O clube de Santiago, soma 25 participações na Copa Libertadores, sendo uma das equipes mais carimbadas no torneio da América do Sul. Para esta edição, a Universidad manteve a base do ano passado, fazendo apenas uma contratação para essa temporada, o atacante uruguaio Santiago “El Tanque” Silva, que estava no Banfield,
da Argentina, que chegou para substituir o artilheiro, Nicolás Castillo, principal destaque da equipe, que se transferiu para o Pumas, do México.

 

Clique na imagem para acessar o site

 

 

 

 

Milenna Paulino (144 Posts)


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta